Central de Estágios e Carreiras

A Fundação Santo André tem como premissa formar profissionais completos e aptos a ingressarem no mercado de trabalho. A excelência no ensino, na pesquisa e em projetos inovadores é o principal motivo identificado pelas grandes empresas na contratação de nossos alunos. 

Central de estágios e carreiras

Protocolo de documentos na Secretaria Geral de Atendimento (prédio central)
segunda-feira à sexta-feira das sexta-feira das 10h às 21h30.

Horário de atendimento da Central de estágios e carreiras
segunda-feira à sexta-feira das sexta-feira das 10h às 19h30 – sala ao lado da secretaria geral de atendimento, no prédio Central.

Telefone
(11) 4979-3460

E-mail
estagios@fsa.br

 

Contato

Coordenador de estágios e carreiras
Prof. Me. Nelso Stepanha
nelso.stepanha@fsa.br

Plantão do coordenador 

Segunda-feira: 16h às 20h;
Terça-feira: 08h às 12h;
Quarta-feira: 15h às 19h;
Quinta-feira: 15h às 19h;
Sexta-feira: 16h às 20h;

Como fazer um bom currículo

Como criar um perfil no LinkedIn

Perguntas numa entrevista de emprego 

Regras de estágio

Os procedimentos relacionados a efetivação, realização e conclusão do estágio curricular na FAECO se dão nas seguintes etapas:

I – Termo de Compromisso

– Para realização do estágio é necessário que a empresa ou o Agente de Integração emita o [termo de compromisso]; 

– A entrega deste documento é o primeiro passo para a formalização do estágio curricular. 
– É necessário a entrega de 3 vias, devidamente assinadas, desse

Termo de Compromisso na Secretaria Geral de Atendimento (SGA). 

 II – Orientador
Selecionar e/ou escolher um professor da FAECO que seja ligado a área de atuação em que o estágio desenvolver-se-á, que tenha conhecimento no tipo de atividade desenvolvida pela empresa, instituição ou setor em que o estágio será realizado; o professor deve ser consultado e concordar em ser orientador, pois ele também colaborará com preparo dos passos seguintes. Não confundir o papel do professor orientador com o do coordenador de estágios. 

III – Plano de Atividades

Após a entrega do [termo de compromisso] de Estágio (3 vias), é necessário entregar 3 vias do [Plano de Atividades] Supervisionada, conforme o modelo, ao setor de estágio. O Plano de Atividades deve ser preenchido pelo aluno, com o apoio do supervisor da empresa e do professor orientador. Para efeito da contagem das horas de estágio será considerado, no máximo, 15 dias anteriores ao dia da entrega do Plano de Atividades, independente do dia de início do estágio na empresa. Só será aceito o Plano de Atividades que segue o modelo fornecido no link indicado. No momento da entrega, o Plano de Atividades já deve estar assinado pelo supervisor da empresa, o aluno e o orientador da FAECO, faltando apenas a assinatura do Coordenador de Estágios do Centro Universitário Fundação Santo André, que o fará após a entrega dos documentos no setor de estágios.

IV – Relatório
Após a realização do estágio deve ser entregue o [relatório de estágio]. O relatório de estágio é um trabalho acadêmico onde deve ser descrito, o mais detalhadamente possível, as atividades desenvolvidas durante   período supervisionado. O relatório do estágio deve seguir o modelo indicado, sendo necessárias 4 assinaturas, do Aluno, do Supervisor da Empresa, do Orientador na FAECO e por fim do Coordenador de Estágios do Centro Universitário da Fundação Santo André, que, por sinal, é a última delas, somente dada após análise dos documentos e verificação que está tudo correto. 

V – Conclusão do Estágio

Para concluir o estágio supervisionado deve-se entregar os seguintes documentos: o [relatório de estágio], o [formulário de avaliação do supervisor da empresa], o [formulário de avaliação do orientador] e a [declaração da empresa] com respeito ao cumprimento das horas que foi cumprido no mínimo 300 horas. Os alunos que forem funcionários da empresa deverão trazer junto uma cópia da folha de registro da carteira profissional. Tanto para funcionário ou estagiário a declaração precisa estar em papel timbrado e conter o carimbo do CNPJ da empresa, com a firma reconhecida.

VI – Outros

Na eventualidade de prorrogação do contrato de estágio, deve ser utilizado o [aditivo ao termo de compromisso de estágio]. Na eventualidade de rescisão do contrato de estágio, deve ser utilizado o [termo de rescisão].

OBSERVAÇÃO

Do Aluno na condição de empregado

O aluno poderá fazer o estágio na empresa em que trabalha. A única diferença é que não precisará do Termo de Compromisso, apenas deverá entregar junto com o Plano de Estágio; uma declaração da empresa comprovando que é funcionário e que desempenhará atividade supervisionada. Assim, a diferença é que não participará de programa de estágio na sua empresa, poderá fazer apenas um PLANO DE ATIVIDADE SUPERVISIONADA, monitorada por um supervisor na empresa e um professor na FAECO. Mas atenção: contabiliza-se somente 6 horas por dia dessa atividade, completando 300h. Todos os outros documentos e obrigações são as mesmas.

Do aluno desempregado

O aluno desempregado, cujo estágio seja obrigatório, deverá procurar um estágio voluntário que ofereça condições para realizá-lo, atentando para a documentação necessária já mencionada.

Do aluno na condição de proprietário de empresa

O aluno, proprietário de empresa, deverá baixar o plano de atividades, no link indicado. No momento da entrega, o Plano de Atividades já deve estar assinado pelo sócio da empresa, caso não tenha sócio, pelo contador. o aluno e o orientador da FAECO, faltando apenas a assinatura do Coordenador de Estágios do Centro Universitário
Fundação Santo André, que o fará após a entrega dos documentos no setor de estágios.
Também deverá entregar uma cópia autenticada do Contrato Social da empresa.

Documentos

INÍCIO DO ESTÁGIO

O estágio curricular deve ser feito a partir do 3º ano (2/3 da carga horária completada).

O estágio deve ser necessariamente realizado em empresas/escolas ou escritório de profissional autônomo na área de atuação do curso realizado e conta com a supervisão de um profissional na empresa e um professor do Curso de Arquitetura e Urbanismo. O estágio tem uma duração mínima de 360 horas. No término do estágio, ele apresenta um relatório final, juntamente com o parecer do supervisor da empresa sobre o estágio realizado.

Para iniciar o estágio, o aluno deve preencher a documentação indicada nas normativas para estágio de cursos de Bacharelado.
O aluno poderá apresentar ao professor orientador, a qualquer tempo, a partir do 3º ano, o plano de estágio e demais documentos para ingresso e, após cumpridas as 360 horas, a documentação de conclusão no estágio, conforme normativa apresentada neste site.

Ao final deste período, e preferencialmente até o mês de junho do ano de conclusão, deverá ser elaborado o Relatório Final, para ser submetido à aprovação pelo professor orientador, que irá avaliar e aprovar, para encaminhamento ao Coordenador de estágio da FAFIL, para validação das horas.

ESTÁGIO – ARQUITETURA

De acordo com a Resolução nº 2, de 17 de junho de 2010, que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo, em seu Art. 7º, consta que, em seu parágrafo primeiro, “Os estágios supervisionados são conjuntos de atividades de formação, programados e diretamente supervisionados por membros do corpo docente da instituição formadora e procuram assegurar a consolidação e a articulação das competências estabelecidas. E, no seu parágrafo segundo, acrescenta que “Os estágios supervisionados visam a assegurar o contato do formando com situações, contextos e instituições, permitindo que conhecimentos, habilidades e atitudes se concretizem em ações profissionais, sendo recomendável que suas atividades sejam distribuídas ao longo do curso.”

O estágio supervisionado é obrigatório e poderá ser desenvolvido em uma ou mais atividades do núcleo de formação profissional, que envolve os seguintes campos do saber: Teoria e História da Arquitetura, do Urbanismo e do Paisagismo; Projeto de Arquitetura, de Urbanismo e de Paisagismo; Planejamento Urbano e Regional; Tecnologia da Construção; Sistemas Estruturais; Conforto Ambiental; Técnicas Retrospectivas; Informática Aplicada à Arquitetura e Urbanismo; Topografia, bem como ao constante na Regulamentação nº 51 do CAU, que disciplina o campo de atuação dos profissionais Arquitetos e Urbanistas.

ATIVIDADES VÁLIDAS NO ESTÁGIO EM ARQUITETURA

As atividades consideradas válidas para fins de Estágio Supervisionado do Curso de Arquitetura e Urbanismo são todas aquelas contidas na Lei nº 12.378, de 31 de dezembro de 2010, que Regulamenta o exercício da Arquitetura e Urbanismo, e dispõe, no parágrafo único de seu artigo segundo, a definição das atividades e atribuições do arquiteto e urbanista, sendo as seguintes atividades do campo de atuação:

I – da Arquitetura e Urbanismo, concepção e execução de projetos;

II – da Arquitetura de Interiores, concepção e execução de projetos de ambientes;

III – da Arquitetura Paisagística, concepção e execução de projetos para espaços externos, livres e abertos, privados ou públicos, como parques e praças, considerados isoladamente ou em sistemas, dentro de várias escalas, inclusive a territorial;

IV – do Patrimônio Histórico Cultural e Artístico, arquitetônico, urbanístico, paisagístico, monumentos, restauro, práticas de projeto e soluções tecnológicas para reutilização, reabilitação, reconstrução, preservação, conservação, restauro e valorização de edificações, conjuntos e cidades;

V – do Planejamento Urbano e Regional, planejamento físico-territorial, planos de intervenção no espaço urbano, metropolitano e regional fundamentados nos sistemas de infraestrutura, saneamento básico e ambiental, sistema viário, sinalização, tráfego e trânsito urbano e rural, acessibilidade, gestão territorial e ambiental, parcelamento do solo, loteamento, desmembramento, remembramento, arruamento, planejamento urbano, plano diretor, traçado de cidades, desenho urbano, sistema viário, tráfego e trânsito urbano e rural, inventário urbano e regional, assentamentos humanos e requalificação em áreas urbanas e rurais;

VI – da Topografia, elaboração e interpretação de levantamentos topográficos cadastrais para a realização de projetos de arquitetura, de urbanismo e de paisagismo, foto-interpretação, leitura, interpretação e análise de dados e informações topográficas e sensoriamento remoto;

VII – da Tecnologia e resistência dos materiais, dos elementos e produtos de construção, patologias e recuperações;

VIII – dos sistemas construtivos e estruturais, estruturas, desenvolvimento de estruturas e aplicação tecnológica de estruturas;

IX – de instalações e equipamentos referentes à arquitetura e urbanismo;

X – do Conforto Ambiental, técnicas referentes ao estabelecimento de condições climáticas, acústicas, lumínicas e ergonômicas, para a concepção, organização e construção dos espaços;

XI – do Meio Ambiente, Estudo e Avaliação dos Impactos Ambientais, Licenciamento Ambiental, Utilização Racional dos Recursos Disponíveis e Desenvolvimento Sustentável.

ATIVIDADES INVÁLIDAS NO ESTÁGIO EM ARQUITETURA

O estágio obrigatório não será válido em atividades alheias ou incompatíveis com o exercício da profissão, tais como atividades de vendas, gráfica, recepção, entre outras. Caberá ao professor orientador analisar se o aluno está devidamente enquadrado nas atividades pertinentes relacionadas acima.

Não serão válidos os estágios realizados sem o registro na instituição.

Monitorias, atividades de extensão e iniciação científica não são considerados estágios (são considerados AACC).

Atividades de observação, onde o aluno não intervém na atividade observada, também não são considerados estágios.

Todos os procedimentos devem obedecer os normativos da FAFIL para estágio de cursos de bacharelado.

RELATÓRIO FINAL
No Relatório Final, no item relativo à “Descrição detalhada das atividades” a ser produzido pelo aluno, deverão ser descritos os seguintes itens:

1. Descrição sobre o perfil da empresa e as atividades que desenvolve

2. Organograma da empresa, localizando em qual departamento o estagiário atua. Descrição das relações de trabalho e hierarquia.

3. Descrição da natureza dos projetos e/ou atividades desenvolvidos e/ou executados pela empresa.

4. Descrição do processo de desenvolvimento dos projetos e/ou atividades.

5. Descrição das relações entre empresa e cliente.

6. Descrição do processo de aprovação dos projetos e/ou atividades internamente e externamente à empresa.

7. Descrição dos recursos (humanos e materiais) envolvidos nos projetos e/ou obras.

8. Cronograma de atividades desenvolvidas do trabalho.

9. Apresentação dos projetos e/ou atividades desenvolvidas (fotos, croquis, maquetes etc.) em tamanho reduzido – A4 ou A3 dobrado.

Nas Considerações finais:, deve conter a reflexão geral do aluno por meio de análises, críticas e propostas.

ATENÇÃO

Se o estudante não obtiver a validação de seu estágio, este deverá ser necessariamente refeito integralmente.

Não serão aceitas atividades, para fins de estágio, em áreas de atuação não correspondentes às atividades descritas no regulamento.

Documentos Bacharelado

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO – LICENCIATURA
O estágio curricular supervisionado nos cursos de licenciatura tem como objetivo, estabelecer uma relação entre a teoria e a prática, tal como expressa o Artigo 10º, § 20 da LDB, bem como o Artigo 30, XI e tal como expressa sob o conceito de prática no Parecer CNE/CP nº 09/2001. O estágio curricular supervisionado é o momento de efetivar, sob a supervisão de um profissional experiente, um processo de ensino-aprendizagem que, tornar-se-á concreto e autônomo quando da profissionalização deste estagiário. O estágio curricular é, por isso uma atividade privilegiada de diálogo crítico com a realidade que favorece a articulação ensino-pesquisa-extensão.

O estágio em licenciatura é obrigatório para os cursos de Ciências Biológicas, Química, Matemática, História, Geografia, Letras, Ciências Sociais e Pedagogia, sendo parte integrante dos requisitos para a colação de grau. Neste portal, os procedimentos referentes à realização dos estágios em Pedagogia não estão inclusos.

A efetivação do estágio supervisionado da licenciatura dá-se apenas após a observância de um conjunto de procedimentos, devidamente estabelecidos por meio de formulários específicos, com procedimentos descritos a seguir:

Sequência do procedimentos operacionais, por parte do aluno, está dividida em 4 fases.

I – Etapa Preparatória

– Baixar o arquivo estágioFAFIL2019. Este arquivo, caracterizado por um conjunto de formulários e planilhas, deve ser aberto no software Excel. Os formulários são protegidos, estando habilitados apenas os campos que precisam ser preenchidos.

– Observar que o arquivo possui inúmeras pastas, devidamente identificadas.

– Preencher formulário

– Completar informações do formulário e do formulário .

– Imprimir formulários e e entregar na escola em que o estágio será realizado e colher assinatura no formulário , para formalizar o estágio. Os formulários e devem ser apenas entregues ao Diretor da escola e professor responsável, respectivamente. Caso o estágio envolva mais professores responsáveis, entregar um formulário para cada um.

II – Realização do Estágio

– Acessar formulário e completar informações

do campo I – “Dados referentes ao licenciando” (itens 5,6 e 7) e

do campo II – “Dados referentes ao estabelecimento de ensino” (item 12).

– Ainda no formulário , preencher a planilha do campo III – “Informações do estágio – observação” , mediante ocorrência do processo de observação; as informações devem ser digitadas na planilha.

– Ao término do estágio na escola, imprimir formulários e para colher assinaturas.

– No formulário , especificamente, o(s) professor(es) responsável(eis) precisa(m) conferir as informações: nome completo, nome da disciplina e assinar, com caneta preta ou azul.

– Deve-se imprimir tantas vias quantas forem necessárias para contemplar o preenchimento da declaração de veracidade explicita no formulário por todos os professores que estiveram envolvidos no processo de estágio.

– Colher assinatura da direção da escola bem como carimbo da unidade de ensino em todos os espaços identificados nos formulários , e .

– A assinatura deve ser unicamente do diretor da escola; o vice diretor pode assinar apenas se estiver na condição de “diretor em exercício”; condição que deve ser comprovada com documento expedido pela escola.

III – Realização de AACC (Atividades Acadêmico-Científico-Culturais)

– As atividades de AACC devem ser registradas no formulário , com preenchimento, digitado, dos campos:

<> data,

<> local (de realização da AACC),

<> carga horária (em horas)

<> nome do professor responsável pela atividade ou nome do professor que pode avaliar a pertinência da atividade desenvolvida à

luz das diretrizes pedagógicas do curso.

<> descrição detalhada da atividade.

<> reflexão sobre a atividade.

<> nome do professor responsável pelo AACC no curso.

– Imprimir formulário

– O professor responsável pela atividade deve assinar no campo ao lado de seu nome.

– O professor responsável pelas atividades de AACC do curso deve, à caneta:

<> assinalar parecer da atividade (aprovado ou reprovado).

<> postar data.

<> assinar planilha de atividade.

– A numeração dos anexos é automática, registrando-se à medida que as informações do formulário são preenchidas.

– Completar, digitando, informações do formulário : nome completo do coordenador do curso

– Imprimir formulário

– O coordenador de curso deve:

<> avaliar atividades de AACC desenvolvidas

<> se concordante, deve postar data e assinar formulário no campo específico.

<> se discordante, deve emitir parecer no verso do formulário e devolver ao aluno, para que sejam tomadas as devidas providências.

– As demais informações do formulário são preenchidas automaticamente.

– No formulário o aluno deve completar eventuais informações do campo “atividade realizada”, apontando a respectiva carga horária individual e totalizando, no campo específico, a carga horária total.

– Imprimir formulário

– O professor responsável pelas atividades de AACC do curso ou o Coordenador do curso deve:

<> avaliar individualmente as atividades apontadas no resumo, e suas respectivas cargas horárias, à luz do que preconiza o PPC, indicando no campo “situação” o termo para àquelas atividades incompatíveis com as diretrizes do PPC – Projeto Pedagógico do Curso.

<> conferir a carga horária estabelecida pelo aluno.

Particularidades e possibilidades de AACC podem ser observadas selecionando aqui.

IV – Finalização do Estágio

– Caberá ao estagiário, ao final do período do estágio, elaborar o Relatório Final das atividades desenvolvidas, de acordo com o modelo disponível.

<> o estágio somente será considerado válido, após a entrega do relatório final com as devidas aprovações.

<> os documentos entregues não podem ter nenhum tipo de rasura e/ou uso de corretor.

Caberá ao coordenador de curso ou professor responsável pelas atividades de AACC do curso, ao término do estágio, avaliar o estágio com conceito aprovado ou reprovado, encaminhando ao Setor de Estágio através do aluno, mediante o preenchimento do formulário de avaliação.

Na oportunidade em que o responsável pelo estágio no curso não seja o coordenador de curso ou o professor responsável pelas atividades de AACC, por designação colegiada, pode ser instituída a figura de um orientador, que deve ser um professor do colegiado e/ou da área. Caberá ao orientador, de posse dos relatórios mensais (quando houver) e final, avaliar o estágio com conceito aprovado ou reprovado, encaminhando ao Setor de Estágio através do aluno, mediante o preenchimento do formulário de avaliação

O parecer sobre estágio, estabelecido no formulário de avaliação, deve compor o relatório final, como Anexo I.

A folha de assinaturas do Relatório Final deve ser assinada por todas as partes interessadas, exceto pela Coordenação de Estágios da FAFIL, que assinará após entrega da documentação completa no Setor de Estágios.


ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO – BACHARELADO
Os estágios caracterizam-se pela realização de atividades supervisionadas que impliquem no desenvolvimento de metodologias de trabalho ou aprendizagem de técnicas, através da execução ou acompanhamento de serviços ou projetos inerentes aos cursos de bacharelado visando complementar a formação profissional do aluno, de modo a buscar aprimoramento de conhecimentos e troca de ideias, informações e experiência, seja no âmbito da Fundação Santo André ou de outras instituições. A base legal para realização dos estágios está amparada pela Lei Federal nº 11.788/2008.

A efetivação do estágio supervisionado do bacharelado dá-se apenas após a observância de um conjunto de procedimentos, devidamente estabelecidos por meio de formulários específicos, com procedimentos descritos a seguir.

A FAFIL, por meio da coordenação de estágios e direção, disponibiliza [carta de apresentação] para apresentação junto a empresa. A entrega da carta de apresentação é facultativa.

Os procedimentos relacionados a efetivação, realização e conclusão do estágio curricular se dão nas seguintes etapas:

I – Termo de Compromisso

– Para realização do estágio curricular é necessário que a empresa emita o [termo de compromisso];

– A entrega deste documento é o primeiro passo para a formalização do estágio curricular.

– É necessário a entrega de 3 vias, devidamente assinadas, desse Termo de Compromisso no setor de estágios da FAFIL.

II – Orientador

Selecionar e/ou escolher um professor da FAFIL que seja ligado a área de atuação em que o estágio desenvolver-se-á, que tenha conhecimento no tipo de atividade desenvolvida pela empresa, instituição ou setor em que o estágio será realizado; o professor deve ser consultado e concordar em ser orientador, pois ele também colaborará com preparo dos passos seguintes. Não confundir o papel do professor orientador com o do coordenador de estágios.

III – Plano de Atividades

Após a entrega do [termo de compromisso] de Estágio (3 vias), é necessário entregar 3 vias do [Plano de Atividades] Supervisionada, conforme o modelo, ao setor de estágio. O Plano de Atividades deve ser preenchido pelo aluno, com o apoio do supervisor da empresa e do professor orientador. Esse plano de estágio poderá ser entregue ao Setor de Estágio no prazo máximo de 15 dias, a partir da data de entrega do [termo de compromisso]. Para efeito da contagem das horas de estágio será considerado, no máximo, 15 dias anteriores ao dia da entrega do Plano de Atividades, independente do dia de início do estágio na empresa. Só será aceito o plano de estágio que segue o modelo fornecido e disponibilizado no site institucional. No momento da entrega, o Plano já deve estar assinado pelo supervisor da empresa, o aluno e o orientador da FAFIL, faltando apenas a assinatura do Coordenador de Estágios da FAFIL, que o fará após a entrega dos documentos no setor de estágios.

IV – Relatório

Após a realização do estágio deve ser entregue o [relatório de estágio]. O relatório de estágio é um trabalho acadêmico onde deve ser descrito, o mais detalhadamente possível, as atividades desenvolvidas durante o período supervisionado. O relatório do estágio deve seguir o modelo indicado, sendo necessárias 4 assinaturas, do Aluno, do Supervisor da Empresa, do Orientador na FAFIL e por fim do Coordenador de Estágios da FAFIL, que, por sinal, é a última delas, somente dada após análise dos documentos e verificação que está tudo correto.

ATENÇÃO! O Relatório final deve ser entregue encadernado.

V – Conclusão do Estágio

Para concluir o estágio supervisionado deve-se entregar os seguintes documentos: o [relatório de estágio], o [formulário de avaliação do supervisor da empresa], o [formulário de avaliação do orientador] e a [declaração da empresa] com respeito ao cumprimento das horas. Os alunos que forem funcionários da empresa deverão trazer junto uma cópia da folha de registro da carteira profissional. Tanto para funcionário ou estagiário a declaração precisa estar em papel timbrado e conter o carimbo do CNPJ da empresa, com a firma reconhecida.

VI – Outros

Na eventualidade de prorrogação do contrato de estágio, deve ser utilizado o [aditivo ao termo de compromisso de estágio].

Na eventualidade de rescisão do contrato de estágio, deve ser utilizado o [termo de rescisão].

Documentos Licenciatura

Documentos Bacharelado

Os procedimentos relacionados a efetivação, realização e conclusão do estágio curricular na FAECO se dão nas seguintes etapas:

I – Termo de Compromisso

– Para realização do estágio é necessário que a empresa ou o Agente de Integração emita o [termo de compromisso]; 

– A entrega deste documento é o primeiro passo para a formalização do estágio curricular. 
– É necessário a entrega de 3 vias, devidamente assinadas, desse

Termo de Compromisso na Secretaria Geral de Atendimento (SGA). 

 II – Orientador
Selecionar e/ou escolher um professor da FAECO que seja ligado a área de atuação em que o estágio desenvolver-se-á, que tenha conhecimento no tipo de atividade desenvolvida pela empresa, instituição ou setor em que o estágio será realizado; o professor deve ser consultado e concordar em ser orientador, pois ele também colaborará com preparo dos passos seguintes. Não confundir o papel do professor orientador com o do coordenador de estágios. 

III – Plano de Atividades

Após a entrega do [termo de compromisso] de Estágio (3 vias), é necessário entregar 3 vias do [Plano de Atividades] Supervisionada, conforme o modelo, ao setor de estágio. O Plano de Atividades deve ser preenchido pelo aluno, com o apoio do supervisor da empresa e do professor orientador. Para efeito da contagem das horas de estágio será considerado, no máximo, 15 dias anteriores ao dia da entrega do Plano de Atividades, independente do dia de início do estágio na empresa. Só será aceito o Plano de Atividades que segue o modelo fornecido no link indicado. No momento da entrega, o Plano de Atividades já deve estar assinado pelo supervisor da empresa, o aluno e o orientador da FAECO, faltando apenas a assinatura do Coordenador de Estágios do Centro Universitário Fundação Santo André, que o fará após a entrega dos documentos no setor de estágios.

IV – Relatório
Após a realização do estágio deve ser entregue o [relatório de estágio]. O relatório de estágio é um trabalho acadêmico onde deve ser descrito, o mais detalhadamente possível, as atividades desenvolvidas durante   período supervisionado. O relatório do estágio deve seguir o modelo indicado, sendo necessárias 4 assinaturas, do Aluno, do Supervisor da Empresa, do Orientador na FAECO e por fim do Coordenador de Estágios do Centro Universitário da Fundação Santo André, que, por sinal, é a última delas, somente dada após análise dos documentos e verificação que está tudo correto. 

V – Conclusão do Estágio

Para concluir o estágio supervisionado deve-se entregar os seguintes documentos: o [relatório de estágio], o [formulário de avaliação do supervisor da empresa], o [formulário de avaliação do orientador] e a [declaração da empresa] com respeito ao cumprimento das horas que foi cumprido no mínimo 300 horas. Os alunos que forem funcionários da empresa deverão trazer junto uma cópia da folha de registro da carteira profissional. Tanto para funcionário ou estagiário a declaração precisa estar em papel timbrado e conter o carimbo do CNPJ da empresa, com a firma reconhecida.

VI – Outros

Na eventualidade de prorrogação do contrato de estágio, deve ser utilizado o [aditivo ao termo de compromisso de estágio]. Na eventualidade de rescisão do contrato de estágio, deve ser utilizado o [termo de rescisão].

OBSERVAÇÃO

Do Aluno na condição de empregado

O aluno poderá fazer o estágio na empresa em que trabalha. A única diferença é que não precisará do Termo de Compromisso, apenas deverá entregar junto com o Plano de Estágio; uma declaração da empresa comprovando que é funcionário e que desempenhará atividade supervisionada. Assim, a diferença é que não participará de programa de estágio na sua empresa, poderá fazer apenas um PLANO DE ATIVIDADE SUPERVISIONADA, monitorada por um supervisor na empresa e um professor na FAECO. Mas atenção: contabiliza-se somente 6 horas por dia dessa atividade, completando 300h. Todos os outros documentos e obrigações são as mesmas.

Do aluno desempregado

O aluno desempregado, cujo estágio seja obrigatório, deverá procurar um estágio voluntário que ofereça condições para realizá-lo, atentando para a documentação necessária já mencionada.

Do aluno na condição de proprietário de empresa

O aluno, proprietário de empresa, deverá baixar o plano de atividades, no link indicado. No momento da entrega, o Plano de Atividades já deve estar assinado pelo sócio da empresa, caso não tenha sócio, pelo contador. o aluno e o orientador da FAECO, faltando apenas a assinatura do Coordenador de Estágios do Centro Universitário
Fundação Santo André, que o fará após a entrega dos documentos no setor de estágios.
Também deverá entregar uma cópia autenticada do Contrato Social da empresa.

Documentos

Os procedimentos relacionados a efetivação, realização e conclusão do estágio curricular na FAECO se dão nas seguintes etapas:

I – Termo de Compromisso

– Para realização do estágio é necessário que a empresa ou o Agente de Integração emita o [termo de compromisso]; 

– A entrega deste documento é o primeiro passo para a formalização do estágio curricular. 
– É necessário a entrega de 3 vias, devidamente assinadas, desse

Termo de Compromisso na Secretaria Geral de Atendimento (SGA). 

 II – Orientador
Selecionar e/ou escolher um professor da FAECO que seja ligado a área de atuação em que o estágio desenvolver-se-á, que tenha conhecimento no tipo de atividade desenvolvida pela empresa, instituição ou setor em que o estágio será realizado; o professor deve ser consultado e concordar em ser orientador, pois ele também colaborará com preparo dos passos seguintes. Não confundir o papel do professor orientador com o do coordenador de estágios. 

III – Plano de Atividades

Após a entrega do [termo de compromisso] de Estágio (3 vias), é necessário entregar 3 vias do [Plano de Atividades] Supervisionada, conforme o modelo, ao setor de estágio. O Plano de Atividades deve ser preenchido pelo aluno, com o apoio do supervisor da empresa e do professor orientador. Para efeito da contagem das horas de estágio será considerado, no máximo, 15 dias anteriores ao dia da entrega do Plano de Atividades, independente do dia de início do estágio na empresa. Só será aceito o Plano de Atividades que segue o modelo fornecido no link indicado. No momento da entrega, o Plano de Atividades já deve estar assinado pelo supervisor da empresa, o aluno e o orientador da FAECO, faltando apenas a assinatura do Coordenador de Estágios do Centro Universitário Fundação Santo André, que o fará após a entrega dos documentos no setor de estágios.

IV – Relatório
Após a realização do estágio deve ser entregue o [relatório de estágio]. O relatório de estágio é um trabalho acadêmico onde deve ser descrito, o mais detalhadamente possível, as atividades desenvolvidas durante   período supervisionado. O relatório do estágio deve seguir o modelo indicado, sendo necessárias 4 assinaturas, do Aluno, do Supervisor da Empresa, do Orientador na FAECO e por fim do Coordenador de Estágios do Centro Universitário da Fundação Santo André, que, por sinal, é a última delas, somente dada após análise dos documentos e verificação que está tudo correto. 

V – Conclusão do Estágio

Para concluir o estágio supervisionado deve-se entregar os seguintes documentos: o [relatório de estágio], o [formulário de avaliação do supervisor da empresa], o [formulário de avaliação do orientador] e a [declaração da empresa] com respeito ao cumprimento das horas que foi cumprido no mínimo 300 horas. Os alunos que forem funcionários da empresa deverão trazer junto uma cópia da folha de registro da carteira profissional. Tanto para funcionário ou estagiário a declaração precisa estar em papel timbrado e conter o carimbo do CNPJ da empresa, com a firma reconhecida.

VI – Outros

Na eventualidade de prorrogação do contrato de estágio, deve ser utilizado o [aditivo ao termo de compromisso de estágio]. Na eventualidade de rescisão do contrato de estágio, deve ser utilizado o [termo de rescisão].

OBSERVAÇÃO

Do Aluno na condição de empregado

O aluno poderá fazer o estágio na empresa em que trabalha. A única diferença é que não precisará do Termo de Compromisso, apenas deverá entregar junto com o Plano de Estágio; uma declaração da empresa comprovando que é funcionário e que desempenhará atividade supervisionada. Assim, a diferença é que não participará de programa de estágio na sua empresa, poderá fazer apenas um PLANO DE ATIVIDADE SUPERVISIONADA, monitorada por um supervisor na empresa e um professor na FAECO. Mas atenção: contabiliza-se somente 6 horas por dia dessa atividade, completando 300h. Todos os outros documentos e obrigações são as mesmas.

Do aluno desempregado

O aluno desempregado, cujo estágio seja obrigatório, deverá procurar um estágio voluntário que ofereça condições para realizá-lo, atentando para a documentação necessária já mencionada.

Do aluno na condição de proprietário de empresa

O aluno, proprietário de empresa, deverá baixar o plano de atividades, no link indicado. No momento da entrega, o Plano de Atividades já deve estar assinado pelo sócio da empresa, caso não tenha sócio, pelo contador. o aluno e o orientador da FAECO, faltando apenas a assinatura do Coordenador de Estágios do Centro Universitário
Fundação Santo André, que o fará após a entrega dos documentos no setor de estágios.
Também deverá entregar uma cópia autenticada do Contrato Social da empresa.

Documentos

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO – LICENCIATURA
O estágio curricular supervisionado nos cursos de licenciatura tem como objetivo, estabelecer uma relação entre a teoria e a prática, tal como expressa o Artigo 10º, § 20 da LDB, bem como o Artigo 30, XI e tal como expressa sob o conceito de prática no Parecer CNE/CP nº 09/2001. O estágio curricular supervisionado é o momento de efetivar, sob a supervisão de um profissional experiente, um processo de ensino-aprendizagem que, tornar-se-á concreto e autônomo quando da profissionalização deste estagiário. O estágio curricular é, por isso uma atividade privilegiada de diálogo crítico com a realidade que favorece a articulação ensino-pesquisa-extensão.

O estágio em licenciatura é obrigatório para os cursos de Ciências Biológicas, Química, Matemática, História, Geografia, Letras, Ciências Sociais e Pedagogia, sendo parte integrante dos requisitos para a colação de grau. Neste portal, os procedimentos referentes à realização dos estágios em Pedagogia não estão inclusos.

A efetivação do estágio supervisionado da licenciatura dá-se apenas após a observância de um conjunto de procedimentos, devidamente estabelecidos por meio de formulários específicos, com procedimentos descritos a seguir:

Sequência do procedimentos operacionais, por parte do aluno, está dividida em 4 fases.

I – Etapa Preparatória

– Baixar o arquivo estágioFAFIL2019. Este arquivo, caracterizado por um conjunto de formulários e planilhas, deve ser aberto no software Excel. Os formulários são protegidos, estando habilitados apenas os campos que precisam ser preenchidos.

– Observar que o arquivo possui inúmeras pastas, devidamente identificadas.

– Preencher formulário

– Completar informações do formulário e do formulário .

– Imprimir formulários e e entregar na escola em que o estágio será realizado e colher assinatura no formulário , para formalizar o estágio. Os formulários e devem ser apenas entregues ao Diretor da escola e professor responsável, respectivamente. Caso o estágio envolva mais professores responsáveis, entregar um formulário para cada um.

II – Realização do Estágio

– Acessar formulário e completar informações

do campo I – “Dados referentes ao licenciando” (itens 5,6 e 7) e

do campo II – “Dados referentes ao estabelecimento de ensino” (item 12).

– Ainda no formulário , preencher a planilha do campo III – “Informações do estágio – observação” , mediante ocorrência do processo de observação; as informações devem ser digitadas na planilha.

– Ao término do estágio na escola, imprimir formulários e para colher assinaturas.

– No formulário , especificamente, o(s) professor(es) responsável(eis) precisa(m) conferir as informações: nome completo, nome da disciplina e assinar, com caneta preta ou azul.

– Deve-se imprimir tantas vias quantas forem necessárias para contemplar o preenchimento da declaração de veracidade explicita no formulário por todos os professores que estiveram envolvidos no processo de estágio.

– Colher assinatura da direção da escola bem como carimbo da unidade de ensino em todos os espaços identificados nos formulários , e .

– A assinatura deve ser unicamente do diretor da escola; o vice diretor pode assinar apenas se estiver na condição de “diretor em exercício”; condição que deve ser comprovada com documento expedido pela escola.

III – Realização de AACC (Atividades Acadêmico-Científico-Culturais)

– As atividades de AACC devem ser registradas no formulário , com preenchimento, digitado, dos campos:

<> data,

<> local (de realização da AACC),

<> carga horária (em horas)

<> nome do professor responsável pela atividade ou nome do professor que pode avaliar a pertinência da atividade desenvolvida à

luz das diretrizes pedagógicas do curso.

<> descrição detalhada da atividade.

<> reflexão sobre a atividade.

<> nome do professor responsável pelo AACC no curso.

– Imprimir formulário

– O professor responsável pela atividade deve assinar no campo ao lado de seu nome.

– O professor responsável pelas atividades de AACC do curso deve, à caneta:

<> assinalar parecer da atividade (aprovado ou reprovado).

<> postar data.

<> assinar planilha de atividade.

– A numeração dos anexos é automática, registrando-se à medida que as informações do formulário são preenchidas.

– Completar, digitando, informações do formulário : nome completo do coordenador do curso

– Imprimir formulário

– O coordenador de curso deve:

<> avaliar atividades de AACC desenvolvidas

<> se concordante, deve postar data e assinar formulário no campo específico.

<> se discordante, deve emitir parecer no verso do formulário e devolver ao aluno, para que sejam tomadas as devidas providências.

– As demais informações do formulário são preenchidas automaticamente.

– No formulário o aluno deve completar eventuais informações do campo “atividade realizada”, apontando a respectiva carga horária individual e totalizando, no campo específico, a carga horária total.

– Imprimir formulário

– O professor responsável pelas atividades de AACC do curso ou o Coordenador do curso deve:

<> avaliar individualmente as atividades apontadas no resumo, e suas respectivas cargas horárias, à luz do que preconiza o PPC, indicando no campo “situação” o termo para àquelas atividades incompatíveis com as diretrizes do PPC – Projeto Pedagógico do Curso.

<> conferir a carga horária estabelecida pelo aluno.

Particularidades e possibilidades de AACC podem ser observadas selecionando aqui.

IV – Finalização do Estágio

– Caberá ao estagiário, ao final do período do estágio, elaborar o Relatório Final das atividades desenvolvidas, de acordo com o modelo disponível.

<> o estágio somente será considerado válido, após a entrega do relatório final com as devidas aprovações.

<> os documentos entregues não podem ter nenhum tipo de rasura e/ou uso de corretor.

Caberá ao coordenador de curso ou professor responsável pelas atividades de AACC do curso, ao término do estágio, avaliar o estágio com conceito aprovado ou reprovado, encaminhando ao Setor de Estágio através do aluno, mediante o preenchimento do formulário de avaliação.

Na oportunidade em que o responsável pelo estágio no curso não seja o coordenador de curso ou o professor responsável pelas atividades de AACC, por designação colegiada, pode ser instituída a figura de um orientador, que deve ser um professor do colegiado e/ou da área. Caberá ao orientador, de posse dos relatórios mensais (quando houver) e final, avaliar o estágio com conceito aprovado ou reprovado, encaminhando ao Setor de Estágio através do aluno, mediante o preenchimento do formulário de avaliação

O parecer sobre estágio, estabelecido no formulário de avaliação, deve compor o relatório final, como Anexo I.

A folha de assinaturas do Relatório Final deve ser assinada por todas as partes interessadas, exceto pela Coordenação de Estágios da FAFIL, que assinará após entrega da documentação completa no Setor de Estágios.

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO – BACHARELADO – não obrigatório

Documentos Licenciatura

Documentos Bacharelado

 MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA ATIVIDADES COMPLEMENTARES

I. DEFINIÇÃO

Art. 1º. As atividades complementares foram instituídas pelo MEC e têm a função de complementar e ampliar a formação acadêmica do futuro profissional, proporcionando-lhe a oportunidade de sintonizar-se com as mais diferentes manifestações culturais e também com a produção científica relevante para sua área de atuação.

Art. 2º. São exigidas 200 horas para o curso de Direito, que deverão ser realizadas durante os cinco anos que compõem o curso.

Art. 3º. Será permitido o cumprimento de um total de 30 horas por ano nos primeiros dois anos, contanto que o aluno diversifique suas atividades em pelo menos 4 categorias diferentes (por exemplo: cinema, teatro, palestras e leituras).

§ 1º Nos demais anos o cumprimento das atividades poderá ser irrestrito.

Art. 4º. Para o cumprimento destas atividades são aceitas tanto atividades realizadas dentro da faculdade quanto outras, externas, recomendadas pela instituição, na figura do professor responsável pelo controle das horas complementares, como, por exemplo, visitas a museus, exposições, concertos, teatro, cinema, palestras e participação em congressos e seminários. Curso de Bacharelado em Direito

Art. 5º. Recomenda-se ao professor responsável, no entanto, respeitar a autonomia do aluno na condução de sua formação, avaliando com todo o critério relatórios de atividades não indicadas, e não as validando caso não atendam aos critérios do espírito acadêmico e aos objetivos do curso.

II – ORIENTAÇÃO

Art. 6º. A coordenação nomeará um professor responsável para cada uma de suas turmas, que deverá, em conjunto com os outros professores do curso, elaborar e divulgar uma lista de atividades que considerem relevantes para o cumprimento destas horas.

Art. 7º. Cabe também ao professor responsável avaliar o relatório apresentado que atesta o cumprimento da atividade pelo aluno, e caso o considere insuficiente, recusá-lo ou recomendar seu refazimento. Para aqueles considerados válidos, atribuir a quantidade de horas (tabela I e tabela II) e transcrever esta quantidade para planilha própria de acompanhamento.

III – TABELA DE APROVEITAMENTO

TABELA I

 

TABELA II

TABELA III

 

IV. PROCEDIMENTOS PARA OS ALUNOS

Art. 8º. Cabe ao aluno estar sempre atualizado quanto às indicações feitas pelo responsável pelas atividades culturais de sua turma e uma vez realizada alguma delas, preencher ficha específica – que aparece no final deste manual –, anexar comprovante (tabela III) e entregar ao professor-supervisor para que possa ter validade.

Art. 9º. Os relatórios deverão ser digitados, assinados e datados, com cópia do comprovante.

Art. 10º. Também cabe ao aluno verificar no núcleo de Atividades Complementares se alguma de suas atividades, constantes da lista de indicação, não recebeu aprovação por parte do professor responsável, e em caso de haver indicação para retificação, deverá retirá-la e proceder às alterações solicitadas pelo professor-supervisor.

Art. 11º. Caso o aluno, dentro do espírito de autonomia na condução de seu curso, realizar alguma atividade não indicada, mas a julgar importante para a formação, deve preencher o relatório apropriado e submetê-lo à mesma aprovação por que passam as atividades indicadas. Apenas deve ter consciência de que, no caso de não-validação, não caberá apresentação de recurso.

Art. 12º. É considerado objeto de comprovação da atividade complementar o disposto na tabela III.

Art. 14º. É obrigatória a entrega da ficha de controle de atividades juntamente com o documento de comprovação. Neste documento, o aluno faz a relação entre a atividade realizada e os conhecimentos adquiridos no curso e utilizados na futura profissão.

V. ATIVIDADES REALIZADAS NA INSTITUIÇÃO

Art. 15º. Atividades realizadas dentro da instituição, supervisionadas por professores ou coordenadores do curso, também são passíveis de apresentação de relatório, sendo aceitas como instrumento comprobatório lista de presença assinada pelo participante e rubricada pelo professor.

Art. 16º. No caso de alguma atividade não elencada nestas normas, mas que a coordenação de cada curso considere pertinente, caberá a ela a atribuição de horas que julgar conveniente, mas não se exime a apresentação de relatório, nos mesmo moldes daqueles que aparecem ao final deste regulamento.

VI. DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 17. As atividades que envolvam certificação ou declaração de participação deverão ser comprovadas por certificado ou relatório, no qual constem a descrição da atividade, a entidade organizadora, o local e a data de sua realização, bem como a carga horária efetivamente cumprida pelo aluno.

§ 1º Para a comprovação deverá ser apresentado, pelo discente, o competente certificado no original, acompanhado de duas fotocópias simples, sendo que uma fotocópia será o protocolo de entrega assinado pelo professor responsável pela atividade, consignando neste o nome do docente, o local e data do recebimento da atividade, o protocolo ficará com o aluno para seu controle pessoal.

Art. 18. Caso o aluno, ao encerrar o ano letivo correspondente ao seu último ano de curso, ainda não tenha integralizado a carga horária mínima de atividades complementares, estará impedido de concluir o Curso de Direito e de obter a colação de grau e deverá atender às exigências das atividades complementares até o limite de seu prazo de integralização do curso.

Documentos

Os procedimentos relacionados a efetivação, realização e conclusão do estágio curricular na FAENG se dão nas seguintes etapas:

I – Termo de Compromisso

– Para realização do estágio é necessário que a empresa ou o Agente de Integração emita o [termo de compromisso]; 

– A entrega deste documento é o primeiro passo para a  formalização do estágio curricular. 

– É necessário a entrega de  3 vias, devidamente assinadas, desse Termo de Compromisso na Secretaria Geral de Atendimento (SGA). 

 II – Orientador

Selecionar e/ou escolher um professor da FAENG que seja ligado a área de atuação em que o estágio desenvolver-se-á, que tenha conhecimento no tipo de atividade desenvolvida pela empresa, instituição ou setor em que o estágio será realizado; o professor deve ser consultado e concordar em ser orientador, pois ele também colaborará com preparo dos passos seguintes. Não confundir o papel do professor orientador com o do coordenador de estágios.

III – Plano de Atividades

Após a entrega do [termo de compromisso] de Estágio (3 vias), é necessário entregar 3 vias do [Plano de Atividades] Supervisionada, conforme o modelo, ao setor de estágio. O Plano de Atividades deve ser preenchido pelo aluno, com o apoio do supervisor da empresa e do professor orientador. Para efeito da contagem das horas de estágio será considerado, no máximo, 15 dias anteriores ao dia da entrega do Plano de Atividades, independente do dia de início do estágio na empresa. Só será aceito o Plano de Atividades que segue o modelo fornecido no link indicado. No momento da entrega, o Plano de Atividades já deve estar assinado pelo supervisor da empresa, o aluno e o orientador da FAENG, faltando apenas a assinatura do Coordenador de Estágios da FAENG, que o fará após a entrega dos documentos no setor de estágios.

IV – Relatório

Após a realização do estágio deve ser entregue o [relatório de estágio]. O relatório de estágio é um trabalho acadêmico onde deve ser descrito, o mais detalhadamente possível, as atividades desenvolvidas durante o período supervisionado. O relatório do estágio deve seguir o modelo indicado, sendo necessárias 4 assinaturas, do Aluno, do Supervisor da Empresa, do Orientador na FAENG e por fim do Coordenador de Estágios do Centro Universitário da Fundação Santo André, que, por sinal, é a última delas, somente dada após análise dos documentos e verificação que está tudo correto. 

 V – Conclusão do Estágio

Para concluir o estágio supervisionado deve-se entregar os seguintes documentos: o [relatório de estágio], o [formulário de avaliação do supervisor da empresa], o [formulário de avaliação do orientador] e a [declaração da empresa] com respeito ao cumprimento das horas que foi cumprido no mínimo 320 horas – no caso de estágio em engenharia, por exemplo. Os alunos que forem funcionários da empresa deverão trazer junto uma cópia da  folha de registro da carteira profissional. Tanto para funcionário ou estagiário a declaração precisa estar em papel timbrado e conter o carimbo do CNPJ da empresa, com a firma reconhecida.

VI – Outros

Na eventualidade de prorrogação do contrato de estágio, deve ser utilizado o [aditivo ao termo de compromisso de estágio].

Na eventualidade de rescisão do contrato de estágio, deve ser utilizado o [termo de rescisão].

OBSERVAÇÃO

Você pode fazer o estágio na empresa em que trabalha. A única diferença é que não precisará do Termo de Compromisso. Você deverá entregar junto com o “Plano de Estágio” uma declaração da empresa comprovando que você é funcionário e que desempenhará atividade supervisionada. Assim, a diferença é que se você não participar de programa de estágio na sua empresa, você pode fazer um PLANO DE ATIVIDADE SUPERVISIONADA, monitorada por um supervisor na empresa e um professor na FAENG. Mas atenção: contabiliza-se somente 6 horas por dia dessa atividade, completando 320h em 2 meses e meio. Todos os outros documentos e obrigações são as mesmas.

Documentos

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO – LICENCIATURA
O estágio curricular supervisionado nos cursos de licenciatura tem como objetivo, estabelecer uma relação entre a teoria e a prática, tal como expressa o Artigo 10º, § 20 da LDB, bem como o Artigo 30, XI e tal como expressa sob o conceito de prática no Parecer CNE/CP nº 09/2001. O estágio curricular supervisionado é o momento de efetivar, sob a supervisão de um profissional experiente, um processo de ensino-aprendizagem que, tornar-se-á concreto e autônomo quando da profissionalização deste estagiário. O estágio curricular é, por isso uma atividade privilegiada de diálogo crítico com a realidade que favorece a articulação ensino-pesquisa-extensão.

O estágio em licenciatura é obrigatório para os cursos de Ciências Biológicas, Química, Matemática, História, Geografia, Letras, Ciências Sociais e Pedagogia, sendo parte integrante dos requisitos para a colação de grau. Neste portal, os procedimentos referentes à realização dos estágios em Pedagogia não estão inclusos.

A efetivação do estágio supervisionado da licenciatura dá-se apenas após a observância de um conjunto de procedimentos, devidamente estabelecidos por meio de formulários específicos, com procedimentos descritos a seguir:

Sequência do procedimentos operacionais, por parte do aluno, está dividida em 4 fases.

I – Etapa Preparatória

– Baixar o arquivo estágioFAFIL2019. Este arquivo, caracterizado por um conjunto de formulários e planilhas, deve ser aberto no software Excel. Os formulários são protegidos, estando habilitados apenas os campos que precisam ser preenchidos.

– Observar que o arquivo possui inúmeras pastas, devidamente identificadas.

– Preencher formulário

– Completar informações do formulário e do formulário .

– Imprimir formulários e e entregar na escola em que o estágio será realizado e colher assinatura no formulário , para formalizar o estágio. Os formulários e devem ser apenas entregues ao Diretor da escola e professor responsável, respectivamente. Caso o estágio envolva mais professores responsáveis, entregar um formulário para cada um.

II – Realização do Estágio

– Acessar formulário e completar informações

do campo I – “Dados referentes ao licenciando” (itens 5,6 e 7) e

do campo II – “Dados referentes ao estabelecimento de ensino” (item 12).

– Ainda no formulário , preencher a planilha do campo III – “Informações do estágio – observação” , mediante ocorrência do processo de observação; as informações devem ser digitadas na planilha.

– Ao término do estágio na escola, imprimir formulários e para colher assinaturas.

– No formulário , especificamente, o(s) professor(es) responsável(eis) precisa(m) conferir as informações: nome completo, nome da disciplina e assinar, com caneta preta ou azul.

– Deve-se imprimir tantas vias quantas forem necessárias para contemplar o preenchimento da declaração de veracidade explicita no formulário por todos os professores que estiveram envolvidos no processo de estágio.

– Colher assinatura da direção da escola bem como carimbo da unidade de ensino em todos os espaços identificados nos formulários , e .

– A assinatura deve ser unicamente do diretor da escola; o vice diretor pode assinar apenas se estiver na condição de “diretor em exercício”; condição que deve ser comprovada com documento expedido pela escola.

III – Realização de AACC (Atividades Acadêmico-Científico-Culturais)

– As atividades de AACC devem ser registradas no formulário , com preenchimento, digitado, dos campos:

<> data,

<> local (de realização da AACC),

<> carga horária (em horas)

<> nome do professor responsável pela atividade ou nome do professor que pode avaliar a pertinência da atividade desenvolvida à

luz das diretrizes pedagógicas do curso.

<> descrição detalhada da atividade.

<> reflexão sobre a atividade.

<> nome do professor responsável pelo AACC no curso.

– Imprimir formulário

– O professor responsável pela atividade deve assinar no campo ao lado de seu nome.

– O professor responsável pelas atividades de AACC do curso deve, à caneta:

<> assinalar parecer da atividade (aprovado ou reprovado).

<> postar data.

<> assinar planilha de atividade.

– A numeração dos anexos é automática, registrando-se à medida que as informações do formulário são preenchidas.

– Completar, digitando, informações do formulário : nome completo do coordenador do curso

– Imprimir formulário

– O coordenador de curso deve:

<> avaliar atividades de AACC desenvolvidas

<> se concordante, deve postar data e assinar formulário no campo específico.

<> se discordante, deve emitir parecer no verso do formulário e devolver ao aluno, para que sejam tomadas as devidas providências.

– As demais informações do formulário são preenchidas automaticamente.

– No formulário o aluno deve completar eventuais informações do campo “atividade realizada”, apontando a respectiva carga horária individual e totalizando, no campo específico, a carga horária total.

– Imprimir formulário

– O professor responsável pelas atividades de AACC do curso ou o Coordenador do curso deve:

<> avaliar individualmente as atividades apontadas no resumo, e suas respectivas cargas horárias, à luz do que preconiza o PPC, indicando no campo “situação” o termo para àquelas atividades incompatíveis com as diretrizes do PPC – Projeto Pedagógico do Curso.

<> conferir a carga horária estabelecida pelo aluno.

Particularidades e possibilidades de AACC podem ser observadas selecionando aqui.

IV – Finalização do Estágio

– Caberá ao estagiário, ao final do período do estágio, elaborar o Relatório Final das atividades desenvolvidas, de acordo com o modelo disponível.

<> o estágio somente será considerado válido, após a entrega do relatório final com as devidas aprovações.

<> os documentos entregues não podem ter nenhum tipo de rasura e/ou uso de corretor.

Caberá ao coordenador de curso ou professor responsável pelas atividades de AACC do curso, ao término do estágio, avaliar o estágio com conceito aprovado ou reprovado, encaminhando ao Setor de Estágio através do aluno, mediante o preenchimento do formulário de avaliação.

Na oportunidade em que o responsável pelo estágio no curso não seja o coordenador de curso ou o professor responsável pelas atividades de AACC, por designação colegiada, pode ser instituída a figura de um orientador, que deve ser um professor do colegiado e/ou da área. Caberá ao orientador, de posse dos relatórios mensais (quando houver) e final, avaliar o estágio com conceito aprovado ou reprovado, encaminhando ao Setor de Estágio através do aluno, mediante o preenchimento do formulário de avaliação

O parecer sobre estágio, estabelecido no formulário de avaliação, deve compor o relatório final, como Anexo I.

A folha de assinaturas do Relatório Final deve ser assinada por todas as partes interessadas, exceto pela Coordenação de Estágios da FAFIL, que assinará após entrega da documentação completa no Setor de Estágios.

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO – BACHARELADO – não obrigatório

Documentos Licenciatura

Documentos Bacharelado

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO – LICENCIATURA
O estágio curricular supervisionado nos cursos de licenciatura tem como objetivo, estabelecer uma relação entre a teoria e a prática, tal como expressa o Artigo 10º, § 20 da LDB, bem como o Artigo 30, XI e tal como expressa sob o conceito de prática no Parecer CNE/CP nº 09/2001. O estágio curricular supervisionado é o momento de efetivar, sob a supervisão de um profissional experiente, um processo de ensino-aprendizagem que, tornar-se-á concreto e autônomo quando da profissionalização deste estagiário. O estágio curricular é, por isso uma atividade privilegiada de diálogo crítico com a realidade que favorece a articulação ensino-pesquisa-extensão.

O estágio em licenciatura é obrigatório para os cursos de Ciências Biológicas, Química, Matemática, História, Geografia, Letras, Ciências Sociais e Pedagogia, sendo parte integrante dos requisitos para a colação de grau. Neste portal, os procedimentos referentes à realização dos estágios em Pedagogia não estão inclusos.

A efetivação do estágio supervisionado da licenciatura dá-se apenas após a observância de um conjunto de procedimentos, devidamente estabelecidos por meio de formulários específicos, com procedimentos descritos a seguir:

Sequência do procedimentos operacionais, por parte do aluno, está dividida em 4 fases.

I – Etapa Preparatória

– Baixar o arquivo estágioFAFIL2019. Este arquivo, caracterizado por um conjunto de formulários e planilhas, deve ser aberto no software Excel. Os formulários são protegidos, estando habilitados apenas os campos que precisam ser preenchidos.

– Observar que o arquivo possui inúmeras pastas, devidamente identificadas.

– Preencher formulário

– Completar informações do formulário e do formulário .

– Imprimir formulários e e entregar na escola em que o estágio será realizado e colher assinatura no formulário , para formalizar o estágio. Os formulários e devem ser apenas entregues ao Diretor da escola e professor responsável, respectivamente. Caso o estágio envolva mais professores responsáveis, entregar um formulário para cada um.

II – Realização do Estágio

– Acessar formulário e completar informações

do campo I – “Dados referentes ao licenciando” (itens 5,6 e 7) e

do campo II – “Dados referentes ao estabelecimento de ensino” (item 12).

– Ainda no formulário , preencher a planilha do campo III – “Informações do estágio – observação” , mediante ocorrência do processo de observação; as informações devem ser digitadas na planilha.

– Ao término do estágio na escola, imprimir formulários e para colher assinaturas.

– No formulário , especificamente, o(s) professor(es) responsável(eis) precisa(m) conferir as informações: nome completo, nome da disciplina e assinar, com caneta preta ou azul.

– Deve-se imprimir tantas vias quantas forem necessárias para contemplar o preenchimento da declaração de veracidade explicita no formulário por todos os professores que estiveram envolvidos no processo de estágio.

– Colher assinatura da direção da escola bem como carimbo da unidade de ensino em todos os espaços identificados nos formulários , e .

– A assinatura deve ser unicamente do diretor da escola; o vice diretor pode assinar apenas se estiver na condição de “diretor em exercício”; condição que deve ser comprovada com documento expedido pela escola.

III – Realização de AACC (Atividades Acadêmico-Científico-Culturais)

– As atividades de AACC devem ser registradas no formulário , com preenchimento, digitado, dos campos:

<> data,

<> local (de realização da AACC),

<> carga horária (em horas)

<> nome do professor responsável pela atividade ou nome do professor que pode avaliar a pertinência da atividade desenvolvida à

luz das diretrizes pedagógicas do curso.

<> descrição detalhada da atividade.

<> reflexão sobre a atividade.

<> nome do professor responsável pelo AACC no curso.

– Imprimir formulário

– O professor responsável pela atividade deve assinar no campo ao lado de seu nome.

– O professor responsável pelas atividades de AACC do curso deve, à caneta:

<> assinalar parecer da atividade (aprovado ou reprovado).

<> postar data.

<> assinar planilha de atividade.

– A numeração dos anexos é automática, registrando-se à medida que as informações do formulário são preenchidas.

– Completar, digitando, informações do formulário : nome completo do coordenador do curso

– Imprimir formulário

– O coordenador de curso deve:

<> avaliar atividades de AACC desenvolvidas

<> se concordante, deve postar data e assinar formulário no campo específico.

<> se discordante, deve emitir parecer no verso do formulário e devolver ao aluno, para que sejam tomadas as devidas providências.

– As demais informações do formulário são preenchidas automaticamente.

– No formulário o aluno deve completar eventuais informações do campo “atividade realizada”, apontando a respectiva carga horária individual e totalizando, no campo específico, a carga horária total.

– Imprimir formulário

– O professor responsável pelas atividades de AACC do curso ou o Coordenador do curso deve:

<> avaliar individualmente as atividades apontadas no resumo, e suas respectivas cargas horárias, à luz do que preconiza o PPC, indicando no campo “situação” o termo para àquelas atividades incompatíveis com as diretrizes do PPC – Projeto Pedagógico do Curso.

<> conferir a carga horária estabelecida pelo aluno.

Particularidades e possibilidades de AACC podem ser observadas selecionando aqui.

IV – Finalização do Estágio

– Caberá ao estagiário, ao final do período do estágio, elaborar o Relatório Final das atividades desenvolvidas, de acordo com o modelo disponível.

<> o estágio somente será considerado válido, após a entrega do relatório final com as devidas aprovações.

<> os documentos entregues não podem ter nenhum tipo de rasura e/ou uso de corretor.

Caberá ao coordenador de curso ou professor responsável pelas atividades de AACC do curso, ao término do estágio, avaliar o estágio com conceito aprovado ou reprovado, encaminhando ao Setor de Estágio através do aluno, mediante o preenchimento do formulário de avaliação.

Na oportunidade em que o responsável pelo estágio no curso não seja o coordenador de curso ou o professor responsável pelas atividades de AACC, por designação colegiada, pode ser instituída a figura de um orientador, que deve ser um professor do colegiado e/ou da área. Caberá ao orientador, de posse dos relatórios mensais (quando houver) e final, avaliar o estágio com conceito aprovado ou reprovado, encaminhando ao Setor de Estágio através do aluno, mediante o preenchimento do formulário de avaliação

O parecer sobre estágio, estabelecido no formulário de avaliação, deve compor o relatório final, como Anexo I.

A folha de assinaturas do Relatório Final deve ser assinada por todas as partes interessadas, exceto pela Coordenação de Estágios da FAFIL, que assinará após entrega da documentação completa no Setor de Estágios.

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO – BACHARELADO – não obrigatório

Documentos Licenciatura

Documentos Bacharelado

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO – LICENCIATURA
O estágio curricular supervisionado nos cursos de licenciatura tem como objetivo, estabelecer uma relação entre a teoria e a prática, tal como expressa o Artigo 10º, § 20 da LDB, bem como o Artigo 30, XI e tal como expressa sob o conceito de prática no Parecer CNE/CP nº 09/2001. O estágio curricular supervisionado é o momento de efetivar, sob a supervisão de um profissional experiente, um processo de ensino-aprendizagem que, tornar-se-á concreto e autônomo quando da profissionalização deste estagiário. O estágio curricular é, por isso uma atividade privilegiada de diálogo crítico com a realidade que favorece a articulação ensino-pesquisa-extensão.

O estágio em licenciatura é obrigatório para os cursos de Ciências Biológicas, Química, Matemática, História, Geografia, Letras, Ciências Sociais e Pedagogia, sendo parte integrante dos requisitos para a colação de grau. Neste portal, os procedimentos referentes à realização dos estágios em Pedagogia não estão inclusos.

A efetivação do estágio supervisionado da licenciatura dá-se apenas após a observância de um conjunto de procedimentos, devidamente estabelecidos por meio de formulários específicos, com procedimentos descritos a seguir:

Sequência do procedimentos operacionais, por parte do aluno, está dividida em 4 fases.

I – Etapa Preparatória

– Baixar o arquivo estágioFAFIL2019. Este arquivo, caracterizado por um conjunto de formulários e planilhas, deve ser aberto no software Excel. Os formulários são protegidos, estando habilitados apenas os campos que precisam ser preenchidos.

– Observar que o arquivo possui inúmeras pastas, devidamente identificadas.

– Preencher formulário

– Completar informações do formulário e do formulário .

– Imprimir formulários e e entregar na escola em que o estágio será realizado e colher assinatura no formulário , para formalizar o estágio. Os formulários e devem ser apenas entregues ao Diretor da escola e professor responsável, respectivamente. Caso o estágio envolva mais professores responsáveis, entregar um formulário para cada um.

II – Realização do Estágio

– Acessar formulário e completar informações

do campo I – “Dados referentes ao licenciando” (itens 5,6 e 7) e

do campo II – “Dados referentes ao estabelecimento de ensino” (item 12).

– Ainda no formulário , preencher a planilha do campo III – “Informações do estágio – observação” , mediante ocorrência do processo de observação; as informações devem ser digitadas na planilha.

– Ao término do estágio na escola, imprimir formulários e para colher assinaturas.

– No formulário , especificamente, o(s) professor(es) responsável(eis) precisa(m) conferir as informações: nome completo, nome da disciplina e assinar, com caneta preta ou azul.

– Deve-se imprimir tantas vias quantas forem necessárias para contemplar o preenchimento da declaração de veracidade explicita no formulário por todos os professores que estiveram envolvidos no processo de estágio.

– Colher assinatura da direção da escola bem como carimbo da unidade de ensino em todos os espaços identificados nos formulários , e .

– A assinatura deve ser unicamente do diretor da escola; o vice diretor pode assinar apenas se estiver na condição de “diretor em exercício”; condição que deve ser comprovada com documento expedido pela escola.

III – Realização de AACC (Atividades Acadêmico-Científico-Culturais)

– As atividades de AACC devem ser registradas no formulário , com preenchimento, digitado, dos campos:

<> data,

<> local (de realização da AACC),

<> carga horária (em horas)

<> nome do professor responsável pela atividade ou nome do professor que pode avaliar a pertinência da atividade desenvolvida à

luz das diretrizes pedagógicas do curso.

<> descrição detalhada da atividade.

<> reflexão sobre a atividade.

<> nome do professor responsável pelo AACC no curso.

– Imprimir formulário

– O professor responsável pela atividade deve assinar no campo ao lado de seu nome.

– O professor responsável pelas atividades de AACC do curso deve, à caneta:

<> assinalar parecer da atividade (aprovado ou reprovado).

<> postar data.

<> assinar planilha de atividade.

– A numeração dos anexos é automática, registrando-se à medida que as informações do formulário são preenchidas.

– Completar, digitando, informações do formulário : nome completo do coordenador do curso

– Imprimir formulário

– O coordenador de curso deve:

<> avaliar atividades de AACC desenvolvidas

<> se concordante, deve postar data e assinar formulário no campo específico.

<> se discordante, deve emitir parecer no verso do formulário e devolver ao aluno, para que sejam tomadas as devidas providências.

– As demais informações do formulário são preenchidas automaticamente.

– No formulário o aluno deve completar eventuais informações do campo “atividade realizada”, apontando a respectiva carga horária individual e totalizando, no campo específico, a carga horária total.

– Imprimir formulário

– O professor responsável pelas atividades de AACC do curso ou o Coordenador do curso deve:

<> avaliar individualmente as atividades apontadas no resumo, e suas respectivas cargas horárias, à luz do que preconiza o PPC, indicando no campo “situação” o termo para àquelas atividades incompatíveis com as diretrizes do PPC – Projeto Pedagógico do Curso.

<> conferir a carga horária estabelecida pelo aluno.

Particularidades e possibilidades de AACC podem ser observadas selecionando aqui.

IV – Finalização do Estágio

– Caberá ao estagiário, ao final do período do estágio, elaborar o Relatório Final das atividades desenvolvidas, de acordo com o modelo disponível.

<> o estágio somente será considerado válido, após a entrega do relatório final com as devidas aprovações.

<> os documentos entregues não podem ter nenhum tipo de rasura e/ou uso de corretor.

Caberá ao coordenador de curso ou professor responsável pelas atividades de AACC do curso, ao término do estágio, avaliar o estágio com conceito aprovado ou reprovado, encaminhando ao Setor de Estágio através do aluno, mediante o preenchimento do formulário de avaliação.

Na oportunidade em que o responsável pelo estágio no curso não seja o coordenador de curso ou o professor responsável pelas atividades de AACC, por designação colegiada, pode ser instituída a figura de um orientador, que deve ser um professor do colegiado e/ou da área. Caberá ao orientador, de posse dos relatórios mensais (quando houver) e final, avaliar o estágio com conceito aprovado ou reprovado, encaminhando ao Setor de Estágio através do aluno, mediante o preenchimento do formulário de avaliação

O parecer sobre estágio, estabelecido no formulário de avaliação, deve compor o relatório final, como Anexo I.

A folha de assinaturas do Relatório Final deve ser assinada por todas as partes interessadas, exceto pela Coordenação de Estágios da FAFIL, que assinará após entrega da documentação completa no Setor de Estágios.

Documentos Licenciatura

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO – LICENCIATURA
O estágio curricular supervisionado nos cursos de licenciatura tem como objetivo, estabelecer uma relação entre a teoria e a prática, tal como expressa o Artigo 10º, § 20 da LDB, bem como o Artigo 30, XI e tal como expressa sob o conceito de prática no Parecer CNE/CP nº 09/2001. O estágio curricular supervisionado é o momento de efetivar, sob a supervisão de um profissional experiente, um processo de ensino-aprendizagem que, tornar-se-á concreto e autônomo quando da profissionalização deste estagiário. O estágio curricular é, por isso uma atividade privilegiada de diálogo crítico com a realidade que favorece a articulação ensino-pesquisa-extensão.

O estágio em licenciatura é obrigatório para os cursos de Ciências Biológicas, Química, Matemática, História, Geografia, Letras, Ciências Sociais e Pedagogia, sendo parte integrante dos requisitos para a colação de grau. Neste portal, os procedimentos referentes à realização dos estágios em Pedagogia não estão inclusos.

A efetivação do estágio supervisionado da licenciatura dá-se apenas após a observância de um conjunto de procedimentos, devidamente estabelecidos por meio de formulários específicos, com procedimentos descritos a seguir:

Sequência do procedimentos operacionais, por parte do aluno, está dividida em 4 fases.

I – Etapa Preparatória

– Baixar o arquivo estágioFAFIL2019. Este arquivo, caracterizado por um conjunto de formulários e planilhas, deve ser aberto no software Excel. Os formulários são protegidos, estando habilitados apenas os campos que precisam ser preenchidos.

– Observar que o arquivo possui inúmeras pastas, devidamente identificadas.

– Preencher formulário

– Completar informações do formulário e do formulário .

– Imprimir formulários e e entregar na escola em que o estágio será realizado e colher assinatura no formulário , para formalizar o estágio. Os formulários e devem ser apenas entregues ao Diretor da escola e professor responsável, respectivamente. Caso o estágio envolva mais professores responsáveis, entregar um formulário para cada um.

II – Realização do Estágio

– Acessar formulário e completar informações

do campo I – “Dados referentes ao licenciando” (itens 5,6 e 7) e

do campo II – “Dados referentes ao estabelecimento de ensino” (item 12).

– Ainda no formulário , preencher a planilha do campo III – “Informações do estágio – observação” , mediante ocorrência do processo de observação; as informações devem ser digitadas na planilha.

– Ao término do estágio na escola, imprimir formulários e para colher assinaturas.

– No formulário , especificamente, o(s) professor(es) responsável(eis) precisa(m) conferir as informações: nome completo, nome da disciplina e assinar, com caneta preta ou azul.

– Deve-se imprimir tantas vias quantas forem necessárias para contemplar o preenchimento da declaração de veracidade explicita no formulário por todos os professores que estiveram envolvidos no processo de estágio.

– Colher assinatura da direção da escola bem como carimbo da unidade de ensino em todos os espaços identificados nos formulários , e .

– A assinatura deve ser unicamente do diretor da escola; o vice diretor pode assinar apenas se estiver na condição de “diretor em exercício”; condição que deve ser comprovada com documento expedido pela escola.

III – Realização de AACC (Atividades Acadêmico-Científico-Culturais)

– As atividades de AACC devem ser registradas no formulário , com preenchimento, digitado, dos campos:

<> data,

<> local (de realização da AACC),

<> carga horária (em horas)

<> nome do professor responsável pela atividade ou nome do professor que pode avaliar a pertinência da atividade desenvolvida à

luz das diretrizes pedagógicas do curso.

<> descrição detalhada da atividade.

<> reflexão sobre a atividade.

<> nome do professor responsável pelo AACC no curso.

– Imprimir formulário

– O professor responsável pela atividade deve assinar no campo ao lado de seu nome.

– O professor responsável pelas atividades de AACC do curso deve, à caneta:

<> assinalar parecer da atividade (aprovado ou reprovado).

<> postar data.

<> assinar planilha de atividade.

– A numeração dos anexos é automática, registrando-se à medida que as informações do formulário são preenchidas.

– Completar, digitando, informações do formulário : nome completo do coordenador do curso

– Imprimir formulário

– O coordenador de curso deve:

<> avaliar atividades de AACC desenvolvidas

<> se concordante, deve postar data e assinar formulário no campo específico.

<> se discordante, deve emitir parecer no verso do formulário e devolver ao aluno, para que sejam tomadas as devidas providências.

– As demais informações do formulário são preenchidas automaticamente.

– No formulário o aluno deve completar eventuais informações do campo “atividade realizada”, apontando a respectiva carga horária individual e totalizando, no campo específico, a carga horária total.

– Imprimir formulário

– O professor responsável pelas atividades de AACC do curso ou o Coordenador do curso deve:

<> avaliar individualmente as atividades apontadas no resumo, e suas respectivas cargas horárias, à luz do que preconiza o PPC, indicando no campo “situação” o termo para àquelas atividades incompatíveis com as diretrizes do PPC – Projeto Pedagógico do Curso.

<> conferir a carga horária estabelecida pelo aluno.

Particularidades e possibilidades de AACC podem ser observadas selecionando aqui.

IV – Finalização do Estágio

– Caberá ao estagiário, ao final do período do estágio, elaborar o Relatório Final das atividades desenvolvidas, de acordo com o modelo disponível.

<> o estágio somente será considerado válido, após a entrega do relatório final com as devidas aprovações.

<> os documentos entregues não podem ter nenhum tipo de rasura e/ou uso de corretor.

Caberá ao coordenador de curso ou professor responsável pelas atividades de AACC do curso, ao término do estágio, avaliar o estágio com conceito aprovado ou reprovado, encaminhando ao Setor de Estágio através do aluno, mediante o preenchimento do formulário de avaliação.

Na oportunidade em que o responsável pelo estágio no curso não seja o coordenador de curso ou o professor responsável pelas atividades de AACC, por designação colegiada, pode ser instituída a figura de um orientador, que deve ser um professor do colegiado e/ou da área. Caberá ao orientador, de posse dos relatórios mensais (quando houver) e final, avaliar o estágio com conceito aprovado ou reprovado, encaminhando ao Setor de Estágio através do aluno, mediante o preenchimento do formulário de avaliação

O parecer sobre estágio, estabelecido no formulário de avaliação, deve compor o relatório final, como Anexo I.

A folha de assinaturas do Relatório Final deve ser assinada por todas as partes interessadas, exceto pela Coordenação de Estágios da FAFIL, que assinará após entrega da documentação completa no Setor de Estágios.

Documentos Licenciatura

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE AACC e ESTÁGIO – PSICOLOGIA

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE AACC

FUNDAMENTOS E DIRETRIZES

As Atividades Complementares classificadas como Atividades Acadêmicas, Científicas e Culturais (AACC) têm como objetivo complementar a formação pessoal, profissional e cidadã do aluno.

Em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Psicologia (2011) e a Resolução do Conselho Nacional de Educação/ Conselho Pleno (2002) que institui a duração e a carga horária dos cursos de licenciatura, de graduação plena, de formação de professores da Educação Básica em nível superior, estabelece 200 (duzentas) horas para o cumprimento de Atividades Complementares.

Permitem ampliar o conhecimento teórico-prático do aluno, o ensino, a pesquisa e a extensão, bem como, possibilitam estimular atividades de caráter solidário, cultural, interdisciplinar e incentivar a iniciativa e o protagonismo do aluno.

As AACC podem ser desenvolvidas em qualquer espaço educativo que permita ampliar a formação cultural e científica e serão acompanhadas, orientadas, registradas e avaliadas como parte de carga horária pela Coordenação do Curso e/ou pelos professores responsáveis pelas Atividades solicitadas, através de formulários e instrumentos próprios.

Possuem caráter obrigatório e compõem a integralização do currículo do Curso de Psicologia podendo ser realizadas do 1º ao 5º ano do Curso, fora do horário regular das aulas e em geral aos sábados, quando ofertadas no CUFSA.

Podem ser desenvolvidas em qualquer espaço educativo que permita ampliar a formação cultural e científica e são classificadas em: atividades científico–acadêmicas; atividades de prática profissional; atividades sócio – culturais.

São apresentadas a seguir as regulamentações previstas para o cumprimento das horas de AACC sendo os casos omissos deliberados em Reunião do Colegiado de Psicologia.

REGISTRO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS CIENTÍFICAS CULTURAIS (AACC)

O aluno deverá:

a) registrar e manter atualizadas anualmente as AACC, em Formulário próprio, preenchendo a identificação nominal, RA, a sequência numérica das atividades, data da atividade, título da atividade realizada e horas registradas. (Apêndice I) ;

b) entregar ao final de cada ano, conforme prazos estabelecidos, o Formulário preenchido, digitado nos campos estabelecidos, acompanhado de todos os comprovantes, certificados, declarações, relatórios, com as devidas assinaturas dos responsáveis, conforme previsto no Quadro de AACC (Apêndice II). As situações em que são previstos Relatórios devem seguir o modelo padrão (Apêndice III);

c) a entrega do Formulário preenchido e das Comprovações das AACC deve ser realizada na Secretaria da FAFIL, dentro dos prazos previstos e deve seguir o padrão: capa (nome da Instituição de Ensino Superior – CUFSA; nome do Curso de Psicologia; nome e matricula do aluno; Título: Relatório de Atividades Acadêmicas, Científicas e Culturais (AACC); ano); formulário de AACC (preenchido conforme o modelo); comprovantes (em xerox e conforme sequencia numeral do formulário); encadernado em espiral. (conforme sequencia numérica de atividades e o uso de uma folha separada para cada atividade);

d) após validação os encartes das AACC serão mantidos no prontuário do aluno e os certificados originais deverão ser mantidos pelos alunos, podendo ser solicitados no caso de dúvida do professor avaliador;

e) ao final dos 05 anos do Curso de Graduação em Psicologia o aluno deverá ter concluído 200 horas de AACC. Caso o aluno, ao encerrar o ano letivo correspondente ao seu último ano de curso, ainda não tenha integralizado a carga horária mínima das atividades complementares, estará impedido de concluir o Curso de Psicologia e de obter a colação de grau. O não cumprimento da carga horária estabelecida implicará na reprovação do aluno que permanecerá em dependência de 01 hora, conforme Resolução PROGRAD, até a conclusão final e validação das horas de AACC;

f) os alunos transferidos de outras instituições de Ensino Superior estarão sujeitos ao cumprimento da carga horária das AACC do Curso de Psicologia do CUFSA. Os alunos transferidos de outras Instituições poderão ter o cômputo da carga horária das AACC, com todos os documentos comprobatórios das AACC e declaração da Instituição de origem especificando as AACC e as horas atribuídas a cada atividade desenvolvida, depois de analisado pelo coordenador do curso de Psicologia do CUFSA;

VALIDAÇÃO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS CIENTÍFICAS CULTURAIS (AACC):

O Professor Avaliador deverá:

a) seguir os padrões previstos no Manual de Atividades Acadêmicas, Científicas e Culturais (AACC);

b) avaliar a pertinência dos Relatórios, a legibilidade e legalidade das comprovações;

c) registrar e/ou conferir as horas validadas;

d) preencher o nome por extenso e assinar o Formulário de Atividades e Relatórios de Atividades, com as horas validadas;

O Coordenador de Curso deverá:

a) validar as atividades de AACC desenvolvidas

b) se concordante, deve postar data e assinar formulário no campo específico.

c) se discordante, deve emitir parecer no verso do formulário e devolver ao aluno, para que sejam tomadas as devidas providências.

O Coordenador Institucional de AACC deverá:

a) monitorar e validar as atividades de AACC desenvolvidas

DOCUMENTAÇÃO

A seguir são apresentados os apêndices que norteiam o preenchimento e validação das horas de AACC

Apêndice I

Apêndice II

Apêndice III

I. TABELA DE APROVEITAMENTO  

 

II. TABELA DE COMPROVAÇÃO

Os estágios obrigatórios previstos no projeto pedagógico devem ser regulamentados junto à Coordenação de Estágios e o Colegiado do Curso, por meio da celebração de convênio entre a FAFIL/FSA e a unidade concedente, e de Termo de Compromisso de Estágio.

O estágio curricular deve ser feito a partir do 2º ano (metade da carga horária completada), envolvendo o conjunto das disciplinas e contemplando os diferentes aprofundamentos oferecidos pelo Curso.

Para iniciar o estágio, o aluno deve preencher a documentação indicada nas normativas para estágio de cursos de Bacharelado.

O estágio curricular tem uma duração mínima de 400 horas. A obtenção destas horas poderá ser feita em apenas um período contínuo ou de modo fracionado em mais de um período. No término de cada período deverá ser apresentado um relatório final, juntamente com o parecer do supervisor da empresa sobre o estágio realizado.

O aluno poderá apresentar ao professor orientador, a qualquer tempo, a partir do 2º ano, o plano do período de estágio e demais documentos para ingresso e, após cumprimento do mesmo, a documentação de conclusão do período de estágio, conforme normativa apresentada neste site.

Os procedimentos relacionados a efetivação, realização e conclusão do estágio curricular se dão nas seguintes etapas:

I – Termo de Compromisso

– Para realização do estágio curricular é necessário que a empresa emita o [termo de compromisso];

– A entrega deste documento é o primeiro passo para a formalização do estágio curricular.

– É necessário a entrega de 3 vias, devidamente assinadas, desse Termo de Compromisso no setor de estágios da FAFIL.

II – Orientador

Selecionar e/ou escolher um professor da FAFIL que seja ligado a área de atuação em que o estágio desenvolver-se-á, que tenha conhecimento no tipo de atividade desenvolvida pela empresa, instituição ou setor em que o estágio será realizado; o professor deve ser consultado e concordar em ser orientador, pois ele também colaborará com preparo dos passos seguintes. Não confundir o papel do professor orientador com o do coordenador de estágios.

III – Plano de Atividades

Após a entrega do [termo de compromisso] de Estágio (3 vias), é necessário entregar 3 vias do [Plano de Atividades] Supervisionada, conforme o modelo, ao setor de estágio. O Plano de Atividades deve ser preenchido pelo aluno, com o apoio do supervisor da empresa e do professor orientador. Esse plano de estágio poderá ser entregue ao Setor de Estágio no prazo máximo de 15 dias, a partir da data de entrega do [termo de compromisso]. Para efeito da contagem das horas de estágio será considerado, no máximo, 15 dias anteriores ao dia da entrega do Plano de Atividades, independente do dia de início do estágio na empresa. Só será aceito o plano de estágio que segue o modelo fornecido e disponibilizado no site institucional. No momento da entrega, o Plano já deve estar assinado pelo supervisor da empresa, o aluno e o orientador da FAFIL, faltando apenas a assinatura do Coordenador de Estágios da FAFIL, que o fará após a entrega dos documentos no setor de estágios.

IV – Relatório

Após a realização do estágio deve ser entregue o [relatório de estágio]. O relatório de estágio é um trabalho acadêmico onde deve ser descrito, o mais detalhadamente possível, as atividades desenvolvidas durante o período supervisionado. O relatório do estágio deve seguir o modelo indicado, sendo necessárias 4 assinaturas, do Aluno, do Supervisor da Empresa, do Orientador na FAFIL e por fim do Coordenador de Estágios da FAFIL, que, por sinal, é a última delas, somente dada após análise dos documentos e verificação que está tudo correto.

ATENÇÃO! O Relatório final deve ser entregue encadernado.

V – Conclusão do Estágio

Para concluir o estágio supervisionado deve-se entregar os seguintes documentos: o [relatório de estágio], o [formulário de avaliação do supervisor da empresa], o [formulário de avaliação do orientador] e a [declaração da empresa] com respeito ao cumprimento das horas. Os alunos que forem funcionários da empresa deverão trazer junto uma cópia da folha de registro da carteira profissional. Tanto para funcionário ou estagiário a declaração precisa estar em papel timbrado e conter o carimbo do CNPJ da empresa, com a firma reconhecida.

VI – Outros

Na eventualidade de rescisão do contrato de estágio, deve ser utilizado o [termo de rescisão].

ATENÇÃO

Se o estudante não obtiver a validação de seu estágio, este deverá ser necessariamente refeito integralmente.

Não serão aceitas atividades, para fins de estágio, em áreas de atuação não correspondentes às atividades descritas no regulamento.

Documentos Bacharelado

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO – BACHARELADO
Os estágios caracterizam-se pela realização de atividades supervisionadas que impliquem no desenvolvimento de metodologias de trabalho ou aprendizagem de técnicas, através da execução ou acompanhamento de serviços ou projetos inerentes aos cursos de bacharelado visando complementar a formação profissional do aluno, de modo a buscar aprimoramento de conhecimentos e troca de ideias, informações e experiência, seja no âmbito da Fundação Santo André ou de outras instituições. A base legal para realização dos estágios está amparada pela Lei Federal nº 11.788/2008.

A efetivação do estágio supervisionado do bacharelado dá-se apenas após a observância de um conjunto de procedimentos, devidamente estabelecidos por meio de formulários específicos, com procedimentos descritos a seguir.

A FAFIL, por meio da coordenação de estágios e direção, disponibiliza [carta de apresentação] para apresentação junto a empresa. A entrega da carta de apresentação é facultativa.

Os procedimentos relacionados a efetivação, realização e conclusão do estágio curricular se dão nas seguintes etapas:

I – Termo de Compromisso

– Para realização do estágio curricular é necessário que a empresa emita o [termo de compromisso];

– A entrega deste documento é o primeiro passo para a formalização do estágio curricular.

– É necessário a entrega de 3 vias, devidamente assinadas, desse Termo de Compromisso no setor de estágios da FAFIL.

II – Orientador

Selecionar e/ou escolher um professor da FAFIL que seja ligado a área de atuação em que o estágio desenvolver-se-á, que tenha conhecimento no tipo de atividade desenvolvida pela empresa, instituição ou setor em que o estágio será realizado; o professor deve ser consultado e concordar em ser orientador, pois ele também colaborará com preparo dos passos seguintes. Não confundir o papel do professor orientador com o do coordenador de estágios.

III – Plano de Atividades

Após a entrega do [termo de compromisso] de Estágio (3 vias), é necessário entregar 3 vias do [Plano de Atividades] Supervisionada, conforme o modelo, ao setor de estágio. O Plano de Atividades deve ser preenchido pelo aluno, com o apoio do supervisor da empresa e do professor orientador. Esse plano de estágio poderá ser entregue ao Setor de Estágio no prazo máximo de 15 dias, a partir da data de entrega do [termo de compromisso]. Para efeito da contagem das horas de estágio será considerado, no máximo, 15 dias anteriores ao dia da entrega do Plano de Atividades, independente do dia de início do estágio na empresa. Só será aceito o plano de estágio que segue o modelo fornecido e disponibilizado no site institucional. No momento da entrega, o Plano já deve estar assinado pelo supervisor da empresa, o aluno e o orientador da FAFIL, faltando apenas a assinatura do Coordenador de Estágios da FAFIL, que o fará após a entrega dos documentos no setor de estágios.

IV – Relatório

Após a realização do estágio deve ser entregue o [relatório de estágio]. O relatório de estágio é um trabalho acadêmico onde deve ser descrito, o mais detalhadamente possível, as atividades desenvolvidas durante o período supervisionado. O relatório do estágio deve seguir o modelo indicado, sendo necessárias 4 assinaturas, do Aluno, do Supervisor da Empresa, do Orientador na FAFIL e por fim do Coordenador de Estágios da FAFIL, que, por sinal, é a última delas, somente dada após análise dos documentos e verificação que está tudo correto.

ATENÇÃO! O Relatório final deve ser entregue encadernado.

V – Conclusão do Estágio

Para concluir o estágio supervisionado deve-se entregar os seguintes documentos: o [relatório de estágio], o [formulário de avaliação do supervisor da empresa], o [formulário de avaliação do orientador] e a [declaração da empresa] com respeito ao cumprimento das horas. Os alunos que forem funcionários da empresa deverão trazer junto uma cópia da folha de registro da carteira profissional. Tanto para funcionário ou estagiário a declaração precisa estar em papel timbrado e conter o carimbo do CNPJ da empresa, com a firma reconhecida.

VI – Outros

Na eventualidade de prorrogação do contrato de estágio, deve ser utilizado o [aditivo ao termo de compromisso de estágio].

Na eventualidade de rescisão do contrato de estágio, deve ser utilizado o [termo de rescisão].

Documentos

  • Termo de compromisso de estágio
  • Plano de atividades
  • Relatório de estágio
  • Formulário de avaliação do supervisor
  • Formulário de avaliação do orientador
  • Formulário de avaliação – Licenciatura
  • Relatório Final – Licenciatura
  • Declaração final da empresa
  • Declaração funcionário CLT
  • Aditivo ao termo de compromisso de estágio
  • Termo de rescisão

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO – LICENCIATURA
O estágio curricular supervisionado nos cursos de licenciatura tem como objetivo, estabelecer uma relação entre a teoria e a prática, tal como expressa o Artigo 10º, § 20 da LDB, bem como o Artigo 30, XI e tal como expressa sob o conceito de prática no Parecer CNE/CP nº 09/2001. O estágio curricular supervisionado é o momento de efetivar, sob a supervisão de um profissional experiente, um processo de ensino-aprendizagem que, tornar-se-á concreto e autônomo quando da profissionalização deste estagiário. O estágio curricular é, por isso uma atividade privilegiada de diálogo crítico com a realidade que favorece a articulação ensino-pesquisa-extensão.

O estágio em licenciatura é obrigatório para os cursos de Ciências Biológicas, Química, Matemática, História, Geografia, Letras, Ciências Sociais e Pedagogia, sendo parte integrante dos requisitos para a colação de grau. Neste portal, os procedimentos referentes à realização dos estágios em Pedagogia não estão inclusos.

A efetivação do estágio supervisionado da licenciatura dá-se apenas após a observância de um conjunto de procedimentos, devidamente estabelecidos por meio de formulários específicos, com procedimentos descritos a seguir:

Sequência do procedimentos operacionais, por parte do aluno, está dividida em 4 fases.

I – Etapa Preparatória

– Baixar o arquivo estágioFAFIL2019. Este arquivo, caracterizado por um conjunto de formulários e planilhas, deve ser aberto no software Excel. Os formulários são protegidos, estando habilitados apenas os campos que precisam ser preenchidos.

– Observar que o arquivo possui inúmeras pastas, devidamente identificadas.

– Preencher formulário

– Completar informações do formulário e do formulário .

– Imprimir formulários e e entregar na escola em que o estágio será realizado e colher assinatura no formulário , para formalizar o estágio. Os formulários e devem ser apenas entregues ao Diretor da escola e professor responsável, respectivamente. Caso o estágio envolva mais professores responsáveis, entregar um formulário para cada um.

II – Realização do Estágio

– Acessar formulário e completar informações

do campo I – “Dados referentes ao licenciando” (itens 5,6 e 7) e

do campo II – “Dados referentes ao estabelecimento de ensino” (item 12).

– Ainda no formulário , preencher a planilha do campo III – “Informações do estágio – observação” , mediante ocorrência do processo de observação; as informações devem ser digitadas na planilha.

– Ao término do estágio na escola, imprimir formulários e para colher assinaturas.

– No formulário , especificamente, o(s) professor(es) responsável(eis) precisa(m) conferir as informações: nome completo, nome da disciplina e assinar, com caneta preta ou azul.

– Deve-se imprimir tantas vias quantas forem necessárias para contemplar o preenchimento da declaração de veracidade explicita no formulário por todos os professores que estiveram envolvidos no processo de estágio.

– Colher assinatura da direção da escola bem como carimbo da unidade de ensino em todos os espaços identificados nos formulários , e .

– A assinatura deve ser unicamente do diretor da escola; o vice diretor pode assinar apenas se estiver na condição de “diretor em exercício”; condição que deve ser comprovada com documento expedido pela escola.

III – Realização de AACC (Atividades Acadêmico-Científico-Culturais)

– As atividades de AACC devem ser registradas no formulário , com preenchimento, digitado, dos campos:

<> data,

<> local (de realização da AACC),

<> carga horária (em horas)

<> nome do professor responsável pela atividade ou nome do professor que pode avaliar a pertinência da atividade desenvolvida à

luz das diretrizes pedagógicas do curso.

<> descrição detalhada da atividade.

<> reflexão sobre a atividade.

<> nome do professor responsável pelo AACC no curso.

– Imprimir formulário

– O professor responsável pela atividade deve assinar no campo ao lado de seu nome.

– O professor responsável pelas atividades de AACC do curso deve, à caneta:

<> assinalar parecer da atividade (aprovado ou reprovado).

<> postar data.

<> assinar planilha de atividade.

– A numeração dos anexos é automática, registrando-se à medida que as informações do formulário são preenchidas.

– Completar, digitando, informações do formulário : nome completo do coordenador do curso

– Imprimir formulário

– O coordenador de curso deve:

<> avaliar atividades de AACC desenvolvidas

<> se concordante, deve postar data e assinar formulário no campo específico.

<> se discordante, deve emitir parecer no verso do formulário e devolver ao aluno, para que sejam tomadas as devidas providências.

– As demais informações do formulário são preenchidas automaticamente.

– No formulário o aluno deve completar eventuais informações do campo “atividade realizada”, apontando a respectiva carga horária individual e totalizando, no campo específico, a carga horária total.

– Imprimir formulário

– O professor responsável pelas atividades de AACC do curso ou o Coordenador do curso deve:

<> avaliar individualmente as atividades apontadas no resumo, e suas respectivas cargas horárias, à luz do que preconiza o PPC, indicando no campo “situação” o termo para àquelas atividades incompatíveis com as diretrizes do PPC – Projeto Pedagógico do Curso.

<> conferir a carga horária estabelecida pelo aluno.

Particularidades e possibilidades de AACC podem ser observadas selecionando aqui.

IV – Finalização do Estágio

– Caberá ao estagiário, ao final do período do estágio, elaborar o Relatório Final das atividades desenvolvidas, de acordo com o modelo disponível.

<> o estágio somente será considerado válido, após a entrega do relatório final com as devidas aprovações.

<> os documentos entregues não podem ter nenhum tipo de rasura e/ou uso de corretor.

Caberá ao coordenador de curso ou professor responsável pelas atividades de AACC do curso, ao término do estágio, avaliar o estágio com conceito aprovado ou reprovado, encaminhando ao Setor de Estágio através do aluno, mediante o preenchimento do formulário de avaliação.

Na oportunidade em que o responsável pelo estágio no curso não seja o coordenador de curso ou o professor responsável pelas atividades de AACC, por designação colegiada, pode ser instituída a figura de um orientador, que deve ser um professor do colegiado e/ou da área. Caberá ao orientador, de posse dos relatórios mensais (quando houver) e final, avaliar o estágio com conceito aprovado ou reprovado, encaminhando ao Setor de Estágio através do aluno, mediante o preenchimento do formulário de avaliação

O parecer sobre estágio, estabelecido no formulário de avaliação, deve compor o relatório final, como Anexo I.

A folha de assinaturas do Relatório Final deve ser assinada por todas as partes interessadas, exceto pela Coordenação de Estágios da FAFIL, que assinará após entrega da documentação completa no Setor de Estágios.

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO – BACHARELADO – não obrigatório

Documentos Licenciatura

Documentos Bacharelado

Os procedimentos relacionados a efetivação, realização e conclusão do estágio curricular na FAECO se dão nas seguintes etapas:

I – Termo de Compromisso

– Para realização do estágio é necessário que a empresa ou o Agente de Integração emita o [termo de compromisso];

– A entrega deste documento é o primeiro passo para a formalização do estágio curricular. 

– É necessário a entrega de 3 vias, devidamente assinadas, desse

Termo de Compromisso na Secretaria Geral de Atendimento (SGA). 

 II – Orientador
Selecionar e/ou escolher um professor da FAECO que seja ligado a área de atuação em que o estágio desenvolver-se-á, que tenha conhecimento no tipo de atividade desenvolvida pela empresa, instituição ou setor em que o estágio será realizado; o professor deve ser consultado e concordar em ser orientador, pois ele também colaborará com preparo dos passos seguintes. Não confundir o papel do professor orientador com o do coordenador de estágios. 

III – Plano de Atividades

Após a entrega do [termo de compromisso] de Estágio (3 vias), é necessário entregar 3 vias do [Plano de Atividades] Supervisionada, conforme o modelo, ao setor de estágio. O Plano de Atividades deve ser preenchido pelo aluno, com o apoio do supervisor da empresa e do professor orientador. Para efeito da contagem das horas de estágio será considerado, no máximo, 15 dias anteriores ao dia da entrega do Plano de Atividades, independente do dia de início do estágio na empresa. Só será aceito o Plano de Atividades que segue o modelo fornecido no link indicado. No momento da entrega, o Plano de Atividades já deve estar assinado pelo supervisor da empresa, o aluno e o orientador da FAECO, faltando apenas a assinatura do Coordenador de Estágios do Centro Universitário Fundação Santo André, que o fará após a entrega dos documentos no setor de estágios.

IV – Relatório
Após a realização do estágio deve ser entregue o [relatório de estágio]. O relatório de estágio é um trabalho acadêmico onde deve ser descrito, o mais detalhadamente possível, as atividades desenvolvidas durante   período supervisionado. O relatório do estágio deve seguir o modelo indicado, sendo necessárias 4 assinaturas, do Aluno, do Supervisor da Empresa, do Orientador na FAECO e por fim do Coordenador de Estágios do Centro Universitário da Fundação Santo André, que, por sinal, é a última delas, somente dada após análise dos documentos e verificação que está tudo correto. 

V – Conclusão do Estágio

Para concluir o estágio supervisionado deve-se entregar os seguintes documentos: o [relatório de estágio], o [formulário de avaliação do supervisor da empresa], o [formulário de avaliação do orientador] e a [declaração da empresa] com respeito ao cumprimento das horas que foi cumprido no mínimo 300 horas. Os alunos que forem funcionários da empresa deverão trazer junto uma cópia da folha de registro da carteira profissional. Tanto para funcionário ou estagiário a declaração precisa estar em papel timbrado e conter o carimbo do CNPJ da empresa, com a firma reconhecida.

VI – Outros

Na eventualidade de prorrogação do contrato de estágio, deve ser utilizado o [aditivo ao termo de compromisso de estágio]. Na eventualidade de rescisão do contrato de estágio, deve ser utilizado o [termo de rescisão].

OBSERVAÇÃO

Do Aluno na condição de empregado

O aluno poderá fazer o estágio na empresa em que trabalha. A única diferença é que não precisará do Termo de Compromisso, apenas deverá entregar junto com o Plano de Estágio; uma declaração da empresa comprovando que é funcionário e que desempenhará atividade supervisionada. Assim, a diferença é que não participará de programa de estágio na sua empresa, poderá fazer apenas um PLANO DE ATIVIDADE SUPERVISIONADA, monitorada por um supervisor na empresa e um professor na FAECO. Mas atenção: contabiliza-se somente 6 horas por dia dessa atividade, completando 300h. Todos os outros documentos e obrigações são as mesmas.

Do aluno desempregado

O aluno desempregado, cujo estágio seja obrigatório, deverá procurar um estágio voluntário que ofereça condições para realizá-lo, atentando para a documentação necessária já mencionada.

Do aluno na condição de proprietário de empresa

O aluno, proprietário de empresa, deverá baixar o plano de atividades, no link indicado. No momento da entrega, o Plano de Atividades já deve estar assinado pelo sócio da empresa, caso não tenha sócio, pelo contador. o aluno e o orientador da FAECO, faltando apenas a assinatura do Coordenador de Estágios do Centro Universitário
Fundação Santo André, que o fará após a entrega dos documentos no setor de estágios.
Também deverá entregar uma cópia autenticada do Contrato Social da empresa.

Documentos

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE ACTC e ESTÁGIO – SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE ACTC

Registro:

O aluno deverá:

a) registrar em formulário próprio as ACTC (ver Apêndice).

b) anexar todos os comprovantes, certificados, declarações, relatórios, projetos, com as devidas assinaturas dos responsáveis,
c) entregar os relatórios e as análises das ACTC,

d) aguardar devolutiva para saber se haverá crédito de horas,

e) guardar consigo as folhas de ACTC, para entregar no final de cada ano, para cômputo final de horas e arquivo no prontuário do aluno.
Critérios de Validação:

a) qualidade: aprofundamento do tema, por meio de relatório, análise, elaborados pelos alunos.

b) diversificação: ampliação do universo cultural, isto é, a busca de outras fontes de conhecimento a partir de outros cursos (Interdisciplinaridade).

Observações:

1) a realização das ACTC deve ocorrer fora das atividades regulares do Curso de Sistemas de Informação, que tem frequência regimental de 75% de presença obrigatória, portanto não há abono de faltas.

2) as horas de ACTC serão computadas quando as atividades forem concluídas, portanto estão vedadas as parciais.

3) os alunos transferidos de outras instituições de Ensino Superior estarão sujeitos ao cumprimento da carga horária das ACTC deste Colegiado.

4) os alunos transferidos de outras Instituições poderão ter o cômputo da carga horária das ACTC, com todos os documentos comprobatórios das ACTC e declaração da Instituição de origem especificando as ACTC e as horas atribuídas a cada atividade desenvolvida, depois de analisado pelo coordenador do curso de Sistemas de Informação da FSA.

5) o aluno que não conseguir perfazer a carga horária atinente às horas de ACTC até o último ano do Curso, o Colegiado estará desincumbido de arrolar o nome do aluno na lista de formandos e na lista para realizar o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE).

6) as situações que se encontram fora deste Manual serão analisados em Reunião do Colegiado de Sistemas de Informação.

OUTRAS INFORMAÇÕES

I. TABELA DE APROVEITAMENTO  

 

II. TABELA DE COMPROVAÇÃO

APÊNDICE A -ATIVIDADES COMPLEMENTRES TECNICO CIENTIFICAS/ACTC

APÊNCIDE B – RELATÓRIO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES TÉCNICO CIENTÍFICAS  – ACTC

QUADRO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES TECNICO CIENTIFICAS ACTC

FORMULÁRIO DE CONTROLE DAS ATIVIDADES (VIDE apêndice A)

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE ESTÁGIO

Os estágios obrigatórios previstos no projeto pedagógico devem ser regulamentados junto à Coordenação de Estágios e o Colegiado do Curso, por meio da celebração de convênio entre a FAFIL/FSA e a unidade concedente, e de Termo de Compromisso de Estágio.

O estágio curricular deve ser feito a partir do 2º ano (metade da carga horária completada), envolvendo o conjunto das disciplinas e contemplando os diferentes aprofundamentos oferecidos pelo Curso.

Para iniciar o estágio, o aluno deve preencher a documentação indicada nas normativas para estágio de cursos de Bacharelado.

O estágio curricular tem uma duração mínima de 400 horas. A obtenção destas horas poderá ser feita em apenas um período contínuo ou de modo fracionado em mais de um período. No término de cada período deverá ser apresentado um relatório final, juntamente com o parecer do supervisor da empresa sobre o estágio realizado.

O aluno poderá apresentar ao professor orientador, a qualquer tempo, a partir do 2º ano, o plano do período de estágio e demais documentos para ingresso e, após cumprimento do mesmo, a documentação de conclusão do período de estágio, conforme normativa apresentada neste site.

Práticas Profissionais

O estágio deve ser necessariamente realizado em empresas/escolas ou escritório de profissional autônomo na área de atuação do curso realizado e conta com a supervisão de um profissional na empresa e um professor do Curso de Sistemas de Informação.

A escolha do estágio a ser feito pelo aluno poderá recair em uma área de sua atuação, onde o aluno poderá ter a oportunidade de percorrer os processos envolvendo sistemas de informação. Também, poderá pesquisar o “estado da arte” para a implementação de solução na área escolhida.

O estágio supervisionado é obrigatório e poderá ser desenvolvido em uma ou mais atividades do núcleo de formação profissional, que envolve os seguintes campos do saber:

  • · Programação em linguagens voltadas a orientação a objetos,
  • · Banco de Dados,
  • · Desenvolvimento de Sistemas,
  • · Engenharia de Software,
  • · Análise de requisitos,
  • · Redes de computadores,
  • · Gestão de recursos de informática,
  • · Tecnologia em informática,
  • · Sistemas Aplicativos para Internet,
  • · Sistemas de Informação específicos
  • · Gestão da Tecnologia da Informação,
  • · Segurança de Informações,
  • · Sistemas Inteligentes,
  • · Sistemas de controle de acesso físico e lógicos,
  • · Help Desk e Suporte Técnico,
  • · Detecção, Análise, Correção e Manutenção de Problemas em T.I.
  • · Análise de processos sistêmicos.

Pesquisas Investigativas

No estágio, o aluno poderá ainda fazer um levantamento bibliográfico, criar um projeto completo na área escolhida. Poderá fazer a especificação do problema escolhido utilizando técnicas apropriadas da Engenharia de Software, Testes de validação da solução adotada, geração de um protótipo, implementação da solução escolhida. O mesmo trabalho não poderá ser apresentado como trabalho de conclusão de curso.

Ao final deste período, e preferencialmente até o mês de junho do ano de conclusão, deverá ser elaborado o Relatório Final, para ser submetido à aprovação pelo professor orientador, que irá avaliar e aprovar, para encaminhamento ao Coordenador de estágio da FAFIL, para validação das horas.

De acordo com a RESOLUÇÃO Nº 5, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2016 que instituiu as Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação na área da Computação, abrangendo os cursos de bacharelado em Ciência da Computação, em Sistemas de Informação, em Engenharia de Computação, em Engenharia de Software e de licenciatura em Computação em seu Art. 7º, consta que, .

Art. 7º O Estágio Supervisionado, realizado preferencialmente ao longo do curso, sob a supervisão de docentes da instituição formadora, e acompanhado por profissionais, tem o objetivo de consolidar e articular as competências desenvolvidas ao longo do curso por meio das demais atividades formativas, de caráter teórico ou prático, e permitir o contato do formando com situações, contextos e organizações próprios da atuação profissional.

§ 1º As Instituições de Educação Superior deverão estabelecer a obrigatoriedade ou não do Estágio Supervisionado para os cursos de bacharelado, bem como a sua regulamentação, especificando formas de operacionalização e de avaliação.

§ 2º O Estágio Supervisionado para a formação de professores para a Educação Básica é obrigatório para os cursos de licenciatura em Computação e será cumprido de acordo com as diretrizes curriculares pertinentes.

Art. 8º – O Trabalho de Curso será desenvolvido como atividade de síntese, integração ou aplicação de conhecimentos adquiridos de caráter científico ou tecnológico.

Parágrafo único. As Instituições de Educação Superior deverão estabelecer a obrigatoriedade ou não do Trabalho de Curso e aprovar a sua regulamentação, especificando critérios, procedimentos e mecanismo de avaliação, além das diretrizes e técnicas relacionadas à sua elaboração.

Art. 9º- As Atividades Complementares são componentes curriculares enriquecedores e implementadores do próprio perfil do formando e deverão possibilitar o desenvolvimento de habilidades, conhecimentos, competências e atitudes do aluno, inclusive as adquiridas fora do ambiente acadêmico, que serão reconhecidas mediante processo de avaliação.

ATIVIDADES VÁLIDAS NO ESTÁGIO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

As atividades consideradas válidas para fins de Estágio Supervisionado do Curso de Sistemas de Informação são todas aquelas contidas PROJETO DE LEI Nº 4.408, DE 2016 (Do Sr. Eduardo Barbosa) que dispõe sobre o exercício profissional na área de Informática e menciona a definição das atividades e atribuições do profissional de Sistemas de Informação sendo as seguintes definições nele constantes.

Para os fins deste projeto de lei considera-se:

I – Informática – o ramo do conhecimento dedicado ao projeto e à implementação de sistemas computacionais e de sistemas de informação e ao tratamento da informação mediante uso desses sistemas;

II – Sistema Computacional – computadores, programas e demais dispositivos de processamento e comunicação de dados e de automação;

III – Sistema de Informação – conjuntos de procedimentos, equipamentos e programas de computador projetados, construídos, operados e mantidos com a finalidade de coletar, registrar, processar, armazenar, comunicar, recuperar e exibir informação por meio de sistemas computacionais.

As atividades na área de Informática são caracterizadas pelas seguintes atividades:

I – análise, projeto e implementação de sistemas computacionais, seus serviços afins e correlatos;

II – planejamento, coordenação e execução de projetos de sistemas computacionais e de sistemas de informação;

III – elaboração de orçamentos e definições operacionais e funcionais de projetos de sistemas computacionais e de informação;

IV – especificação, estruturação, implementação, teste, simulação, instalação, fiscalização, controle e operação de sistemas computacionais e de informação;

V – suporte técnico e consultoria especializada em informática;

VI – estudos de viabilidade técnica e financeira para implantação de projetos e sistemas computacionais, assim como máquinas e aparelhos de informática;

VII – estudos, análises, avaliações, vistorias, pareceres, perícias e auditorias de projetos e sistemas computacionais e de informação;

VIII – ensino, pesquisa, experimentação e divulgação tecnológica;

IX – outras que, por sua natureza, insiram-se no âmbito das profissões de Informática tais como:.

Programação em linguagens voltadas a orientação a objetos.

Aplicações usando Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados.

Planejamento e Gestão de recursos de informática.

Tecnologia de redes de computadores.

Desenvolvimento de Sistemas para Internet.

Desenvolvimento de Sistemas de Informação.

Segurança de Informações.

Sistemas Inteligentes.

Sistemas de controle de acesso físico e lógicos.

Help Desk e Suporte Técnico

ATIVIDADES INVÁLIDAS NO ESTÁGIO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

O estágio obrigatório não será válido em atividades alheias ou incompatíveis com o exercício da profissão, tais como atividades de vendas, gráfica, recepção, entre outras. Caberá ao professor orientador analisar se o aluno está devidamente enquadrado nas atividades pertinentes relacionadas acima.

Não serão válidos os estágios realizados sem o registro na instituição.

Monitorias, atividades de extensão e iniciação científica não são considerados estágios (são considerados Atividades Complementares Técnico Cientificas -ACTC ) .

Atividades de observação, onde o aluno não intervém na atividade observada, também não são considerados estágios.

Todos os procedimentos devem obedecer as normas da FAFIL para estágio de cursos de bacharelado.

Art. 4º. Para o cumprimento destas atividades são aceitas tanto atividades realizadas dentro da faculdade quanto outras, ou remotamente através de modalidades de Ensino a Distância (EaD), ou externas a critério do aluno porém recomendadas pela instituição, na figura do professor responsável pelo controle das horas complementares, como, por exemplo, visitas a empresas do ramo, palestras, conferências e participação em congressos e seminários.

Art. 5º. Recomenda-se ao professor responsável, no entanto, respeitar a autonomia do aluno na condução de sua formação, avaliando com todo o critério relatórios de atividades não indicadas, e não as validando caso não atendam aos critérios do espírito acadêmico e aos objetivos do curso.

RELATÓRIO FINAL

No Relatório Final, no item relativo à “Descrição detalhada das atividades” a ser produzido pelo aluno, deverão ser descritos os seguintes itens:

1. Descrição sobre o perfil da empresa e as atividades que desenvolve

2. Organograma da empresa, localizando em qual departamento o estagiário atua. Descrição das relações de trabalho e hierarquia.

3. Descrição da natureza dos projetos e/ou atividades desenvolvidos e/ou executados pela empresa.

4. Descrição do processo de desenvolvimento dos projetos e/ou atividades.

5. Descrição das relações entre empresa e cliente.

6. Descrição do processo de aprovação dos projetos e/ou atividades internamente e externamente à empresa.

7. Descrição dos recursos (humanos e materiais) envolvidos nos projetos e/ou obras.

8. Cronograma de atividades desenvolvidas do trabalho.

9. Apresentação dos projetos e/ou atividades desenvolvidas (fotos, croquis, maquetes etc.) em tamanho reduzido – A4 ou A3 dobrado.

Nas Considerações finais:, deve conter a reflexão geral do aluno por meio de análises, críticas e propostas.

DOCUMENTAÇÃO PARA O ESTÁGIO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Os procedimentos relacionados a efetivação, realização e conclusão do estágio curricular se dão nas seguintes etapas:

I – Termo de Compromisso

– Para realização do estágio curricular é necessário que a empresa emita o [termo de compromisso];

– A entrega deste documento é o primeiro passo para a formalização do estágio curricular.

– É necessário a entrega de 3 vias, devidamente assinadas, desse Termo de Compromisso no setor de estágios da FAFIL.

II – Orientador

Selecionar e/ou escolher um professor da FAFIL que seja ligado a área de atuação em que o estágio desenvolver-se-á, que tenha conhecimento no tipo de atividade desenvolvida pela empresa, instituição ou setor em que o estágio será realizado; o professor deve ser consultado e concordar em ser orientador, pois ele também colaborará com preparo dos passos seguintes. Não confundir o papel do professor orientador com o do coordenador de estágios.

III – Plano de Atividades

Após a entrega do [termo de compromisso] de Estágio (3 vias), é necessário entregar 3 vias do [Plano de Atividades] Supervisionada, conforme o modelo, ao setor de estágio. O Plano de Atividades deve ser preenchido pelo aluno, com o apoio do supervisor da empresa e do professor orientador. Esse plano de estágio poderá ser entregue ao Setor de Estágio no prazo máximo de 15 dias, a partir da data de entrega do [termo de compromisso]. Para efeito da contagem das horas de estágio será considerado, no máximo, 15 dias anteriores ao dia da entrega do Plano de Atividades, independente do dia de início do estágio na empresa. Só será aceito o plano de estágio que segue o modelo fornecido e disponibilizado no site institucional. No momento da entrega, o Plano já deve estar assinado pelo supervisor da empresa, o aluno e o orientador da FAFIL, faltando apenas a assinatura do Coordenador de Estágios da FAFIL, que o fará após a entrega dos documentos no setor de estágios.

IV – Relatório

Após a realização do estágio deve ser entregue o [relatório de estágio]. O relatório de estágio é um trabalho acadêmico onde deve ser descrito, o mais detalhadamente possível, as atividades desenvolvidas durante o período supervisionado. O relatório do estágio deve seguir o modelo indicado, sendo necessárias 4 assinaturas, do Aluno, do Supervisor da Empresa, do Orientador na FAFIL e por fim do Coordenador de Estágios da FAFIL, que, por sinal, é a última delas, somente dada após análise dos documentos e verificação que está tudo correto.

ATENÇÃO! O Relatório final deve ser entregue encadernado.

V – Conclusão do Estágio

Para concluir o estágio supervisionado deve-se entregar os seguintes documentos: o [relatório de estágio], o [formulário de avaliação do supervisor da empresa], o [formulário de avaliação do orientador] e a [declaração da empresa] com respeito ao cumprimento das horas. Os alunos que forem funcionários da empresa deverão trazer junto uma cópia da folha de registro da carteira profissional. Tanto para funcionário ou estagiário a declaração precisa estar em papel timbrado e conter o carimbo do CNPJ da empresa, com a firma reconhecida.

VI – Outros

Na eventualidade de rescisão do contrato de estágio, deve ser utilizado o [termo de rescisão].

ATENÇÃO

Se o estudante não obtiver a validação de seu estágio, este deverá ser necessariamente refeito integralmente.

Não serão aceitas atividades, para fins de estágio, em áreas de atuação não correspondentes às atividades descritas no regulamento.

Documentos

Onde encontrar um estágio?

Perguntas Frequentes

1. O QUE É ESTÁGIO?
Estudantes a partir dos 16 anos, que estejam matriculados e frequentando, regularmente, cursos de Ensino Médio, de Educação Profissional, de educação de jovens e adultos, de Educação Superior ou Educação Especial.
 
2. QUEM PODE SER ESTAGIÁRIO?
Estágio é uma atividade de caráter educativo. Seu objetivo é complementar a formação do estudante, preparando-o para o mundo produtivo, com a oportunidade de aplicação prática dos conhecimentos adquiridos em sala de aula.
 
3. QUEM PODE CONTRATAR ESTAGIÁRIO?
As empresas privadas e os órgãos da administração pública direta, as autarquias e as fundações de quaisquer poderes da União, dos Estados e dos Municípios. Também os profissionais liberais de nível superior devidamente registrados em seus respectivos conselhos.
 
4. QUAL A CARGA HORÁRIA PERMITIDA DE ESTÁGIO?
I – 4 (quatro) horas diárias e 20 (vinte) horas semanais, no caso de estudantes de educação especial; 
II – 6 (seis) horas diárias e 30 (trinta) horas semanais, no caso de estudantes do ensino superior, da educação profissional de nível médio e do ensino médio regular.
 
5. QUAL A DURAÇÃO MÁXIMA DO ESTÁGIO ?
A duração do estágio, na mesma organização concedente, não poderá exceder 2 (dois) anos, exceto quando se tratar de estagiário portador de eficiência.
 
6. QUANDO O ESTAGIÁRIO DEVE SER REMUNERADO ?
No caso do estágio não obrigatório, a concessão de bolsa ou de outra forma de contraprestação é obrigatória, desde que venha a ser acordada no Termo de Compromisso do Estágio. Somente no caso de estágio obrigatório é que a concessão de bolsa ou de outra forma de contraprestação é facultativa. 

7. O QUE É ESTÁGIO OBRIGATÓRIO?
Estágio obrigatório é aquele definido como tal no projeto do curso, cuja carga horária é requisito para aprovação e obtenção de diploma. As informações
sobre o Estágio obrigatório devem ser obtidas junto à instituição em que o aluno se encontra matriculado.
 
8. A CRITÉRIO DA PARTE CONCEDENTE PODEM SER CONCEDIDOS
OUTROS BENEFÍCIOS AO ESTAGIÁRIO?
Sim. A eventual concessão de benefícios relacionados a transporte, alimentação e saúde, entre outros, não caracteriza vínculo empregatício para todos os fins da legislação trabalhista e previdenciária.
 
9. O ESTAGIÁRIO TEM DIREITO A FÉRIAS?
Sim. É assegurado ao estagiário, sempre que o estágio tenha duração igual ou superior a 1 (um) ano, período de recesso de 30 (trinta) dias. Nos casos do
estágio ter duração inferior a 1 (um) ano, os dias de recesso serão concedidos de maneira proporcional. O recesso poderá ser concedido em período contínuo ou fracionado, conforme acordado entre as partes, preferencialmente nas férias escolares.
 
10. NOS DIAS DE PROVA PODERÁ HAVER REDUÇÃO DA CARGA
HORÁRIA?
Sim. Se a instituição de ensino adotar verificações de aprendizagem periódicas ou finais, nos períodos de avaliação, a carga horária do estágio será reduzida à metade, segundo o estipulado no Termo de Compromisso de Estágio. Nesse caso, a instituição de ensino deverá comunicar à parte concedente do estágio, no início do período letivo, as datas de realização de avaliações escolares ou acadêmicas.

1.POSSO REALIZAR ESTÁGIO EM MAIS DE UMA ESCOLA?
Sim, desde que não ultrapasse a carga horária de 6 horas diárias.
 
2. POSSO DAR AULAS AO INVÉS DE OBSERVAÇÃO?

O estágio supervisionado, conforme prevê a legislação estadual, estabelece que pelo menos 100 horas deve ser na modalidade observação, condição que implica na necessidade desta atividade.
 
3. JÁ SOU PROFESSOR, ESTOU DESOBRIGADO DE FAZER ESTÁGIO?
Não, o estágio é obrigatório. Entretanto, mediante o Projeto Pedagógico do Curso, as horas de docências eventualmente podem ser aproveitadas.

1. Eu sou registrado e trabalho na área, mesmo assim tenho que fazer estágio?

Sim, você vai ter que fazer o estágio mesmo trabalhando na área. A única diferença é que não precisará do Termo de Compromisso. Você deverá entregar junto com o que seria o Plano de Estágio uma declaração da empresa comprovando que você é funcionário. A diferença é que se você não participar de programa de estágio na sua empresa, você pode fazer um PLANO DE ATIVIDADE SUPERVISIONADA, monitorada por um supervisor na empresa e um professor do curso. Mas atenção: contabiliza-se no máximo 6 horas
por dia e 30 horas semanais dessa atividade.
 Esse PLANO DE ATIVIDADE SUPERVISIONADA corresponde a um projeto que relaciona-se com um estudo de caso, um produto final, etc. Atividades corriqueiras do funcionário não pode ser usada com estágio. Antes de começar essa atividade supervisionada, vá ao RH da empresa e peça autorização para realizar essa atividade, levando inclusive os modelos das declarações que a empresa precisará emitir para conclusão desse projeto supervisonado (veja esses modelos em seu curso).

2. Quando vence meu estágio? 

A partir da data inicial apresentada do plano de estágio, você tem até 1 ano para conclui-lo e entregar o relatório final. Passada essa data, o estágio perde a validade. 

3. Qual a data que coloco no meu PLANO DE  ATIVIDADES?

Não importa quando começou o estágio na empresa. Para nós o estágio só passa a existir a partir da hora que se entrega o Plano de Atividades. Como são necessárias as assinaturas do supervisor da empresa e do professor orientador do curso, aceitamos no máximo que a data do início do estágio retroceda em 15 dias. 

4. Qual a data que devo colocar no meu relatório de estágios?

É a mesma data que está proposta no Plano de Estágio. Se não houver coincidência dessas datas, seu relatório será recusado.

5. Quando posso entregar meu relatório de estágio?

Assim que você cumprir as 320h propostas no Plano de Estágio. 

6. Tenho que estar matriculado para fazer estágio?

No ato de entrega do Termo de Compromisso de Estágio e do Plano de Estágio sim. O relatório só terá validade se ele for entregue em até 1 ano após o inicio do plano de atividades. Alunos jubilados deverão regularizar sua vida acadêmica antes de dar entrada no Plano de Atividades.

Sim, a realização do estágio exige matrícula e frequência regular do educando em curso de educação Superior.

1. POSSO FAZER O ESTÁGIO EXTRACURRICULAR EM QUALQUER ÁREA?

Não, pois o estágio, independente da modalidade, tem por objetivo o aprimoramento profissional e, desta forma, deve ser realizado na área de formação. 

 

2. PRECISO TER ORIENTADOR NO ESTÁGIO EXTRACURRICULAR?

Sim, é obrigatório por força de lei federal.

Estudantes – Saber Virtual

Aprenda de forma fácil e moderna no CIEE Saber Virtual
Conheça os novos cursos do nosso AVA e se prepare para o mundo do trabalho

O CIEE Saber Virtual foi desenvolvido para capacitar os jovens aprendizes, estudantes e estagiários tanto em temas atuais como orientação profissional quanto em habilidades técnicas, como uso do pacote Office e competência gramatical.

O CIEE Saber Virtual está inserido numa plataforma moderna, ágil e inovadora. Confira as trilhas de conteúdo disponíveis e faça sua inscrição. É gratuito! 

(11) 4979-3300

fale com nossa equipe

(11) 4979-3333

entre em contato por WhatsApp

© 2018 | Fundação Santo André