Comunicado da Reitoria

Comunicado da Reitoria


Prezada Comunidade Acadêmica.

 

Em atenção ao noticiário veiculado pelo jornal “Diário do Grande ABC”, em sua edição de 20 de junho de 2018, sob o título “Professores da FSA ameaçam paralisação”, a reitoria do Centro Universitário da Fundação Santo André vem manifestar sua discordância com o teor das informações, pelos seguintes motivos:

1) Não é verdade que a atual reitoria vem agindo arbitrariamente ao “vedar a atribuição de aulas para professores com idade superior a 75 anos”. A inativação compulsória de agentes públicos a partir da idade em menção se faz obrigatória por força da Constituição e se impõe até mesmos sobre magistrados, membros do Ministério Público e todos os servidores estaduais, municipais e federais. Trata-se portanto de uma questão de estrita legalidade.

2) Não é verdade que os professores da FSA ameaçam entrar em greve; a greve proposta pelo SINPRO foi rechaçada pelo coletivo de professores presentes na assembleia realizada dia 13 de junho, posto terem os docentes entendido ser absolutamente indispensável a sequência ininterrupta das atividades acadêmicas, sem prejuízo ao corpo de alunos. 

3) Não é verdade que existe um “clima de indignação” com decisões arbitrárias da reitoria, e que esta se recusa a falar com o corpo docente. Desde a sua posse, a reitoria abriu canal permanente de diálogo com professores e funcionários, tanto assim que realizou e vem realizando reuniões periódicas nas quais são apresentados de forma detalhada os itens que integram o Plano de Gestão Estratégica, com a respectiva fundamentação legal de cada uma das medidas implementadas. Ademais, a reitoria se colocou disponível para receber propostas adicionais e complementares oriundas da comunidade acadêmica, tudo para o fim de consolidar o processo democrático da gestão, desde que consoante os princípios da responsabilidade fiscal e da sustentabilidade econômica, elementos indispensáveis à manutenção dos compromissos assumidos perante à sociedade, ao corpo de funcionários e alunos da instituição.

4) Lamentamos o fato de o Diário do Grande ABC ter publicado a matéria sem ouvir todas as partes envolvidas como é dever da imprensa, restringindo-se a um discurso unilateral de evidente cunho político-sindical.

Fechar Menu