Extensão
FSA

Contribuindo para a formação cidadã do aluno, desenvolvendo sua consciência como um indivíduo crítico, participante da vida da comunidade e comprometido em ações voltadas à melhoria da vida da comunidade de acordo com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU:

"O presente é tão grande, não nos afastemos. Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas.”
CArlos Drummond de Andrade
Mãos Dadas, 1940

APRESENTAÇÃO

Com a regulamentação do registro e inclusão das atividades de extensão em nossa instituição, pela Resolução CONSUN 056/2019, a partir de 2020 foram implantadas as ações de extensão, dentro da disciplina Ação Curricular de Extensão – ACEx, ou de outras disciplinas, de acordo com a matriz curricular específica. Essas ações podem envolver a participação do aluno em programas e projetos de extensão, prioritariamente em áreas de pertinência social, na organização e oferta de cursos de extensão, na organização e execução de eventos, em trabalhos de conclusão de curso com finalidade social, em atividades de extensão em instituições conveniadas. O trabalho de extensão deve priorizar os alunos do Ensino Médio e estar alinhado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, sendo sistematizado de acordo com as seguintes áreas temáticas: Comunicação; Cultura; Direitos Humanos e Justiça; Educação; Meio Ambiente; Saúde; Tecnologia e Produção; Trabalho. Acreditamos que as atividades de extensão irão transformar o perfil do egresso de nossa instituição, assim como irão ampliar a prática docente, no enfrentamento dos problemas sociais, promovendo a autonomia, a ética, a solidariedade, a formação cidadã e humanista, enfim, contribuindo para a formação integral do nosso aluno e para a concretização da nossa RAZÃO DE SER: “Formar profissionais que reflitam sobre seu papel na sociedade e sejam agentes de transformação”.

Profa. Dra. Márcia Zorello Laporta
Coordenadora Geral de Extensão

SAPEX

Informações relevantes e pôsteres virtuais sobre os trabalhos de extensão apresentados no XIV Simpósio de Pesquisa e Extensão do Centro Universitário Fundação Santo André.

PROJETOS DE EXTENSÃO 2021

COORDENADORA: PROFA. DRA. LILIAN PEREIRA DE MEDEIROS GUIMARÃES

Gestão de Recursos Humanos 4º SEM B

Gestão Financeira 4º SEM B

ODS: 03 – Saúde e bem-estar 

Nomes: 
+ ANNA KAROLINA ROCHA DE ARAÚJO
+ DEBORA UMBELINO SANTOS
+ FERNANDA SOUSA SALDANHA CARNEIRO
+ RAYSSA MARQUES SANCHES
+ SARA VERONI

Proposta: Este projeto busca abordar o que é a saúde mental e quais os impactos que a pandemia trouxe para a vida das pessoas da terceira idade. Como base para este trabalho foi feito um estudo com as pessoas da terceira idade que estão em isolamento, na “Casa dos velhinhos Dona Adelaide”. Um grupo de pesquisadores da Universidade de York divulgou um estudo indicando que a solidão e o isolamento social podem aumentar o risco de doenças cardíacas em 29% e o de acidentes vasculares em até 32%. Com o isolamento, tanto o aumento da pressão e dos níveis de colesterol quanto a diminuição na capacidade cognitiva e o agravamento de quadros depressivos podem ser potencializados. No que se refere à depressão, ela pode vir tanto como um sintoma quanto um fator desencadeador da doença. Pensando nisso, foram desenvolvidas interações comunicativas por meio da tecnologia. Através das doações daqueles que se sensibilizarem com a situação e quiserem deixar a sua contribuição e também dos recursos tecnológicos que possibilitaram o desenvolvimento de lives. A pesquisa bibliográfica para esclarecimento sobre o assunto já foi realizada. As campanhas de doações para a realização das lives no asilo já foram feitas e o necessário arrecadado. As lives na casa de repouso “Casa dos velhinhos Dona Adelaide”, foram realizadas nos dias 08 (Segunda-feira) e 10 (Quarta-feira) de novembro, onde houve a participação de 20 dos moradores. As integrantes do grupo, Anna e Deborah, fizeram um bate-papo e realizaram as atividades com os idosos, como proposto no projeto.  


Palavras- chave: Projeto social. Saúde mental. Terceira idade. Isolamento.

ODS 03 – Saúde e bem-estar 

Nomes: 
+ FERNANDA LAYS DO NASCIMENTO
+ ISABELA LOPES
+ KAREM LUIZA NASCIMENTO FUSQUINI

Proposta: Com o auxílio dos líderes das comunidades Favela do Amor e Jardim Santo André, foram pré-selecionar famílias em situação de vulnerabilidade para o recebimento das cestas básicas de higiene.

Utilizou-se de transporte público para a entrega à domicílio, seguindo os protocolos da OMS, com aparatos como: uso de máscara, luva, álcool em gel e com distanciamento social. Através da Srta. Katiara, representante da entidade “Proteção para Pessoas Negras em Situação de Vulnerabilidade”, entramos em contato com as lideranças das comunidades chamadas: “Jardim Santo André” e “Favela do Amor” para a pré-seleção das famílias que seriam beneficiadas pela entrega das cestas básicas de higiene. Com a entrega dos produtos cerca de 30 pessoas inicialmente foram beneficiadas


Palavras-chave:  Vulnerabilidade. Favela do Amor. Jardim Santo André. Higiene.  

COORDENADORA: PROFA. DRA. LILIAN PEREIRA DE MEDEIROS GUIMARÃES

Psicologia - 6º SEM B

ODS: 03 – Saúde e bem-estar 

Nomes: 
+ AMANDA KASSIA MUNIZ
+ BATISTA SKOWRONSKI
+ GABRIELA  CALDERÓN YONAHA
+ MARIA MÉRCIA DOS SANTOS
+ SUELLEN DE ARAÚJO VINTURI

Proposta: Há uma defasagem quando falamos em pesquisas voltadas a saúde mental de indivíduos que tem comportamentos xenofóbicos, por este motivo há a necessidade de se ter uma pesquisa redirecionada a esses agressores para que se possa entender quais os motivos por traz de tal comportamento. Assim o objetivo deste foi trazer uma possível explicação do comportamento xenofóbico a luz da psicanálise, pois a hipótese levantada é que este possa de certa forma relacionar ao psiquismo humano. Para isso foi realizada uma revisão bibliográfica em banco de dados científicos e uma cartilha explicativa que confirmou a hipótese que há uma relação entre a psique humana e o comportamento xenofóbico pois a psicanálise mostra que o os extremismos xenofóbicos podem advir de um trauma e também a partir da teoria narcísica onde o que difere da pessoa é vivido como uma ameaça à integridade do indivíduo, assim os textos psicanalíticos deixam claro a explicação para o comportamento xenofóbico, mas a questão é o que fazer para transformar este impulso, assim se faz necessário mais estudos no sentido de esclarecer os atos xenofóbicos e assim conseguirmos controla-los. Este trabalho produziu uma cartilha sobre xenofobia e o impacto na saúde mental.

Palavras-chaves: Xenofobia. Psicanálise. Comportamento.

Link da cartilha: https://drive.google.com/file/d/13cLlgHdUemNVwJ2QZ4Fc5XUeRus2H85G/view?us%20p=drivesdk

ODS 03 – Saúde e bem-estar 

Nomes: 
+ BRUNA ANDREA COSTA
+ FERNANDA SANTOS CARLOTA
+ FELIPE DA SILVA POLETTI
+ KEILA JOANA DOS SANTOS MARQUES
+ MARIANA MACHADO F. DO PRADO
+ RITA DE CÁSSIA GONÇALVES

Proposta: A pandemia de SARS-CoV-2 já matou mais pessoas em um ano do que 30 anos da história HIV/aids. Entretanto no senso comum perpetuado pela sociedade é reforçado

estereótipos preconceituosos sobre indivíduos acometidos pelo HIV/aids, limitando a qualidade de vida e aumentando a rejeição social. O presente estudo busca analisar questões

do vírus da HIV/aids no âmbito dos estigmas sociais, como exclusão e prejuízo na vida emocional e fatores psicossociais. O método utilizado foi o qualitativo, apoiando-se na pesquisa bibliográfica em banco de dados científicos. É de grande complexidade a demanda dos profissionais em saúde mental, trabalhando com o profundo sofrimento psíquico que o paciente se encontra, ao apresentar reações emocionais relativas à morte, vergonha, as implicações sobre os novos hábitos familiares, sociais e profissionais. É necessário o levantamento de questões sobre preconceitos, medos e tabus que dificultam a adesão ao tratamento e a queda da qualidade de vida. Os profissionais de saúde devem estar atentos à uma intervenção junto ao paciente soropositivo. Para intervir e proporcionar saúde em sua amplitude, cabe aos psicólogos(as) proverem em “ir além da terapêutica medicamentosa”, pensando em oferecer qualidade de vida.

Palavras-chave: Psicossocial. Estigma. HIV/aids.

Links:

Pôster: https://drive.google.com/file/d/1TgOmro-SwS4iKcdXhB3ob7CbjLsZfOHl/view?usp=sharing

Vídeo: https://drive.google.com/file/d/1TzS4Hl2y6Iln8Q1nanVjtgAQjYLdRBBQ/view?usp=sharing

ou no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=sHo6FraBPuE

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ LOURICÉLIA FERREIRA DA SILVA

Proposta: A adolescência é uma fase marcada por instabilidade emocional e de disparo do crescimento, com mudanças físicas e psicossociais. O adolescente passa por um período de transição, iniciando uma nova interação com a vida adulta e enfrentando conflitos pessoais e familiares. Nesse período ocorrem momentos depressivos, ansiosos e conflitantes, que são considerados normais. Portanto os adolescentes tornam-se mais vulneráveis a sofrerem problemas na área de saúde mental, como a ansiedade exacerbada e depressão. O trabalho visou demonstrar através de pesquisas bibliográficas, os fatores associados ao problema de saúde mental na adolescência e a identificação dos sintomas de ansiedade e depressão, assim como incentivar aos pais e aos adolescentes buscarem ajuda profissional de saúde mental. O método de pesquisa utilizado foi o qualitativo, apoiando-se em técnicas de coleta de dados em bases científicas como: Google Acadêmico, Scielo, BVS, Books, Revista Científica e outros. Através da discussão das ideias dos autores, constatou-se que um dos fatores associados a ansiedade na adolescência é a transição, que ocorre devido ao adolescente passar por um período de transformação psicológica, biológica e social. Há uma necessidade no adolescente de se encontrar, de descobrir quem ele é, e essa busca pela nova identidade provoca nele tristeza, conflito, insegurança, dúvida e luto, isso faz parte do processo de construção de si mesmo. Verificou-se que os sintomas depressivos mais comuns na adolescência são: Irritabilidade, instabilidade emocional, humor deprimido, perda de energia, desmotivação, desinteresse, retardo psicomotor, sentimento de culpa, insônia e outros. Uma vez que esses sintomas ansiosos e depressivos desproporcionais sejam identificados, caso seja constante, comprometendo a funcionalidade do sujeito e interferindo no seu cotiando, deverá os pais e/ou adolescente procurar ajuda ao profissional da área de saúde mental. Para divulgação desse trabalho criou-se uma “apresentação por meio de vídeo” com duração de 10 min, contendo as características normais e patológicas do adolescente. O intuito desse vídeo é para que os jovens e/ou responsáveis possam identificar até que ponto são características normais dessa fase ou se talvez já se faça necessário a busca de um profissional da área.

Palavras-chave: Adolescência. Ansiedade. Depressão.

Link do vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=18406ckO-W0&t=10s

ODS 03 – Saúde e bem-estar e 05 – Igualdade de gênero

Nomes: 
+ ALICIA SANTOS SOUZA
+ BEATRIZ APARECIDA SANTOS FRANCISCO
+ BRIDA CAROLINE DE SOUZA PASQUALINO
+ LAURA DE OLIVEIRA SANTOS
+ PRISCILA DE SOUZA NASCIMENTO LAZARO

Proposta: O estigma do “amor materno” é presente na sociedade há séculos. A mulher é estruturada para gerar, criar e amar incondicionalmente seus filhos vivendo em prol da formação social e consequentemente da felicidade deles, e esse é apenas um dos papéis sociais que são destinados às mulheres. Assim, foi realizado um estudo teórico por meio de levantamento bibliográfico acerca da maternidade contemporânea e os papéis sociais que a mulher desempenha. De acordo com a autora Scanove (2001), o modelo tradicional da maternidade modificou-se após a industrialização, onde a mulher passa a ter outras responsabilidades de atuação na sociedade, para além da função de dona de casa. No decorrer do século XX, a mulher conquistou o direito de realizar uma educação profissionalizante, podendo atuar ativamente no mercado de trabalho. Com avanços tecnológicos voltados aos métodos contraceptivos, a mulher pode enfim ter a escolha de ser mãe. A relação das mulheres com o trabalho se dá pelos fatores relacionados à independência e necessidade de contribuir com a renda familiar, no entanto, apresentam uma relação da maternidade com o trabalho conflituosa, pois para atingir um crescimento e uma estabilidade confortável, é necessário aguardar mais anos adiando os planos da maternidade (DIAS; FIORIN; OLIVEIRA, 2014). Visando um cenário de 50 anos atrás, é notório a evolução e espaço que as mulheres vêm alcançando cada vez mais. Outrora, as mulheres tinham apenas a responsabilidade de cuidar do lar e dos filhos, hoje sabemos que as mulheres conquistaram o direito de escolha, tendo a possibilidade de conciliar uma tripla jornada entre trabalho, formação acadêmica e maternidade, buscando exercer o seu melhor em todos esses papéis. (MENEZES, 2012). Com tudo, a sociedade moderna possibilitou para as mulheres a inserção no mercado de trabalho, para o desenvolvimento de uma carreira profissional, em que a mulher vem desempenhando mais de um papel social, desta forma a maternidade passou a ser uma questão de escolha. Foi possível perceber através do levantamento que apesar do aumento das dificuldades encontradas a mulher vem ganhando cada vez mais visibilidade. No entanto se faz necessário mais pesquisas para verificar o estado emocional da mulher em suas relações cotidianas e sua distribuição de tarefas.

Palavras-chave: Papel social feminino. Maternidade. Mercado de trabalho. 

 

Link: https://www.canva.com/design/DAEu5wWhtkE/29vVXfEii2NM_TwK-eettw/view?utm_content=DAEu5wWhtkE&utm_campaign=designshare&utm_medium=link&utm_source=recording_view

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ LUCIENE CARAVIERI SOARES DE OLIVEIRA
+ NÍVEA APARECIDA DE ARAGÃO


Proposta: O presente trabalho teve como finalidade discorrer sobre a influência do contexto familiar na saúde mental das crianças e adolescentes. Trouxe como objetivo apresentar a importância da família e sua participação no cotidiano da criança/ adolescente que apresenta reflexos no contexto sociofamiliar. Como metodologia utilizou-se revisão bibliográfica, baseando-se principalmente em bases de dados CAPES, SciELO, Microsoft Academic, Google Acadêmico, PUB MED e Sicence Direct e em outros textos de autores nacionais e internacionais publicados na área. Através deste estudo foi possível concluir-se que a instituição denominada como família é a base de sustentação do indivíduo, e que os conflitos familiares desencadeiam ainda na infância, distúrbios e doenças que comprometem a vida saudável desse indivíduo, e a prevenção de conflitos e uma base familiar estruturada ainda é o melhor tratamento prévio para uma determinante se o indivíduo terá ou não distúrbios mentais. O resultado deste trabalho será divulgado a comunidade por meio de uma cartilha explicativa.

Palavras-chave: Saúde mental. Família. Criança. Adolescente.

Link da cartilha: https://www.canva.com/design/DAEvPpHESuk/or2eXn3kXGNL4-jh9z-ArA/view?utm_content=DAEvPpHESuk&utm_campaign=designshare&utm_medium=link&utm_source=publishsharelink

ODS 03 – Saúde e bem-estar 

Nomes: 
+ ADRIANE CASAGRANDE DE MELLO
+ LUARA APARECIDA GOLÇALVES
+ MARINA MAGALÃES DÂMASO
+ NAYRA VITÓRIA DUARTE

Proposta: Segundo Teixeira, Winograd (2011), a psicanálise realiza sua intervenção de modo a interpretar os sintomas do paciente, encontrando assim a causa da doença. Algo que para a medicina pode ser uma tarefa complexa, por ter que relacionar a doença física ao emocional, e saber interpretar e analisar sua origem. Assim, esse trabalho teve como objetivo verificar o quanto o médico conhece sobre a psicossomática, e para isso foi realizada uma pesquisa bibliográfica. Foi possível observar que o médico sempre tenta ver uma causa orgânica em todos os casos, enquanto a psicanálise observa a questão emocional. Diante de tantas pesquisas vimos a evolução do médico quanto a essas situações, onde muitos deles estão reconhecendo que várias das causas de algumas doenças estão relacionadas ao emocional, por isso é tão importante que os profissionais da medicina tenham conhecimento da questão psicossomática. Porém, ainda é necessário que sejam realizadas mais pesquisas na área para verificar o quanto a equipe médica está comprometida com os aspectos psicológicos das doenças.

Palavras-chave: Doenças psicossomáticas. Medicina. Psicanálise.

Link: https://youtu.be/OXAPZos_4W0

ODS 01 – Erradicação da pobreza e 03 – Saúde e bem-estar 

Nomes: 
+ ANDREA MIQUILIN GOMES
+ BRUNA MULIN LÁZARO
+ EDUARDA MIRELLY GOMES
+ ELISA SILVA DE ANDRADE
+ ESTHER FREIRE MARTINS
+ MICHELLY CAROLINI DE SOUZA
+ WASHINGTON ANDRADE DA SILVA

Proposta: O modelo contemporâneo de sociedade, possui um infortúnio denominado invisibilidade social, que embora tenha se tornado algo intrínseco, ainda tem suas consequências pouco debatidas. Esse fenômeno pode ser definido como a exclusão dos indivíduos em situação de vulnerabilidade social ou de empregos subvalorizados, o ato de os considerar inexistentes. Assim, o objetivo da pesquisa foi entender como se encontra a autoanálise de uma profissão que socialmente parece ser subvalorizada que é a de gari. Utilizou-se de pesquisa bibliográfica, para entender as ligações entre a questão supracitada e as implicações que a constante segregação e desvalorização de pessoas em razão de suas profissões ou classe social têm no âmbito psicológico e também foi utilizado uma entrevista com garis. A amostra constitui-se de três garis do sistema público nas idades de 42, 54 e 60 anos, tendo grau de escolarização respectivamente de 6º ano (Ensino Fundamental), 1º ano (Ensino Médio) e 1º ano (Ensino Médio), todos do sexo masculino. Os resultados mostraram que há uma profusão de adversidades existentes no caminho desses indivíduos, seja pelas próprias atividades que executam ou até mesmo pelo fenômeno da invisibilidade social que os circunda. Verificou-se também que existe uma estigmatização quanto ao uso do uniforme, no entanto, os profissionais relatam o orgulho da profissão, por mais que alguns não valorizem. Sendo assim, os sentimentos desses sujeitos frente a situação que vivem, são de tristeza, inferioridade, baixa autoestima e até mesmo revolta, afinal eles não se sentem valorizados pela sociedade. Devido a estes fatos, é inerente a necessidade de reflexão e mais pesquisas sobre como a invisibilidade social pode influir negativamente na vida das pessoas.

Palavras-chave: Invisibilidade social. Sociedade. Gari.

Link: https://drive.google.com/drive/folders/1tp47bFmobgGWrlTcyeVTMXHyCldR5RnB?usp=sharing

ODS 03 – Saúde e bem-estar 

Nomes: 
+ MIRELLA APARECIDA S. SILVA
+ BRENDA DA SILVA SANTOS
+ VITÓRIA HARO DE LIMA
+ LEONARDO OKUMURA LOPES
+ GUSTAVO MUNIZ BRANDÃO
+ SAMARA PEREIRA SANTINI
+ LARA MALENTAQUI VIEIRA

Proposta: O estado pandêmico causado pela COVID-19 se alastrou por todo o mundo resultando em diversos danos a toda classe trabalhadora, levando isto em conta o presente trabalho buscou reunir dados acerca da saúde mental dos trabalhadores em meio a pandemia através da utilização de artigos científicos para fundamentar a base teórica e a aplicação de um questionário destinado aos trabalhadores do Estado de São Paulo. É abordado principalmente sobre os sintomas psicológicos que trabalhadores de diferentes setores sentiram e ainda sentem durante este período pandêmico, a amostra constitui-se de 81 participantes com a idade variando de 18 a 60 anos, 36% sexo masculino e 64% sexo feminino, utilizou-se de um questionário divulgado na internet no período de 20 a 30 de setembro de 2021. Os resultados demonstraram que 72% apresentam ansiedade o que corrobora com os estudos de Danzman et al., (2020) fazendo assim pensar na importância das intervenções psicológicas prestadas por profissionais em meio a este período de quarentena.

Palavras-chave: Covid-19. Pandemia. Trabalho. Saúde Mental. Trabalhador.

Link:  https://drive.google.com/file/d/1IW_nbnSAbMG0RZCQVPeI7ZHutE_-_V-o/view?usp=drivesdk

ODS 03 – Saúde e bem-estar 

Nomes: 
+ ANDREIA VIEIRA SANTOS
+ NATHALY SUELEN PEREIRA DA SILVA

Proposta: Tendo em vista que cada vez está mais comum pessoas diagnosticadas com Alzheimer e que esta ocorre principalmente em pessoas mais velhas e houve um aumento de vida da humanidade, pode-se inferir que este número só tende a crescer. O Alzheimer além de impactar a pessoa que sofre com a doença, afeta diretamente os seus familiares e amigos, podendo trazer a eles sofrimentos emocionais consideráveis. Principalmente aqueles que tem o papel de cuidar desses, desta forma, muito se é questionado sobre a saúde física e mental dos cuidadores de idosos, assim esse trabalho teve como objetivo, verificar em base de dados científicos, o que já pesquisou até o momento sobre este assunto, levantou-se a hipótese que os cuidadores são afetados tanto física quanto emocionalmente ao realizar este trabalho. Os resultados encontrados foram que, os cuidadores de pessoas com Alzheimer são, na maioria das vezes, os próprios parentes e as pesquisas apontam grandes impactos a esses que sofrem emocionalmente e fisicamente, visto que a dedicação é maior e mais estressante, no entanto, em dois dos estudos apresentados traz resultados diferentes, assim percebe-se a necessidade de mais pesquisas, pois há contradições entre os pesquisadores, assim se faz necessário averiguar a questão da resiliência das mulheres.

Palavras-chave: Cuidadores. Qualidade de vida. Doença de Alzheimer. Família.

Link do pôster: https://drive.google.com/drive/folders/1h0ah4IoJ7CRLSJolpK4V2Ev4r4XRAH8m?usp=sharing

ODS 03 – Saúde e bem-estar 

Nomes: 
+ BRUNA SANTOS DA CUNHA
+ GABRIELA DECCO LEME
+ HENRIQUE DIAS NEVES
+ ISABELA MIDORI NAKAOKA DA FONSECA
+ VITÓRIA SANCHES FRIZATTI

Proposta: Com o avanço da tecnologia da contemporaneidade, é possível destacar desafios diários sofridos pelas pessoas, esses fatores podem propiciar ansiedade, que podem vir a se transformar em um transtorno que afeta o bem-estar físico, mental e social. Considerado o mal do século, a ansiedade não possui uma faixa etária correta, manifestando-se independentemente da posição social ou cultural, afligindo a sociedade. É importante investigar vertentes que auxiliam profissionais da saúde no tratamento da ansiedade e estudos científicos sobre a meditação buscam novas técnicas para os profissionais e praticantes. Optamos pelo método descritivo, portanto foi realizada uma busca bibliográfica acerca de pessoas que se utilizam das técnicas de meditação para amenizar os sintomas de ansiedade e o quanto os auxilia, analisando sua efetividade. A junção dos dados demonstra como cada pesquisa apresentou eficácia ao utilizar a técnica de meditação para auxiliar no tratamento da ansiedade de cada indivíduo. A utilização de artigos científicos, teses e livros para a coleta de dados científicos também foi utilizada para auxiliar na conclusão de que a meditação é definitivamente um meio alternativo para o auxílio na diminuição da ansiedade e do estresse, além de benefícios para diversos eixos da vida das pessoas, sendo um método de eficácia rápida e a curto prazo, lembrando sempre que não é um método alternativo, mas sim aumentativo, melhorando a qualidade física e emocional do indivíduo. A meditação é usada em diversos meios, por diversos profissionais, abrangendo uma grande variedade de áreas. Assim, por ter sua eficácia comprovada em diversos usos, principalmente os de ansiedade e estresse, e também ser de fácil acesso, sendo uma das opções mais importantes para o tratamento de transtornos de ansiedade e também em diversas doenças psicossomáticas.

 Palavras-chave: Meditação. Ansiedade. Estresse


Link no youtube: https://youtu.be/QmO7Gr0Naac
yCldR5RnB?usp=sharing

COORDENADORA: PROFA. MA. SUELI APARECIDA LODDI

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - 4º SEM B

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 4º SEM B

ODS: 03 – Saúde e bem-estar e 09 – Inovação infraestrutura

Nomes: 
+ ANTHONY BERGAMO DE JESUS
+ GABRIEL V. GUIMARÃES
+ GIOVANI PASINI MINICHIELLO
+ LEONARDO CANDIDO FASSINIA
+ NATHAN MARTINS CORDEIRO

Proposta:
Na saúde pública são encontrados muitos problemas em relação ao sistema utilizado nos hospitais brasileiros, como erros de diagnósticos, falta de histórico clínico dos pacientes, déficit de históricos clínicos e demora no atendimento aos pacientes. Isso se dá ao fato de não haver um sistema que possua uma base de dados sobre as pessoas que chegam às unidades de saúde relatando suas queixas. Assim, pensando na cidade de São Bernardo do Campo/SP, foi-se criada a ideia do PDG (Prontuário Digital Geral), sendo esse um projeto voltado para a área da saúde e bem-estar da população, cujo objetivo principal é através de um software unificado entre as unidades de saúde, ajudar os profissionais e os pacientes, mediado pelo rápido atendimento da plataforma, a qual sua base de dados deve ser abastecida pelo fornecimento de histórico clínico completo e informações necessárias de cada enfermo, gerando uma melhor eficácia nas consultas.  Durante o ano foi empreendido uma pesquisa sobre o tema, levantamento de requisitos funcionais e não funcionais da área de Prontuário Médico.  Como resultado, foi modelado um Banco de Dados e elaborado um protótipo de aplicativo funcional para testes.

Palavras-chave: Saúde Pública. Prontuário Digital Geral.

ODS 03 – Saúde e bem-estar e 16 –  Paz, justiça e instituições eficazes 

Nomes: 
+ JOÃO VICTOR CHAGAS
+ JOÃO VICTOR G. CARVALHO
+ LUCAS LIMA BRITO
+ NICOLAS MARIANO DA CRUZ

Proposta:
Nos últimos anos, sobretudo durante a Pandemia do novo Coronavírus, houve um aumento considerável nos reportes de violência doméstica. Muitas vítimas não têm como denunciar seus agressores ou mesmo escapar deles. O objetivo do projeto Marosos é diminuir os níveis de casos de violência doméstica, com foco na agressão à mulher.  Para resolver o problema, foi desenvolvido o protótipo de uma rede social fake para que as vítimas possam realizar as denúncias de forma anônima.  Para a elaboração do projeto foram coletados dados através de veículos de comunicação para averiguar e entender melhor o que se passa nessas situações.  Com esse embasamento foi construído um site informativo com instruções além das funções do app, e também um o protótipo do Marosos. O Projeto foi debatido com psicólogos em clínicas na região de Mauá, com ótima recepção. O Marosos ainda é um projeto em desenvolvimento.

Palavras-chave: Violência doméstica. Agressão à mulher.

Vídeo: https://drive.google.com/file/d/1T84baPjZarNKFSs-JJD7otgixXrivt8C/view?usp=sharing

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ GABRIELLE DECCO ALVES
+ ISABELA RUBIO GALHARDI
+ LETÍCIA LUANA DE ALBUQUERQUE
+ RENAN PEREIRA DE ALMEIDA
+ VICTOR HUGO ALVES PERRICCI

Proposta:
Este projeto de extensão tem o objetivo de apresentar uma solução tecnológica com atuação nos registros de vacinas. Essa demanda partiu das dificuldades vivenciadas por grande parte da população com o atual formato de controle, na grande maioria feitas em papel. O propósito é apresentar uma aplicação que transforme o formato atual da carteirinha de vacinação (cartão em papel) em digital (site), oferecendo um controle de Pessoal de Vacinas Digital, no qual todos os registros a partir desta implementação se fazem online operados em smartphones, tablets ou computadores. Espera-se que esta nova solução venha trazer mais praticidade para os cidadãos no controle das vacinas já tomadas e as que ainda estão pendentes através de lembretes promovidos pela aplicação. A apresentação e divulgação do site será realizada através das redes sociais. Durante o ano de 2021 foram feitos os levantamentos de requisitos funcionais e não funcionais para execução do projeto, sendo elaborado um site funcional.

Palavras-chave:  Vacinas. Controle Pessoal de Vacinas.

Link do site: https://vacc-controle-vacinas.vercel.app/

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ BRUNO HENRIQUE PEPIAS
+ GABRIEL PORPHIRO FERNANDES
+ PEDRO HENRIQUE FIRMINO DA SILVA
+ VITOR SANTOS BIAZOTTI

Proposta:
Desde o começo da Pandemia do Novo Coronavírus a informação confiável sobre o assunto passou a ser uma forma de combate a doença. Tomadores de decisão precisam de informações confiáveis para decisões assertivas.  Existem diversas plataformas de monitoramento covid com informações não muito confiáveis e diversas vezes estão desatualizadas: para solucionar esse problema o projeto propõe uma solução de monitoramento por dashboards 100% atualizada e confiável, totalmente acessível via WEB. Por ser um sistema WEB, o mesmo não irá incomodar os usuários, o site faz muito sentido no ponto de vista tecnológico, é bastante comum ouvir as pessoas reclamarem do espaço de armazenamento de seus aparelhos sendo assim, pensamos em criar essa plataforma 100% online, sem a necessidade de fazer a instalação de nenhum app. para maior satisfação de seus usuários.  o projeto será desenvolvido no Power BI ou Grafana, Todo o sistema será desenvolvido 100% por brasileiros, dando total suporte e confiabilidade dos dados para a população. Não foram coletados dados pessoais da população e não armazenamos nenhum tipo de cookies, além de não coletar nenhum dado de geolocalização.

Palavras-chave:  Monitoramento covid. Power BI.  Informações confiáveis.

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ ALLISON MATHEUS PEREIRA SILVA
+ GEOVANNA MACIEL MORELLI
+ LEON LOPES SILVA
+ WELLINGTON BORGES

Proposta:

Atualmente na rede de saúde pública de Santo André, para se efetuar um agendamento de consultas e exames, é necessário dirigir-se a te uma unidade que atenda conforme seu comprovante de residência. Normalmente o agendamento é realizado para muitas semanas após a consulta inicial, que é um dos problemas mais relatados nos postos, pois devido ao tempo de espera de atendimento ser muito longo, quem estiver com algum problema de saúde sério, pode vir a agravá-lo. Esse cenário piorou com a pandemia da COVID, com isso o projeto visa criar uma plataforma digital, para auxiliar nos agendamentos da rede de saúde SUS de Santo André.  O objetivo do projeto é propor uma solução mobile para o agendamento de Consultas Médicas e Exames.  Espera-se que o projeto proporcione agilidade no agendamento, evitando deslocamentos e aglomerações nas unidades de saúde. Entre as funcionalidades, o usuário poderá realizar um pré-cadastro na fila de triagem, assim reduzindo o tempo de espera na unidade; também poderá acompanhar e reagendar suas consultas diretamente pelo aplicativo. A plataforma será divulgada nas redes sociais como: Youtube, Facebook e Instagram. Para a realização do projeto, o grupo, inicialmente, realizou uma pesquisa para compreender as necessidades e dificuldades dos pacientes que utilizam o Sistema Único de Saúde (SUS). Feito isto, foi elaborado um layout mostrando um pouco de sua estrutura e visibilidade da sua funcionalidade, que compensaria a problemática de superlotação das filas de espera para consultas e cirurgias.  Como resultado foi desenvolvido o layout do aplicativo de otimização (saude+) para a apresentação das funcionalidades dele, que servem para otimizar o agendamento de consultas pelo SUS.

Palavras-chave:  Palavras-chave: Aplicativo. SUS. Agendamento.

ODS 03 – Saúde e bem-estar e 09 – Inovação infraestrutura

Nomes: 
+ MATHEUS RODRIGUES LIMA DA SILVA
+ MARCOS VINICIUS LEÃO SANTOS
+ FELIPE MORAES DA SILVA
+ CAIO VINICIUS HIRSCH SILVEIRA

Proposta:

A internação de um paciente em hospitais pode ser classificada, de certa forma, como um processo movimentado, tendo em vista que durante todo seu tratamento ele é transportado por inúmeros setores, alas de internação e, em alguns casos, até mesmo para outras unidades da rede hospitalar a fim de realizar exames ou outros tratamentos. Com a atual situação causada pela pandemia da Covid-19, muitos hospitais se viram obrigados a alterar seus layouts, visando aumentar o número de leitos para atender a uma demanda crescente, o que muitas vezes torna necessária a transferência dos pacientes para novos leitos. Com o aumento no número de pacientes, também aumentam o número de exames a serem realizados, fazendo com que os setores de exames precisem administrar suas agendas para atender a todos os pacientes em horário hábil, tornando imprescindível a comunicação efetiva entre os setores para evitar atrasos e demora nos atendimentos. Diante dessa situação, de que forma os setores do hospital poderiam identificar o paradeiro atual do paciente, a fim de planejar suas agendas de atendimento, sem a necessidade de interromper as funções de outros funcionários com telefonemas? Esse projeto visa identificar uma solução tecnológica que possa auxiliar digitalmente na localização dos pacientes.  Foram realizadas pesquisas sobre protocolos de comunicação sem fio, sendo encontradas as tecnologias Bluetooth e RFID. Com as informações obtidas foi desenvolvida uma apresentação narrada postada na plataforma YouTube exibindo o problema abordado, os objetivos propostos, as tecnologias encontradas e suas principais características e qual das tecnologias melhor atende as necessidades encontradas. Também foi desenvolvido um aplicativo simulando o acesso de um funcionário ao sistema proposto.

Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=yScIH-g2l5Q

Palavras-chave: Internação. Hospital. Localização de pacientes.

COORDENADOR: PROF. DR. ADALBERTO BOTARELLI

PSICOLOGIA - 6º SEM A

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ ANA PAULA ANTONUCCI JACOPUCCI
+ ANTONIA PEREIRA IRMA
+ PRISCILA GHIRARDELLO DOS SANTOS
+ RENATA BARBOSA DE OLIVEIRA

Proposta:
A adolescência é uma fase de muitas transformações e vulnerabilidades. Como este período é marcado pelas alterações biológicas e comportamentais, tais mudanças tendem a determinar também a qualidade de interação e a maneira com que a sociedade olha para os jovens, trata-se, portanto, de um fenômeno social que acaba por determinar formas de agir e cria predisposições perante a inclusão social deles. Estas situações críticas nos chamam a atenção devido ao potencial de promover ou colocar em risco a saúde mental dos envolvidos, sendo assim, pensamos na possibilidade intervenção psicossocial como fator de proteção e decidimos levar em consideração o esporte como fator de mediação. Como argumento favorável vale destacar que a atividade esportiva tem potencial estratégico por estar presente como projeto formativo na vida dos adolescentes desde a disciplina escolar obrigatória, no lazer, em projetos sociais ou como possibilidade de inserção profissional. Sendo assim, nossa proposta evoluiu na busca por meios de promover a saúde mental no período da adolescência tendo como meio de mediação o esporte e como recurso de interação as redes sociais. Com estas diretrizes buscamos dialogar diretamente com este público e criamos um canal na plataforma TiK Tok, com o nome de “@paralemdogol” e tendo como metodologia de abordagem a aproximação com a linguagem dos jovens, para isto os convidamos para fornecerem conteúdo de seu interesse para serem veiculados, desde que fossem atividades relacionadas ao tema do esporte e relatos de como se envolveram em práticas esportivas. Tais contribuições têm como finalidade incentivar o protagonismo e promover engajamento. Até o momento (início de dez./2021) temos inseridos 9 vídeos, 100 seguidores e 88 curtidas; O vídeo com maior número de visualizações possui 479 “views”; A soma de visualizações de todos os vídeos chegou a 1327 “views”, sendo 93% no Brasil e 7% no exterior (Portugal, México, Guatemala, Costa Rica e El Salvador). O maior desafio até o momento tem sido manter o engajamento do público adolescente, tanto para continuar a receber outros vídeos, como para ampliar as visualizações. Percebemos que este projeto tem potencial de continuidade e capacidade de expansão desde que seja possível incorporar ações socioeducativas presenciais voltadas para os adolescentes e suas comunidades.

Link:
https://vm.tiktok.com/ZMewy4DKa/

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ LUCILENE APARECIDA GOMES F LIMA
+ MIRIAM ALONSO MASTROPIRRO
+ TELMA MARIA GOMES OLZANY SILVA

Proposta:
Buscando a compreensão da importância do lúdico para a pessoa na idade adulta, este projeto dimensionou suas intervenções em duas etapas. Primeiramente por meio de um estudo exploratório em que foi possível verificar referencias psicossociais sobre o brincar em todas as fases da vida e reconhecer os benefícios deste tipo de atividade na promoção da saúde mental dos adultos. Notou-se que o brincar na infância promove o desenvolvimento de adultos, e sendo esta prática universal, pode agregar elementos terapêuticos consideráveis, em especial, ao permitir estratégias de manejo contra o estresse e ansiedade, ou facilitar a prevenção de conflitos por meio de relações sociais amistosas. Na segunda etapa do processo de intervenção criamos um vídeo de animação que convida os adultos a brincarem tendo como foco os benefícios que o lúdico pode promover na qualidade da saúde mental na fase adulta. O material foi compartilhado em redes sociais diversas (WhatsApp, Facebook e Instagram). Como meio de avaliação do impacto, solicitamos que após a apreciação do vídeo que as pessoas respondessem a um questionário por meio da internet (Google Forms). Obtivemos 189 respostas: 79,5 % do gênero feminino; 97,1 % brincavam na infância; 81,1% dos participantes já haviam refletido anteriormente sobre a importância do brincar para a saúde mental; 56,2 % brincam frequentemente; 65% das pessoas reconhecem como benefícios do brincar: esquecer dos problemas, melhora do humor e alegria. Para 97,8% das pessoas brincar é para todas as idades e não só para crianças; 65% identificam como dificuldades para o adulto brincar a falta de tempo e as obrigações da fase adulta. Quando criança os adultos dessa pesquisa brincavam principalmente de casinha/boneca; jogar bola, queimada, esconde-esconde e faz de conta. Na vida adulta 43 pessoas disseram brincar com a família e amigos e as brincadeiras mais citadas foram jogos de tabuleiro, cartas e jogos com bola. Para os participantes brincar significa: diversão (65 pessoas) e alegria (46 pessoas), também foram citados criatividade, saúde mental, leveza e vida, entre outros. Concluímos que o tema não totalmente estranho ao público e que as pessoas compreendem o papel do brincar como estratégia para promoção da saúde mental, mesmo que identifiquem os benefícios desta a atividade, ainda assim é necessário criar canais de estímulo e de facilitação da prática.

Link:
https://drive.google.com/drive/u/0/folders/1heuG1r6RZo86TB8-09m7l3n7oJoTydM_

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ LARISSA LIMA DE SOUZA

Proposta:
Com a chegada da pandemia e do distanciamento social começamos a utilizar mais a internet e as redes sociais para aproximação com as pessoas que estão a distância. No entanto o que poderia ser um fator de apoio pode por outro lado vir a se tornar uma situação de agravamento da saúde mental dos envolvidos, sobretudo se considerarmos as possibilidades de fugas emocionais, ou falta de moderação no envolvimento com os recursos das tecnologias digitais. Neste contexto buscamos destacar os quadros de dependência que a situação pode desencadear. Ao focarmos a temática a partir do vício em redes sociais e na necessidade das pessoas exporem suas vidas na “internet”, buscamos formular um projeto que ao lançar um pouco mais de luz sobre a problemática, nos permitisse evidenciar as causas e consequências que podem levar as pessoas a se tornarem refém deste tipo de comportamento. Como possibilidade de prevenção construirmos uma cartilha eletrônica com dados de sensibilização e orientações para o enfrentamento da questão, com foco para os malefícios que o uso prolongado das redes sociais pode ocasionar. Após levantamento bibliográfico e estudos referenciais no contato com usuários via questionário no Google Forms notamos que o material divulgado permitiu a sensibilização e o reconhecimento dos conflitos inerentes à questão.

Link:
https://drive.google.com/drive/u/0/folders/1YM-4bsrqk8rpPdXHlC0hUoBNytDFPZNB

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ KARINA LAVORATO AMORIM DE LIMA
+ NEUTA DOURADO BEZERRA

Proposta:
O sono é um fenômeno cíclico, biológico e essencial para a vida do ser humano, por isto possui funções primordiais para o bem-estar físico e mental. A partir destes referenciais nosso projeto abordou a qualidade do sono na contemporaneidade, em especial, no contexto da pandemia do COVID-19 e em contraste com condições clínicas anteriores ao referido fenômeno da pandemia como meio de contribuir para a compreensão de seus impactos. O objetivo foi contribuir para a análise de até que ponto a pandemia da COVID-19 agravou a qualidade do sono das pessoas. Nosso foco de atenção foram os moradores da região do ABC Paulista – SP na faixa etária de 18 a 90 anos. O método utilizado foi ouvir as pessoas por meio de um formulário criado na plataforma “Google Forms” e enviado para os participantes via aplicativo de mensagens. Contamos com referências interdisciplinares para fornecer ao público leigo, dicas recomendadas acerca da higiene do sono como meio de contribuir para melhorar a qualidade da saúde física e mental da população respondente da pesquisa. Para concluir esta etapa criamos uma cartilha informativa e em seguida realizamos uma entrevista no formato de grupo focal para entendermos a receptividade do produto junto aos participantes. A cartilha permitiu propagar o conhecimento acerca de questões relacionadas à qualidade do sono. As atividades do grupo focal, também permitiram avaliar o alcance deste tipo de atividade educativa como meio de ampliar a compreensão de que a higiene do sono é uma opção eficiente não-farmacológica e que permite o combate ao uso excessivo e indiscriminado de medicalização.

Link:
https://www.canva.com/design/DAEdv9wIa3Y/xx6Ba-YZg-rAfn8T6mEIRw/view?utm_content=DAEdv9wIa3Y&utm_campaign=designshare&utm_medium=link&utm_source=viewer

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ ABNER LUIZ SARTÓRIO BERTALA
+ FRANCISCA CARNEIRO BANDEIRA
+ MICHELLY FLORIANO

Proposta:
Ninguém estava preparado para as mudanças impostas pela pandemia, mesmo assim os profissionais da educação foram um dos grupos mais afetados. Isto porque as consequências do enfretamento da Covid-19 impuseram ao sistema educacional muitos ajustes e alterações repentinas de rotina, fato que impôs aos educadores adaptações e resposta profissional estressante às suas atividades, gerando sofrimento mental e físico com agravo para situações de ansiedade diante de novas situações, tais como, adaptações didáticas de materiais à EAD sem o devido preparo sendo necessário desenvolverem tarefas o dia todo e até tarde da noite e tendo a própria residência se tornado a sala de aula e decorrente dificuldade de se desligarem do trabalho. Geralmente os quadros de ansiedade incluem transtornos que compartilham características de medo e ansiedade excessivos e perturbações comportamentais relacionados, enquanto o medo é uma resposta emocional à ameaça real ou percebida de um acontecimento iminente, sendo vale destacar que a ansiedade é uma antecipação de ameaça futura, que pode ou não ser real. Diante destas demandas este projeto procurou contribuir para a superação do mal-estar docente e seus sintomas de ansiedade frente às mudanças da prática pedagógica durante a pandemia. Sendo assim, tivemos como objetivo sistematizar conhecimentos sobre impactos na saúde mental para compreender a ansiedade dos professores frente à pandemia como meio de promover ações de apoio. Com os dados levantados foi produzida uma cartilha eletrônica com orientações sobre o tema. Sua divulgação por redes sociais mostrou-se positiva, uma vez que se passa a vislumbrar a possibilidade da criação de uma rede de cooperação como meio de cuidado aos agravos e modo de atenção a esse tipo de sofrimento. Tão necessário como reconhecer o problema, é importante criar instrumentos de luta e enfrentamento. Neste caso a cartilha se apresenta como meio dos profissionais planejarem suas atividades e buscarem apoio como forma de encarar as próprias emoções e ficarem atentos para evitar o agravamento dos riscos de sofrimento mental.

Link:
https://drive.google.com/drive/u/0/folders/1ahUZOCv9eQA-u5fssE7ChMK1KqOKMa8Z

COORDENADOR: Prof. Dr. Antônio Fernando Gomes Alves

PSICOLOGIA 4º SEM A

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ EDNA MARIA DE SOUSA
+ FABIANA DOS REIS LEMOS
+ LUCÍLIA MARIA DOS SANTOS
+ MARIA DAS GRAÇAS VENÂNCIO MATIAS
+ PRISCILA GARCIA

Proposta:
Esta proposta de intervenção, pretende proporcionar aos adolescentes o contato com algumas das modalidades de arte, que funcionará aqui como elemento de reflexão, autodescoberta e como um fator de transformação individual e coletiva. Com base em levantamentos bibliográficos pretendemos investigar o que é ansiedade e como está presente hoje na sociedade, e nos jovens em especial e por meio de estudo de campo e entrevistas semiestruturada e/ou participativa, investigar os critérios diagnósticos de acordo com o DSM-5 e o CID-11, e como a arte pode ser utilizada como instrumento para lidar com tais transtornos.

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ ANA PAULA RONCHI
+ CARINA PEREIRA BARBOSA
+ LIEGE EVELYN OLIVEIRA FORATO
+ NOEMI ANDRADE DOS SANTOS MORENO

Proposta:
Este projeto busca compreender os fatores que levam os tutores a agirem com violência afetando a criança no núcleo familiar, mais precisamente no sentido psicológico, trazendo o questionamento dos problemas que essa realidade traz para o desenvolvimento da criança, e as consequências que ela acarreta em sua vida adulta. Para isso, será feito um levantamento teórico sobre a temática, e posteriormente uma pesquisa sobre a familiaridade da população entrevistada com tema: violência psicológica infantil. Através da coleta dos dados poderemos compreender o nível de conhecimento sobre o assunto, bem como, mensurar e avaliar desfalques de conscientização, realizando assim nosso trabalho de pesquisa, divulgar informações e complementar possíveis lacunas sobre o tema.

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ CLEUSA LOUZADA RAMOS
+ KARINA DE LUCAS RUSSO
+ KÁTIA APARECIDA DE ASSIS

Proposta:
A problemática da pandemia alterou a rotina e as ações na cidade. O trabalho buscou trazer ferramentas de ações a serem implementadas no dia a dia para que a população adulta de Ribeirão Pires possa se beneficiar, com o objetivo de promover a saúde mental na recuperação da saúde física e mental.

ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ FABIANA MARTINS DE MORAES GOMES
+ RENATA DE SOUZA

Proposta:
Este projeto visa instruir adolescentes do ensino médio em seu autoconhecimento contribuindo para sua escolha profissional. Para entender as demandas deste projeto coletaremos dados através de pesquisa, relacionando com as teorias existentes sobre o assunto. Após coleta de dados buscaremos a melhor forma de aplicação da orientação profissional e projeto de vida. O projeto contará com a distribuição de um material explicativo com informações sobre profissões, vestibulares, links de acesso de emprego, dicas de entrevistas.

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ LANA RIBAS TESOLIN
+ LUCIANE PRISCILA DA SILVA MELO

Proposta:
Este projeto tem como objetivo e finalidade orientar e conscientizar a população adulta de Santo André sobre o benefício dos cuidados físicos, alimentares e psicológicos, principalmente durante a fase de isolamento na pandemia do Covid19 e abordar o quanto essas áreas foram afetadas nesse período, são elas: a adaptação ao formato de trabalho home office, a convivência dos relacionamentos familiares, o hábito de beber água em quantidade adequada, alimentação equilibrada, sol e vitamina D, exercícios físicos, uma boa noite de sono e a leitura e/ou meditação como uma forma de relaxamento e redução de estresse, visando a qualidade de vida do indivíduo. Durante as entrevistas recebemos muitas queixas, dentre elas a preocupação excessiva, angústia e medo devido ao momento atual, impactando diretamente na falta de sono e ansiedade e estresse. Dos adultos entrevistados, 41% utilizaram a prática de exercícios físicos e relataram uma melhora considerável na redução do estresse, ansiedade, depressão e pânico. Entre as queixas também estão a frieza do isolamento social (sem poder visitar parentes e amigos), embora alguns desses entrevistados mencionaram uma preferência a esse novo formato, principalmente profissional.

ODS 02 – Fome zero e agricultura

Nomes: 
+ GIOVANA PELINSON
+ LETÍCIA ZOCATELLE AVELAR
+ MARIANA INÊS DE SOUSA

Proposta:
Em nosso projeto, buscamos informações sobre como a pandemia tem se apadrinhado para a amplificação da insegurança alimentar no país. Por meio de nossa pesquisa percebemos como a disseminação do novo vírus da covid-19 afetou ainda mais na desigualdade social, por exemplo a taxa de desemprego que vem crescendo exponencialmente nestes anos chegando há 14,4 milhões de desempregados no último semestre (dados do IBGE). Além da taxa de desemprego crescente que tivemos ultimamente, há outro fator de extrema importância, a inflação, está se tornou a terceira maior da América Latina e as instituições financeiras apontam que esse aumento excessivo em comparação com outros anos chega a ser maiores que 8% (dados da Agência Brasil). Com todos esses fatores a desigualdade alimentícia que já existia agora se torna ainda mais discrepante. Do mesmo modo que esses dados são a base do nosso trabalho, similarmente queremos ter uma visão mais humanitária sobre o assunto, diante disso queremos respostas para perguntas do tipo: quais são os sentimentos das pessoas que necessitam de doações?; como essa vulnerabilidade os afetam psicologicamente?; como eles reagem pela falta do básico?; entre outras diversas perguntas. Logo queremos conhecer esta luta, que é importante não apenas para nossa formação como psicólogo, mas também como pessoa, visto que é um tema que exercita a empatia com o próximo.

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ CARMEN APARECIDA DE OLIVEIRA ALVES
+ REGINA LUCIA DE AMORIM
+ ROBERTA BEMBER GRISANTE

Proposta:
Nosso trabalho buscará compreender aspectos sociais, culturais e econômicos que envolvem o estudo das representações sociais de negligência no âmbito familiar, no universo da violência infantil, entre pais/cuidadores e a criança, junto à comunidade atendida pelo Instituto Dara, localizado no bairro Jd. Cristiane em Santo André. Com estes parâmetros serão traçadas intervenções, contemplando ações fundamentais para orientar e direcionar esse grupo na construção de novas relações intrafamiliares para promover os cuidados necessários a criança.

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ LUCIENE FERREIRA DE LIMA
+ JÉSSICA SILVIA BARBOSA MAGALHÃES
+ ELENICE CUNHA MAFRA
+ MARIA ADRIANA DOS SANTOS

Proposta:
O projeto busca despertar o interesse pela música no estímulo as crianças. Para isso, far-se-á uma pesquisa que será destinada aos pais dos alunos da escola. A intenção é verificar quanto a participação dos pais e real interesse nessa temática e qual instrumento acredita que o filho (a) teria vontade de aprender. O conteúdo principal é a “Saúde e Bem-estar” por meio da musicalização para estimular outras funções do cérebro, aprimorando os conhecimentos e ampliando o campo de estudo.

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ BRUNA AMORIM ROSSI
+ BRUNA MOURA VAZ
+ EDER FERREIRA
+ EMILLYN VITORIA DA SILVA FIGUEIREDO
+ RAFAEL SAMPAIO DE LIMA

Proposta:
Este projeto visa a conscientização e a divulgação das informações junto ao público jovem das consequências do uso crescente no consumo e abuso de álcool e cigarro e os riscos e consequências ocasionadas por tal situação, rompendo com o preconceito a respeito do tema.

ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ GEOVANNA CUNHA DO BONFIM
+ ISABELA BASTOS CONCEIÇÃO
+ NAYRA GABRIELLY DA SILVA

Proposta:
Este projeto visa através da estimulação cognitiva a melhoria na qualidade de vida da população idosa e uma maior autonomia para realização de atividades básicas do dia a dia, pois é pretendido auxiliar o idoso, através de exercícios cognitivos, a estimular os processos cognitivos deteriorados através do tempo, fazendo com que o idoso se readapte as novas circunstâncias de uma maneira divertida.

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ BRUNA PICOLLI
+ NATHALIA MACHADO DE MEDEIROS
+ SABRINA COSTA DE ANDRADE
+ SARAH SILVINO SALLES

Proposta:
Este projeto tem o principal objetivo de compreender as maiores dificuldades escolares e psicológicas do adolescente andreense no isolamento social devido a pandemia da covid-19. Além das diversas pesquisas inclusas no trabalho, foi elaborado um questionário estruturado para que possamos ter um primeiro contato com esses adolescentes. O questionário é restrito apenas a adolescente de 12 a 18 anos que residem na cidade de Santo André, SP. As questões visam entender a visão do jovem através das mudanças mais drásticas que tiveram que aderir na pandemia, e abrir espaço para sugestões, para assim, começarmos a elaborar formas eficazes de adequação a essas mudanças.

ODS 10- Redução das desigualdades

Nomes: 
+ MARIA LUIZA DOS SANTOS BENARRÓS
+ SARA LUCIANA MENARBINO

Proposta:
Este projeto visa a criar um canal de comunicação entre as mulheres que passam pelas mesmas experiências durante a gestação e depois que tem seus filhos. Levando em consideração os sentimentos similares sentidos por todas elas, buscamos fazê-las entender o porquê de ocorrer tais situações e como podem lidar melhor com cada uma delas, para que estas tais situações não a prejudiquem tanto na vida como mulher, como na vida como mãe. Teremos também a rede social Instagram como ferramenta para poder alcançar mais mulheres e assim poderemos obter mais experiências e compartilhar com as seguidoras, as situações em que as mães que conversamos, passaram.

ODS 04 – Educação e Qualidade

Nomes: 
+ ANA BEATRIZ BOMBONATTI MANZOLI SILVA
+ GABRIEL MARIANO DA SILVA
+ KARINA ANDRESSA JACOB DE SOUZA

Proposta:
O bullying, termo de origem inglesa que ainda não possui uma tradução oficial para o português, trata-se da prática de ações que intimidam e agridem pessoas tanto verbal quanto fisicamente de forma recorrente, onde o agressor, ou Bully, tem prazer em humilhar a vítima e ela, geralmente, não revida as agressões. (BARROS, 2008). E agora, mais do que nunca, não há mais qualquer tipo de dúvida de que o bullying não pode mais ser tratado como um caso e fenômeno particular da área educacional. Ele, inclusive, já é considerado um problema de saúde pública e, justamente por conta disso, deve ser colocado na pauta de todos os profissionais que atuam na área médica, psicológica e assistencial. O bully de hoje pode muito bem vir a ser o chefe de empresa que abusa psicologicamente de seus funcionários, ou o pai/mãe que diminui o filho ou o filho do outro amanhã. E é por isso que um tratamento intensivo precisa ser levado a sério e implementado para evitar mais tragédias em qualquer meio que seja. O objetivo do trabalho é mostrar a importância do limite e de saber que as pessoas nem sempre pensam ou agem da forma que somos/pensamos, buscando a implementações para a discussão, combate e prevenção. Mas, para tal, primeiramente buscaremos fazer um levantamento de dados para entendermos melhor a situação atual da questão e como ela vem afetando os adultos de hoje que foram vítimas ou agressores no passado, para assim, só então, elaborar um plano de intervenção mais direto através de mídias sociais e plataformas de comunicação.

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes:
+ GIOVANA TORRES LACERDA
+ JACKELINE NUNCES ALMEIDA
+ QUÉZIA VITÓRIA DOS SANTOS
+ RODRIGO ZEFERINO LIMA
+ SÂMYA SOUSA CORREIA DA SILVA

Proposta:
Este projeto visa estudar e debater a respeito do consumo consciente e os impactos de sua falta para o indivíduo e sua subjetividade. Para isso, será divulgado, de forma online, um panfleto resumindo o tema e fazendo um convite para que sejam realizadas reuniões online para discutir a respeito com pessoas que se interessarem pelo tema e que desejem realizar um consumo mais consciente. Além disso, tem-se como objetivo ao final do projeto organizar um bazar online após reflexões a respeito de o que é realmente importante no consumo.

ODS 04 – Educação e Qualidade

Nomes: 
+ IZABELA LEAL EVANGELISTA
+ LAURA MONTEMOR FERNANDES

Proposta:
Este projeto visa divulgar conceitos sobre Educação sexual e sua importância no desenvolvimento do indivíduo, por meio de postagens informativas na plataforma Instagram e por uma cartilha digital em face da necessidade de distanciamento social por conta da pandemia de coronavírus. Para isso, coletamos dados por meio de questionários direcionados aos três públicos-alvo do projeto, educadores, pais/responsáveis e jovens estudantes, desenvolvendo então, com o auxílio de profissionais da área, conteúdos que elucidem questões acerca do tema sob a ótica de cada grupo participante.

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ BEATRIZ VITTÓRIA DE ALMEIDA
+ NAYARA BUENO DO AMARAL

Proposta:
O projeto tem como objetivo ampliar a noção de violência e incentivar o debate entre adolescentes, de 15 a 17 anos, além de contribuir na busca pelo autoconhecimento e a fortificação emocional, instruir sobre redes de apoio e acolher. A ideia é selecionar um grupo de 10 meninas, de uma mesma escola, para nos encontrarmos e conversamos sobre os temas, abrindo espaço para que elas falem sobre o que acreditam e/ou vivenciam e instruindo. Para isso, serão utilizadas entrevistas abertas, apresentação de vídeos didáticos e outros materiais de apoio, como folders informativos. Acreditamos que, através desse projeto, diminuiremos as chances dessas meninas vivenciarem um relacionamento abusivo e violento, e incentivando para que busquem ajuda, caso já tenham vivido, além de fazê-las refletir sobre temas como autoestima, de modo que possa elevar a qualidade de vida das mesmas.

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ ANDRÉ ALEX SANDRO MARTINS SILVA
+ ANGÉLICA SARTORI FOGO
+ SOFIA CHAMELIAN

Proposta:
Nosso projeto acadêmico, O Impacto na Saúde Mental dos Jovens no Período Pandêmico, visa entender as implicâncias que o contexto pandêmico causou na saúde dos jovens brasileiros de 18 a 30 anos, através de análises – utilizando dados sistematicamente coletados por meio de entrevistas e questionários – sobre o entendimento do uso e visão sobre redes sociais, influência do formato de Ensino a Distância (EAD) e Home Office na vida dos jovens estudantes e trabalhadores brasileiros, interferência na união familiar pelo contexto de quarentena, recolocação social e a natureza biopsicossocial presente antes, durante e em projeções pós pandemia. Este projeto coloca em destaque a perspectiva do jovem sobre a pandemia e seus efeitos. Nosso objetivo é compreender alguns padrões comportamentais que se agravaram e tornaram-se mais frequentes, em decorrência da pandemia no âmbito jovem. Visto e comprovado diversas sequelas e efeitos físicos decorrentes da Covid-19, buscamos entender os efeitos psíquicos trazidos e/ou agravados no período de pandemia e quarentena. A intenção traz, juntamente, uma perspectiva de prevenção e tratamento desses mesmos efeitos relatados pelos jovens, focado no bem-estar e a adequação dos indivíduos frente sua subjetividade, com métodos de intervenção acessíveis ao público-alvo.

ODS 05 – Igualdade de Gênero

Nomes: 
+ BEATRIZ SILVA RODRIGUES
+ GIOVANNA BERTON BORBA
+ GUSTAVO BRITO DA SILVA
+ LUANA POLICHE RIBEIRO

Proposta:
Este projeto tem o objetivo de investigar a atuação do patriarcado dentro do Sistema Penitenciário Feminino Brasileiro, expondo as dificuldades e obstáculos enfrentados pela mulher e como estas problemáticas obstaculizam a ressocialização das presas. Através de uma metodologia de pesquisa bibliográfica e de entrevista com o público-alvo (tipo de pesquisa survey), o grupo busca articular e analisar como a mão do machismo estrutural também perturba este sítio social.

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ ANDRÉ ALEX SANDRO MARTINS SILVA
+ ANGÉLICA SARTORI FOGO
+ SOFIA CHAMELIAN

Proposta:
Este projeto visa coletar a informação da vida dos idosos do município de Santo André, analisando se eles se encaixam na categoria da depressão na terceira idade, também os questionando se em algum momento, cogitaram fazer terapia, ou se já fizeram e como se sentiram após, trazendo os resultados de perto sobre a terapia, mostrando que o fim do ciclo de sua vida, pode ser vivida de forma mais intensa e feliz, aproveitando cada momento de forma mais saudável, física e mental.

ODS 10- Redução das desigualdades

Nomes: 
+ ALEXANDRE PEGGION
+ BRUNNO SALVADOR
+ PAULO EDMUNDO
+ LUCAS GÓIS

Proposta:
O impacto da pandemia na renda da população mais pobre foi muito grande, metade dos trabalhadores perdeu cerca de, 27,9% de sua renda, antes da pandemia muitos desses trabalhadores passavam por diversas dificuldades, portanto essa situação se agravou, muitos não sabem o que fazer e o auxílio do governo ainda não é suficiente para atender todas as necessidades. A pandemia afetou inúmeras pessoas de todo mundo, e não só na questão de saúde, como também economicamente sendo um dos maiores “obstáculos” dentro do dia a dia, principalmente na vida dos indivíduos de baixa renda. A desigualdade financeira cresceu em uma escala enorme, e das 209 milhões em situação de pobreza, 79 milhões estão em situação de extrema pobreza por conta da pandemia só na América latina. Então nos propusemos a ajudar essas famílias tanto na questão psicológica como entrega de alimentos que faz muita falta. Projeto visa conscientizar as pessoas a serem mais solidarias, explicando o motivo de nós estarmos fazendo essa arrecadação e assim incentivando as pessoas a fazerem o mesmo, não só nos tempos de pandemia, mas também ao longo de suas vidas.

PSICOLOGIA 4º SEM B

ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ ALINE PEDRÃO DE CARVALHO
+ ISLAINE DA ROCHA LIBÓREO
+ NATHÁLIA LUCENA CORDEIRO
+ VICTOR HENRIQUE REIS OLIVEIRA
+ VITOR DE MELO BAIA

Proposta:
A ideia central do nosso projeto é de auxiliar alunos que detenham do Transtorno do Espectro Autista (TEA), bem como professores que trabalham em escolas regulares a se capacitarem na finalidade de uma melhor adaptação de ensino. O objetivo geral é trazer à tona a importância de discussão sobre a acessibilidade da educação para pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) nas instituições de ensino regular. Através de um formulário de questões híbridas, abertas e fechadas, aplicadas a princípio para os docentes e pesquisas afundo sobre o autismo e suas características, conseguiremos, além de adquirir maior conhecimento, ter uma visão do que se faz necessário para a adaptação desses indivíduos e dos docentes no ambiente escolar. Com as respostas obtidas desse questionário, o intuito é propor meios de facilitar a adaptação escolar dos alunos com TEA, seus familiares e professores, através de uma capacitação profissional atribuída pela instituição de ensino com apoio dos órgãos competentes.

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ EVELYN MOSCATELLI
+ INGRID MATOZINHO HERCULANO
+ NICOLLE ALÍCIA DE MARCHI DA SILVA
+ ZAINA MARIA DE SOUZA SANTOS
+ ALESSANDRA DOS SANTOS NASCIMENTO
+ NATHALIA DA CRUZ COELHO

Proposta:
O projeto tem como objetivo pensar que os profissionais de saúde envolvidos em cuidados intensivos numa UPA pode ser enquadrado na Síndrome de Burnout a partir do contexto da pandemia de COVID 19, tendo em vista a exaustão desses profissionais de saúde, a avaliação da frequência da Síndrome de Burnout em médicos, técnicos de enfermagem e enfermeiros que cuidam da UTI, os sintomas e as possíveis soluções criadas pelo grupo para ajudá-los.

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ DENISE FREITAS DE ALMEIDA
+ RAFAELA PINHEIRO DA SILVA
+ SUIANNY NUNES DA SILVA

Proposta:
O objetivo deste trabalho é incentivar e informar as pessoas que a saúde mental é tão importante quanto a física e merece ser cuidada, as pessoas devem estar atentas aos sintomas que apresentam e que podem indicar que a saúde mental pode estar prejudicada e é muito importante saber identificar e procurar ajudar. Na pandemia diversas pessoas sentiram necessidade de procurar ajuda psicológica, já que a saúde mental está sendo muito afetada nesse período tão delicado. Muitos profissionais viram como alternativa para diminuir o estresse, a prática de atividade física. Nesse período as pessoas perceberam a importância da saúde tanto física quanto mental.

ODS 10 – Redução das desigualdades

Nomes: 
+ GABRIELA CAMPOS
+ NICOLE ALBERTO
+ RAUL MARTINS
+ THALITA CRISTINA
+ VINICIUS ANDRADE
+ ISABELLA ZUNIGA VEJA PRADO AREIAS

Proposta:
Utilizamos o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável número 10 para construir nosso projeto de ACEX, a erradicação da pobreza em todas as formas e em todos os lugares. A meta de atingir esses objetivos até 2030, como definida pela Organização das Nações Unidas, pode ter sido afetada pela chegada do SARS-COV 2 no Brasil, em março de 2020. O impacto do novo vírus no país, além de dificultar a qualidade de vida da população, também agravou o aumento da inflação e dos alimentos em geral. Como medida de suporte aos brasileiros pela pandemia, o governo estipulou um auxílio emergencial no valor de 600 reais, por mês, para aqueles que se encaixassem nas regras propostas. No entanto, em muitos casos, o valor não foi o suficiente para suprir as consequências financeiras que a pandemia causou. Nosso projeto buscou abordar essas famílias que usufruíram do valor instituído e coletar dados de como foi feita a administração desse direito. Seja como um auxílio que substituiu uma renda perdida devido à pandemia ou que complementou a renda familiar, visto que apenas uma pessoa da casa poderia estar suscetível ao direito. A coleta dessas informações, é de suma importância para entender a eficácia desse benefício concedido.

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ Gabriela Silva
+ Gustavo Santos Guedes
+ João Pedro Silva Araújo
+ Isabela Urzi

Proposta:
Jovens com TDAH e TDA no ensino brasileiro, pouco é visto quando pensamos na prática dessas discussões; muitas crianças e adolescentes não possuem os recursos necessários quanto seu ensino em vista da diversidade neurológica que sofrem essa população, e em muitos estudos já feito, é mostrado que, a grande parte dessas crianças portadoras de TDAH e, ou TDA, não recebem educação conforme necessitam e passam seus anos escolares sendo taxadas de preguiçosas e relaxadas por não acompanharem sua turma não neuro divergente. Escolhemos esse tema por querer que essas crianças com TDAH não parem de estudar, seja no ensino fundamental e médio, quanto o ensino superior porque não são estimuladas da forma correta, queremos contribuir de alguma forma para que haja realmente uma melhoria, não só na parte teórica, quanto na prática.

ODS 05 – Igualdade de Gênero

Nomes: 
+ GISELE XAVIER OCHOA
+ MARCELLA MARACAÍRA AMAZONAS TIGER
+ THAÍS BARBOSA QUEIROGA
+ BEATRIZ ABDE DE SOUZA

Proposta:
O objetivo geral dessa pesquisa é verificar se os pais de adolescentes, educam seus filhos de ambos os sexos sem distinção, seguindo as mudanças e os questionamentos da atual sociedade contemporânea, permitindo a compreensão da visão desses pais sobre a educação de seus filhos de acordo com o gênero de cada um deles, o impacto das interações sociais ocorridas dentro do ambiente familiar que contribuem para as condições sociais de desigualdade de gênero e a construção de conhecimento para quebrar os paradigmas ainda existentes nessa temática.

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ BEATRIZ RANEIA SALES
+ ISABELLE CANAVEZI
+ MARIA LUIZA BELO SANTOS
+ THAUANE FERREIRA DA SILVA

Proposta:
O projeto visa trabalhar com o acolhimento e a inclusão de imigrantes em Santo André, a fim de analisar como ocorre o processo de imigração. Desenvolvendo a integração das culturas dos imigrantes com a cultura brasileira e promovendo espaço para aculturações e trocas culturais, tanto para o imigrante, quanto para a população e profissionais. A abordagem de pesquisa empregada será qualitativa, utilizando entrevistas abertas, semiestruturadas e história de vida para adquirir as informações necessárias. As entrevistas serão realizadas com voluntários do Centro de Apoio ao Migrante e com possíveis imigrantes.

ODS 10 – Redução das desigualdades

Nomes: 
+ GRACIELLE GOMES DA SILVA
+ JAQUELINE MARIA DE FRANÇA RABINOWICZ
+ TALITA MARTINEZ DE GOUVEIA
+ SHEILA AUXILIADORA DE FREITAS

Proposta:
O projeto proposto tem o título de “Os impactos da pandemia gerada pelo COVID-19 na Desigualdade Social relacionada a pessoas em situação de rua na idade adulta na cidade de Santo André.” e corresponde a ODS – 10 – Redução das Desigualdades. Diante deste momento que ainda estamos vivendo, muitas questões sociais estão mais afloradas e ressaltam diversos temas delicados. O mundo está com os olhos atentos para a pandemia gerada pelo COVID-19, enfrentando os problemas que decorrem desta e, neste cenário, há uma maior carga de sofrimento para os mais vulneráveis. Esse projeto traz quais os impactos mais perceptíveis da pandemia na Desigualdade Social, principalmente nas questões relacionadas ao acolhimento psicológico e a saúde mental. Queremos analisar mais profundamente os impactos na vida e sobrevivência da população de rua, e onde estão os principais pontos que podem ser ajudados pelo projeto. O projeto deve levar aos atendidos por ele principalmente a escuta qualificada, a ajuda a obtenção de informações essenciais relacionadas a agentes externos e públicos e a ajuda na superação dos desafios da vivência em situação de rua. Contudo essa questão não deve ser apenas de uma classe profissional, psicólogos, mas um papel de cada cidadão: conhecer os problemas enfrentados e ajudar a encontrar soluções, com o objetivo de melhorar cada vez mais a qualidade de vida das pessoas, mesmo que seja em uma escala pequena.

ODS 10 – Redução das desigualdades

Nomes: 
+ KAUAN SILVEIRA COSTA
+ THEO HENRIQUE BAGGIO V. SILVA
+ LAIS RODRIGUES MENDES

Proposta:
O presente trabalho tem como objetivo investigar as questões de gênero em nossa sociedade, trazendo este recorte para o ambiente de trabalho, buscando compreender os aspectos que contribuíram para a formação deste cenário, a forma como se desenvolveu e a visão dos colaboradores dentro deste contexto através de um levantamento de campo com trabalhadores e suas observações referente ao clima organizacional no que diz respeito à gênero.

COORDENADOR: Prof. Dr. Ednilton José Santa-Rosa

Psicologia - 4º SEM C

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ BEATRIZ SANCHES
+ BRUNO RIBEIRO
+ RICARDO RODRIGUES
+ TAMY MARINS PERAZZOLO

Proposta:
O tema do projeto foi a elaboração de uma cartilha com atividades, a fim de que os profissionais que lidam com os moradores em ILPI possam realizar algumas atividades programadas, se baseando primeiramente numa roda de conversa, promovendo um momento entre cuidadores, auxiliares e profissionais da saúde com o grupo de idosos, para que a cada encontro programado um tema seja trabalhado, por meio de um bate-papo e uma dinâmica de grupo. Teve como problema a demanda de tristeza, solidão e desamparo relatadas por esses moradores no momento de isolamento social. Impedidos de receberem visitas de seus parentes e amigos queridos, os relatos de sofrimento e dor psíquica foram recorrentes neste momento em que o país e o mundo vivem. Justifica-se esse projeto com a necessidade de realizar atividades que promovam alento para esses idosos, amenizando seus sofrimentos. O objetivo foi promover o bem-estar dos moradores das Instituições de Longa Permanência de Idosos do município de São Caetano do Sul. A metodologia inicial para a construção da cartilha, teve como primeiro passo no seu processo criativo, uma consulta aos cuidadores, auxiliares e profissionais de saúde da casa Bella (ILPI), a fim de estabelecermos uma dinâmica em que a maioria das rodas, funcionará com uma apresentação da temática – explicação sobre uma atividade que os levem a uma reflexão (e tragam memórias e sentimentos); bate-papo para tirarem as dúvidas; execução da atividade pelo grupo; apresentação pelo grupo; fechamento da atividade pelo profissional (acrescentando música, poema, trecho de filme). Os resultados alcançados pelo projeto, foram acima de tudo: promover alento para esses idosos; amenizar seus sofrimentos e proporcionar bem-estar para lidar com o momento vivido. Além de instruir e dar diretrizes para os profissionais que trabalham e vivem cotidianamente com esse público. Construir a Cartilha Roda Viva também foi desempenhar o papel do psicólogo, proporcionando uma breve formação de grupos que desempenhem um trabalho ético, concreto, baseado em metodologias específicas, auxiliando e se conectando com a necessidade do outro.

Link:
https://www.flipsnack.com/ACCD95DD75E/cartilha-grupo-roda-viva-2021.html

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ ANA LUIZA PAZ DOMINGUES
+ DAVI TEIXEIRA BARRETO FERREIRA
+ GABRIELA DIAS DE CARVALHO
+ GIULIA ALESSANDRA VIANA ZANETI
+ NÁGILA RIBEIRO FEITOSA
+ PRISCILA RAMOS ANDRADE

Proposta:
O tema do projeto foi o impacto do afastamento social na saúde mental do adolescente tendo em vista o contexto da pandemia de COVID 19. Nos perguntamos quais são os possíveis impactos do afastamento social na saúde mental dos adolescentes, com possíveis sintomas de ansiedade proveniente do isolamento social. Justifica-se esse projeto a necessidade de orientar os responsáveis dos adolescentes, para que compreendam que é essencial auxiliar e guiar o jovem neste momento de afastamento. O objetivo do projeto foi divulgar os impactos da pandemia sobre a saúde mental dos adolescentes, para sua realização foi elaborado e criado um vídeo com conteúdo a respeito de informações do impacto do afastamento social na saúde mental do adolescente e como seus responsáveis podem se educar a respeito. O resultado foi a elaboração e veiculação de um vídeo na plataforma do YouTube, com um esclarecimento sobre a ansiedade na adolescência durante a pandemia, onde foram realizadas pesquisas científicas, pesquisas em livros e em conteúdos abordados no curso de Psicologia.

Link:
https://youtu.be/VnRLTFNw8Tk

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ GABRIEL HENRIQUE SILVA DE OLIVEIRA
+ EDUARDO HENRIQUE QUEIROGA NOGUEIRA

Proposta:
O tema do projeto foi o enfrentamento dos estigmas relacionados à Saúde mental. O problema destacado foi a visão preconceituosa com que parte da população percebe a saúde mental. O projeto foi criado apara informar pessoas sobre a importância da saúde mental e teve como objetivo colaborar na divulgação de informações a respeito da saúde mental, assim como seus preconceitos em relação a psicologia, buscando divulgar a importância da Psicologia e do bem-estar, no cuidado com a saúde mental. Para isso, foi criado um perfil no Instagram, plataforma online de redes sociais, que goza de grande popularidade. Por meio do dessa plataforma, foram postadas informações e assuntos sobre o tema Saúde Mental, e espera-se constituir uma comunidade virtual, visando a divulgação de temas atinentes à saúde mental, para que mais pessoas reconheçam sua importância na qualidade de vida.

Instagram:
@estigmaspsico
https://www.instagram.com/estigmaspsico/?utm_medium=copy_link

COORDENADOR: PROF. CELSO RAMOS DE OLIVEIRA

PSICOLOGIA 1º SEM B

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ CLENIRA TEREZINHA ROSA MARINHO
+ CRISTIANE MARIA SANTANA
+ DÉBORA BARUZZI BRANDÃO
+ SIMONE REGINA ANDRIOTTI

Proposta:
Este projeto visa mapear a saúde emocional atual dos moradores da Vila de Paranapiacaba por meio de pesquisa aos profissionais de saúde e questionário aos moradores. Além disso identificar a infraestrutura de saúde existente e investigar como é o funcionamento desta infraestrutura de saúde. Foi feito um levantamento de informações detalhadas sobre a saúde emocional dos moradores do Subdistrito de Paranapiacaba através de entrevistas em campo com as Agentes Comunitárias da USF – Unidade de Saúde Familiar / PA – Pronto Atendimento da Vila, e pesquisa realizada com a participação de 47 pessoas. A entrevista foi realizada por meio de um questionário on-line no Google Forms, com 20 questões de múltipla escolha e 2 dissertativas. Constatamos com esta Pesquisa que a saúde emocional das pessoas, que já viviam de uma forma isolada, foi agravada pela pandemia, principalmente por não terem acesso a um acompanhamento psicológico para um suporte psicossocial.

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 04 – Educação de qualidade    

Nomes: 
+ FABIANO TORRES LEAL
+ GLÁUCIA SENA DE CERQUEIRA
+ LUIZ GUSTAVO MARÇANO AFFONSO
+ MAISA ARRAEZ DE SOUZA ESTEVEM
+ THAINÁ ASPERTI TANCINI

Proposta:
O principal objetivo do trabalho, é buscar dados estatísticos sobre a gravidez na adolescência na Vila de Paranapiacaba e compreender as suas causas. Através da compreensão do conhecimento da população diante dos métodos contraceptivos, do nível educacional da sociedade, da análise da condição socioeconômica da população e da sua estrutura familiar. Segundo dados do IBGE a gravidez na adolescência no Brasil diminuiu nos últimos anos, mas o país está ainda no ranking da média latino-americana. Os dados também mostram que a maioria destas adolescentes São de regiões menos favorecidas, negras e baixa escolaridade. O médico Dráuzio Varela defende a ideia de que todas as mulheres independentes da classe social que ocupam, deveriam ter a liberdade reprodutiva que consiste a receber atendimentos ginecológicos e orientação sexual e ter o poder de escolha sobre o seu corpo. Esta questão complexa nos leva a refletir sobre a responsabilidade das escolas e órgãos públicos na divulgação e o incentivo à educação sexual de qualidade e contínua. Foi elaborada uma pesquisa de campo por meio de um questionário do Google Forms com questões que tangem o assunto de gravidez precoce, disponibilizado para a população alvo através de grupos do Facebook e contato com a diretora da Escola Estadual de Paranapiacaba. Com os resultados obtidos, foi executado o produto da Ação de Extensão, em formato de Pôster.

Link:
https://drive.google.com/file/d/1hafIOZGMy61jzazHgdmDHhAOET_j8nYd/view?usp=sharing

COORDENADORA: PROFA. DRA. PÂMELA PITÁGORAS FREITAS LIMA

Psicologia – 1 SEM A

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ MAIRA DIAS MARIN MAEDA
+ SANDRA REGINA ROCHA

Proposta:
Esta investigação teve como objetivo geral perceber de que forma a presença de animais de estimação pode influenciar e contribuir na saúde mental das pessoas no período de isolamento social na pandemia do Covid19. Através da aplicação de questionário on-line, foi possível coletar o perfil dos participantes, as percepções que eles possuem sobre a influência dos animais de estimação em sua vida, os possíveis benefícios, os aspectos negativos e os sentimentos envolvidos nessa relação. Participaram deste questionário 139 pessoas, a maioria dos participantes (58,3%) com idades entre 31 e 59 anos; 85,6% de todos os participantes são proprietários de animais de estimação sendo os mais comuns os cães e os gatos. A partir dos resultados, foram elaborados um artigo e um vídeo, para divulgação à comunidade.

Link do artigo:
https://drive.google.com/file/d/1cCvXqNY5In4q_GBRysAvIFjaeZPTVULJ/view?usp=sharing

Link Vídeo:
https://youtu.be/JXej44q9_RQ

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ HENRICO ROCHA GONÇALVES
+ MATHEUS L. G. P. DOS SANTOS
+ BEATRIZ COLIATH
+ PABLO ARCÂNGELO ROSA

Proposta:
O trabalho buscou pesquisar a respeito da doença psicológica mais comum do século XXI, a depressão, ao longo da história, desde sua descoberta até sua crescente taxa de vítimas ao redor do mundo. Para essa realização, foram aplicados, via google forms, um questionário fechado com 67 jovens e adultos (de ambos os sexos, acima de 18 anos). Nessa pesquisa exploratória, foi possível identificar que os participantes demonstravam conhecimento sobre a doença, seja por já ter identificado alguma das suas sintomatologias ou de ter convivido com alguém com diagnóstico das síndromes depressivas. Foi possível verificar a depressão ainda é uma doença importante na humanidade, principalmente nos tempos modernos e contemporâneos. Foi criada uma página para divulgação das informações sobre a depressão nas redes sociais.

Link da página:
https://matheusguerdao.wixsite.com/cidepressao

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ DANIELA ULI ANTONIASSI

Proposta:
Trata-se de pesquisa composta de revisão bibliográfica e pesquisa de campo qualitativa, a respeito da prática de psicoterapia on-line no Brasil, tendo em vista sua grande expansão nos tempos presentes, impulsionada pelo incremento de tecnologias de comunicação remota e pela pandemia de COVID-19. Propõe-se, como ação de extensão universitária resultante da pesquisa, a elaboração de folder com informações sobre psicoterapia on-line, dirigido ao público leigo. Como estratégia de difusão, o folder será disponibilizado a discentes e docentes do curso de Psicologia da Fundação Santo André, que, respectivamente, façam ou supervisionem estágios regulamentares, especialmente na Clínica-Escola da universidade. Para a divulgação das informações foi criada o folder digital, O que é Psicoterapia, informativa, a ser distribuído na Clínica-Escola.

Link do folder:
https://drive.google.com/file/d/10ZBIbdzUkRDw54Jdt_TkgWLIsvrow2E3/view?usp=sharing

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ EDSON GONÇALVES FERREIRA
+ KARINA MIEZA ZANOTO
+ NATHALY TERRA MENDES
+ ROSILANE CRISTINA DO NASCIMENTO

Proposta:
Esse projeto tem como objetivo conhecer as dificuldades vivenciadas pelo cuidador informal e suas habilidades de enfrentamento no cotidiano de cuidar do idoso com doença de Alzheimer. A escolha do tema foi devido as nossas vivencias e também pela questão do Alzheimer estar cada vez mais presente nos dias de hoje, com intuito de amenizar as mudanças ocorridas no ambiente familiar. O trabalho entrevistou cuidadores não formais (familiares) de idosos com diagnóstico de Alzheimer e, através desses relatos, pode produzir um guia de orientação para demais famílias com necessidades de suporte e orientação aos cuidados dos seus entes queridos acometidos pela doença. Para divulgação das informações, foi elaborada a cartilha informativa, Cuidando do cuidador, destinada aos familiares para ser distribuída e disponibilizada on-line.

Link da cartilha:
https://drive.google.com/file/d/1X2elokJPGpbQpy2kFwcJ50bo5eyp50xi/view?usp=sharing

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ CAROLINA APARECIDA FERREIRA OMENA
+ EVELYN DILL
+ ESTER KOZOWSKI DA SILVA
+ GABRIEL FURLANETO SARACENI
+ IZABELLA SAYEMI CARMELLO
+ MARIA FERNANDA DA SILVA
+ RAYANE FAGAN
+ ANA LÚCIA AURELIANO

Proposta:
Esse trabalho buscou conhecer, através de um relato de experiência de um profissional de Psicologia, como foi o suporte dado à população na tragédia de Brumadinho (MG). O trabalho buscou identificar como os profissionais da área da psicologia que atuam com emergências e desastres, através do relato de uma profissional, percebemos que a intervenção teve como principal base a atuação imparcial, ou seja, neutra, no entanto na prática, ao observarmos essa calamidade toda, é difícil separar o emocional da neutralidade. Ao analisarmos isso, é evidente que os atendimentos foram feitos de maneira coerente, porém os profissionais, após saírem dos atendimentos, demostraram estar muito abalados diante de tamanha catástrofe, onde se sabe que os efeitos diante desse tipo de tragédia são devastadores, e não serão resolvidos em dias, mas talvez em anos. Foi elaborado um vídeo com as informações, para a divulgação à comunidade.

Link Vídeo:
https://drive.google.com/file/d/1QxMX0kdNCbW-XClYHOhZ-JP5e3FWKVMF/view?usp=sharing

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ LUANA BARBOSA DINIZ
+ NATHALY MICHELE JACYNTHO
+ PEDRO HENRIQUE OLIVEIRA DA SILVA PRATES
+ RAYSSA GARCEZ SENA SILVA
+ RENAN ARAÚJO SILVA
+ TAIZA QUERINA GUEDES DA SILVA
+ THASSIANE PASSO DA CRUZ

Proposta:
O objetivo deste trabalho foi o de identificar as dificuldades relatadas por profissionais autônomos na pandemia do COVID 19. Por meio da realização de entrevistas semiestruturada com perguntas elaboradas pelos estudantes, percebeu-se que os entrevistados apresentaram grande dificuldade em manter e reinventar seus investimentos de trabalho a fim de recuperar os prejuízos causados pela pandemia e elevação dos preços, a maior parte deles conseguiu manter as vendas e negócios mesmo com queda de clientela, além da falta de auxílio financeiro, como o auxílio emergencial e tendo que usar de outros recursos para manter a sobrevivência do negócio e do sustento da família, como a necessidade de oferecer seus serviços de maneira virtual para abranger uma maior área de pessoas, de forma a realizar vendas via web, delivery, divulgações por redes sociais, assim como a disponibilidade e utilização de bancos e pagamentos virtuais. Nesse trabalho, foi importante dar espaço para os trabalhadores autônomos serem ouvidos e apresentarem indicativos de cuidados em saúde mental a essa categoria da força de trabalho do país. Os resultados estão divulgados na página específica, criada no Instagram.

Link da página no Instagram:
https://www.instagram.com/acex.autonomos_fsa/

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ KÁTIA LOS ANGELES NUNES BEZERRA
+ MAGALI APARECIDA DE CARVALHO ROSA
+ STEPHANY NAZEN DEL NERO DA SILVA

Proposta:
Foi realizada uma pesquisa exploratória através de entrevista semiestruturada com 11 professores de ambos os sexos que atuam em diversas disciplinas e em várias redes de ensino para investigar o sofrimento psicológico destes profissionais. Analisamos através desta pesquisa que os professores entrevistados apresentam algum tipo de estresse e elaboramos um projeto de intervenção através das redes sociais visando prevenir e ou diminuir o nível de estresse deste profissional bem como sensibilizar a população sobre esta questão que atinge a todos. As informações estão divulgadas em página específica, criada no Instagram.

Link da página do Instagram:
https://www.instagram.com/psicoo_stress?r=nametag

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ ANA CAROLINE LAVATELLI ROBLEDO
+ ANNA BEATRIZ SOARES FRANÇA
+ BRUNA MOURA PINTO DE SOUZA
+ GIOVANNA PELIGRINI ELEUTÉRIO
+ GUILHERME ARANTES FAGUNDES
+ HAYDÉE NUNES LOPES MARQUES DA SILVA
+ LUCAS DE SOUZA SANTOS

Proposta:
Foi realizada uma pesquisa exploratória através de entrevista semiestruturada com 11 professores de ambos os sexos que atuam em diversas disciplinas e em várias redes de ensino para investigar o sofrimento psicológico destes profissionais. Analisamos através desta pesquisa que os professores entrevistados apresentam algum tipo de estresse e elaboramos um projeto de intervenção através das redes sociais visando prevenir e ou diminuir o nível de estresse deste profissional bem como sensibilizar a população sobre esta questão que atinge a todos. As informações estão divulgadas em página específica, criada no Instagram.

Link da página do Instagram:
https://www.instagram.com/psicoo_stress?r=nametag

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ CLARISSA PRATES FERREIRA E SILVA
+ ERIKA PEDROSO GODOY DA SILVA
+ FLÁVIO MENDES ESTEVES
+ LAURA PEREIRA DE SOUZA BASTOS
+ LUCCA GIARDINO SCURACCHIO
+ NARA BÁRBARA DE OLIVEIRA ESTEVES
+ REGIANE DIAS DE AGUIAR

Proposta:
O ano de 2019 trouxe consigo um novo mundo, o mundo da COVID19 – (o Corona Vírus), um vírus que nos devastou enquanto humanos, profissionais e cidadãos. Nos tornou vigilantes e temerosos para o que viria a ocorrer. Não foi diferente com os profissionais da área da saúde, que foram convocados para estar na “linha de frente” (termo que será utilizado ao longo deste trabalho). Devido a necessidade de sanar as dificuldades e obstáculos ocasionados pela crise sanitária, os profissionais foram expostos a exaustivos períodos de trabalho, da mesma forma, necessitaram ficar isolados dos seus familiares e amigos, ocasionando stress, depressão, ansiedade e muitas angústias. Este trabalho realizou entrevistas com vários profissionais da área da saúde, no enfrentamento da pandemia, bem como, as consequências em seu cotidiano, vida social e psíquica. A partir das entrevistas e pesquisas relacionadas aos profissionais de saúde e o enfrentamento da Covid-19, pode-se constatar a importância do amparo psicológico aos profissionais, bem como melhoras em sua jornada de trabalho. Conclui-se que é fundamental que os profissionais de saúde tenham/trabalhem em uma equipe multidisciplinar para que haja amparo por ambas as partes, fazendo com que o trabalho seja atenuado e todos possam encontrar apoio quando necessário, não somente em pandemias, mas também na rotina hospitalar comum, pois estes lidam com vida e morte a todo instante. Os resultados estão divulgados em página específica, criada no Instagram.

Link da página:
https://www.instagram.com/acex_fsa_psicologia/

ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ ITALO NUNES FEITOSA
+ JULIA DOS SANTOS BARBOSA
+ MARIA FERNANDA PONCE BANIN
+ NATÁLIA AMARAL PRILIP

Proposta:
O trabalho visa sensibilizar a população a partir dos meios de comunicação digital sobre a influência das cores na psique humana, buscando entender a associação dela pelo cérebro e como ela se relaciona com as emoções. Para tanto, foi realizado um levantamento teórico para embasar e trazer conhecimento do assunto aos participantes, após sua leitura foi promovido discussões acerca do tema. Assim, criou-se um perfil na rede social Instagram, e ele foi divulgado para amigos e colegas; durante as últimas 8 semanas do trabalho foram elaborados os posts a partir de discussões, procurando promover textos de fácil leitura e compreensão, condizentes com o site e o objetivo de informar; ainda houve pesquisas para escolhas de imagens que conversassem com os temas debatidos. Por fim, o trabalho foi bem-sucedido, com um alcance relativamente baixo devido ao pouco tempo, porém que vem crescendo de 2/3 seguidores por semana.

Link da página:
https://instagram.com/color.mindset?utm_medium=copy_link

coordenador: Prof. Me. Edir Branzoni Leal

Engenharia - 2º SEM E

03 – Saúde e bem-estar
ODS 06 – Água potável e saneamento
ODS 12 – Consumo e produção responsável

Nomes: 
+ FLÁVIO FARIAS DO NASCIMENTO
+ GABRIELA BONILHA IRPELLI
+ KATHLEEN GIOVANNA MARTINS RIOS
+ LUIZ GUSTAVO DE SOUZA RIBAS PAVANI
+ MURILO ODILON DIAS DA SILVA
+ ROBERTO REIS DE BRITO

Proposta:
A versatilidade do Bottle Pure Water BPW garante desde uma água pura para pessoas em situações remotas, acampamentos ou trilhas à uma solução para pessoas que sofrem com a falta de tratamento de água. Um recurso indispensável para todos, sendo muito além de um projeto de sustentabilidade, mas sim o nosso compromisso em trazer saúde e segura para todos.

coordenadora: Profa. Dra. Karem Soraia Garcia Marquez

QUÍMICA - 6º SEM B

03 – Saúde e bem-estar
12 – Consumo e produção responsáveis

Nomes: 
+ DAVID VERAS DE PAULA
+ RAFAEL VILLEGAS TAVARES DA SILVA
+ VICTOR CRUZ
+ VIVIAN MARIA RIBEIRO CABRALHOS

Proposta:
O trabalho tem o intuito de produzir um artigo de trazendo curiosidades sobre a cachaça, além de mostrar seu processo de destilação, origem e indicadores sobre o consumo. Também são apresentadas informações sobre benefícios e malefícios do seu consumo. O artigo traz ainda curiosidades sobre alguns tipos de cachaças (Jambu, infusões com materiais etc.).

Link Artigo:
https://drive.google.com/file/d/1fpwrmoDDVDrvCjMVWKgq9pLJgEpX92Ab/view?usp=sharing

03 – Saúde e bem-estar
02 – Fome zero e agricultura sustentável

Nomes: 
+ ROBERTA FERNANDA
+ MOREIRA HIPÓLITO

Proposta:
A preocupação com uma alimentação saudável é cada vez maior e as pessoas têm pesquisado muito mais sobre alternativas alimentares que possam trazer mais qualidade de vida. Por outro lado, muitas vezes precisam recorrer a produtos ultra processados, mesmo sabendo que não são saudáveis. Não se espera que tenham traços significativos de agrotóxicos mesmo nesses produtos que passaram por vários processos industriais. O propósito desse trabalho é informar sobre a presença de um agrotóxico largamente utilizado em território brasileiro, o glifosato, tanto em alimentos in natura quanto em ultra processados, e também sobre sua toxicidade.
Foi realizada uma revisão de literatura, além de questionário via formulário google que foi divulgado e respondido pela população, referente a hábitos de consumo de produtos orgânicos e conhecimento sobre presença de agrotóxicos nos alimentos. Utilizando dados da pesquisa e resultados do questionário respondido, foi elaborado um folhetim explicativo com formato de jornal e disponibilizado na internet com livre acesso.

Link Folhetim:
https://www.flipsnack.com/oxigeniomedicinal/quimica-fsa-glifosato.html

03 – Saúde e bem-estar
02 – Fome zero e agricultura sustentável

Nomes: 
+ BRUNA MARIA CARROZA
+ EMILY RAMOS PEREIRA

Proposta:
A utilização dos conservantes nos alimentos industrializados é essencial, porém grande parte das substâncias usadas são prejudiciais à saúde, quando consumidas de forma errada, em quantidades acima do recomendado. A falta de conhecimento dos consumidores faz com que não sejam seletivos quando se compra um produto. Este trabalho tem como função estudar conhecer e divulgar como é feita a escolha de um conservante, qual é a abrangência da legislação nacional e os seus parâmetros para comercialização. O propósito primordial é disponibilizar informações corretas para que o consumo de alimentos seja feito de forma mais consciente, buscando evitar o consume excessivo de conservantes alimentícios e estimular o hábito de procurar conhecer e identificar o que é realmente consumido por nós. Para esse fim foi elaborado um livreto e assim disponibilizado via internet.

Link Cartilha:

PROFA. DRA. CARMEN BEATRIZ TAIPE LAGOS DA COSTA

Ciências Biológicas – 2 SEM B

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 15 – Meio Ambiente

Nomes: 
+ GIOVANNA HANZO
+ GIOVANNA MORETTI TASCA
+ MILENA S. ALEGRINI
+ RAPHAEL L SILVA

Proposta:
A partir da década de 90 o desmatamento da floresta amazônica cresceu exponencialmente, devido as atividades extrativistas e pecuaristas. Tal questão está diretamente ligada à frequência e propagação de queimadas, pois quando a vegetação é desmatada o solo fica propício à queima devido a pouca umidade. A alteração do uso do solo, além de propiciar as queimadas e alterar drasticamente o clima, influencia no aquecimento global e facilita a ocorrência de efeitos oceânico-atmosféricos como o El Niño, afetando gravemente o ciclo hidrológico e o clima levando ao empobrecimento da biodiversidade. As queimadas podem ser ocasionadas tanto por atividade antrópica direta como de forma indireta. O foco dessa estratégia é sobre os efeitos das queimadas na biodiversidade da mata amazônica. O objetivo desse E-book é informar e conscientizar a população sobre as causas e efeitos das queimadas, salientando avisão preventiva e desastres ambientais. Estabelecendo relações entre o conhecimento popular e o conhecimento científico.

Link E-Book:
https://drive.google.com/file/d/1-DJKal5OLxg5xaci50PBkohYdC3BmhkF/view?usp=sharing

Ciências Biológicas – 4 SEM B

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 15 – Meio Ambiente

Nomes: 
+ ARTHUR FERREIRA DOS SANTOS
+ DANIELLE REIS DE TORRES
+ IZABELLE RAMALHO FONSECA
+ GUILHERME MEDINA
+ MARYANA DE MENEZES

Proposta:
Com o intuito de conhecer o estudo de plantas e seu potencial em medicamentos. Foi construído o Blog salientando compreender a ação de substâncias tais como influenciam as estaminas no desenvolvimento dos órgãos. Há escasses de dados na literatura sobre o assunto. Considera-se importante motivar à população para o estudo e conhecimento do papel da fitoterapia na promoção da saúde.

Link do Blog:
https://saudefitoterapica.weebly.com

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 15 – Meio Ambiente

Nomes: 
+ MATHEUS SALDANHA FALCÃO

Proposta:
Essa estratégia tem o objetivo de sensibilizar estudantes da Biologia e outras formações relacionadas a temas ambientais sobre a relação fauna x seres humanos x saúde pública. Os episódios vêm salientando o papel dos animais sinantrópicos e sua relação com impactos ambientais e na saúde pública. Se faz necessária conhecer as interações do homem com diversos animais, por vezes de forma amistosa, outras vezes de forma hostil. Esse Pod Cast vem discutindo esses assuntos, sensibilizando sobre as causas e relevando a necessidade de ações de intervenção preventivas, de controle e vigilância dos impactos para a saúde pública.

Links:
https://anchor.fm/matheus-saldanha-falcao
https://open.spotify.com/show/3iACHT24GZHz9jPiT3ydH5
https://podcasts.google.com/feed/aHR0cHM6Ly9hbmNob3IuZm0vcy81ZGY0MGZiYy9wb2RjYXN0L3Jzcw

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 15 – Meio Ambiente

Nomes: 
+ ISABELA VEIGA L. GONÇALVES

Proposta:
A Homeopatia é uma especialidade médica e farmacêutica que se preocupa não somente com a doença, mas no ser como um todo. Consiste em ministrar ao doente, doses mínimas do medicamento homeopático para evitar a intoxicação e estimular a reação orgânica. Esse folder digital tem o objetivo de informar à comunidade de forma simples e educativa, os princípios, semelhanças e diferenças com a medicina tradicional. Esse conhecimento alternativo de tratamento poderá contribuir com a sociedade, aceitando-a ou desmistificando-a visando o seu bem-estar.

Link Folder:
https://drive.google.com/file/d/1yOkjcX70iszl2FW7GbcnhcDeWl-gV5c0/view?usp=sharing

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 15 – Meio Ambiente

Nomes: 
+ LETICIA DE OLIVEIRA CANEDO

Proposta:
Arboviroses são doenças transmitidas por artrópodes hematófagos, também conhecidas como arbovírus. Elas são, originariamente, zoonoses, ou seja, doenças de animais que eventualmente acometem humanos. A Dengue é a mais importante arbovirose que afeta o ser humano, principalmente em países tropicais e subtropicais, onde as condições do meio ambiente favorecem o desenvolvimento e a proliferação do Aedes aegypti e do Aedes albopictus. Atualmente, Dengue, Zika Vírus, Chikungunya e Febre Amarela são as principais arboviroses de importância em Saúde Pública. Tendo em vista o desconhecimento da maioria da população acerca das causas das mudanças climáticas e sua influência na incidência de arboviroses, foi construído um folder digital que vem salientando as causas tais como; socioeconômicas e culturais, demográficos, a urbanização, a industrialização entre outros. O objetivo é sensibilizar aos alunos do CUFSA, e conscientizá-los sobre a necessidade de adoção de atitudes em relação aos cuidados com o meio ambiente que possam contribuir com a prevenção e controle das arbovirose em nosso meio.

Link Folder:
https://drive.google.com/file/d/17DxauXnmezbcIXCsJYhfdHYy7Khkv1pH/view?usp=sharing

COORDENADOR: Prof. Me. Luiz Carlos Barbosa de Lima

GESTÃO FINANCEIRA 4º SEM B

GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS 4º SEM B

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 10 – Redução das desigualdades

Nomes: 
+ BEATRIZ MARTINS BASTOS
+ CAROLINE BOFARIN ARAÚJO
+ ÉRICA TAVARES DO ESPÍRITO SANTO
+ JULIANA INSÍDIA PEREIRA
+ TATIANE ALMEIDA

Proposta: O autismo ou TEA, é uma condição de saúde marcada pela dificuldade em comunicação social e comportamental. Esse projeto tem como objetivo instruir e informar como se deve lidar com alguém diagnosticada com TEA, para viabilizar a execução desse trabalho foi necessário o acompanhamento periódico desses autistas, por meio eletrônico com seus responsáveis. O resultado obtido foi a interação dos participantes com crianças diagnosticadas com autismo, por meio de atividades online, espera-se que essas crianças continuem reagindo bem ao projeto.  Para que se possa alcançar ainda mais pessoas com a síndrome e assim cada vez mais buscar meios de fazer as pessoas com autismo se sentirem mais confortáveis na sociedade. A proposta de alcançar mais instituições com o projeto, ainda não foi possível por não poderem nos receber devido as restrições sanitárias.


Palavras-chave: Projeto Social.  Inclusão social.  Autismo. TEA.

ODS 01 – Erradicação da Pobreza
ODS 10 – Redução das desigualdades

Nomes: 
+ RODRIGO OLIVEIRA BISPO
+ TAYLA GIOVANNA PARRA
+ VINICIUS NOGUEIRA MARES

Proposta: Esse projeto tem como intuito ajudar crianças em situações de vulnerabilidade social que não têm acesso ao bem-estar básico. Inicialmente, pretende-se arrecadar recursos financeiros e alimentícios para serem distribuídos aos moradores em bairros carentes de acordo com suas necessidades. Outra atividade a ser desenvolvida é a distribuição de marmitas e roupas para moradores de rua. Com isso, as metas a serem alcançadas é possibilitar o bem-estar básico (econômicos e sociais) para as pessoas e a longo prazo desenvolver projetos culturais para que as crianças tenham acesso à arte, música e dança. Outra meta almejada é conseguir um espaço físico para que seja distribuído marmitas e cestas básicas para famílias em situações carentes e através desse espaço desenvolver projetos culturais para jovens e crianças em vulnerabilidade social, sendo realizados duas vezes na semana. Através da análise nas comunidades e conversas com essas famílias foram desenvolvidos planejamentos para conseguir arrecadações financeiras e alimentícias de acordo com cada perfil familiar, levando em consideração a renda e o meio social em que vivem. Com os dados obtidos possibilitará prever quais as reais situações de cada família e ajudá-las. Por conta da pandemia e todos os cuidados necessários para a prevenção contra a Covid, não foi possível realizar nosso projeto. Portanto, pretende-se aplicá-lo quando a situação que passamos hoje se normalizar, de modo que todo o planejamento feito seja desenvolvido e melhorado no decorrer do projeto. Pretendemos continuar junto com os voluntários, buscando ajuda de patrocinadores que possam ajudar a desenvolver ainda mais o projeto ao longo do tempo. Contudo, foram arrecadados, 20 cestas básicas, 40 Kits de higiene pessoal e 40 cobertores.


Palavras-chave:  Pobreza. Vulnerabilidade. Comunidade.

ODS 02 – Fome Zero
ODS 10 – Redução das desigualdades

Nomes: 
+ ELIZABETE CRISTINA COSTA ROCHA
+ GEOVANNA DA PAULA SILVA
+ KAUÊ DE JESUS CASTILHO
+ THALITA FERNANDES
+ GONÇALVES CÂNDIDO
+ STEFANY GOMES DREGER DE OLIVEIRA

Proposta: O foco deste trabalho é ajudar os moradores de rua reduzindo a fome, o frio e ajudando a ter uma higiene pessoal melhor, pois toda população que vive nas ruas já está em uma situação vulnerável devido ao fato de não se alimentarem direito, e não estarem bem agasalhados. É necessário um grupo de 3 a 5 pessoas para cozinhar os alimentos (arroz, feijão, macarrão etc.) na casa de um dos integrantes, será feito uma quantidade de comida que dê no mínimo 30 marmitas por noite. Desta maneira, é esperado que seja amenizada a fome, o frio e reduzir a chance de contrair COVID. Ao decorrer das conversas que tivemos, os moradores ressaltaram a dificuldade de sobreviver na rua, sendo pedintes de dinheiro e muitas das vezes sem comer nada durante um dia inteiro. Alguns estão nessa situação a muitos anos, outros estão a pouco, mas a opinião de todos é unânime: a situação de rua é precária.  Os orientamos sobre a casa amarela localizada no centro de Santo André, local esse que acolhe as pessoas em situação de rua durante a noite, oferecendo alimento, banho e lugar para dormir.  Concluímos com esse trabalho que o trabalho voluntário é importantíssimo para a sociedade, pois, mesmo havendo outros meios para alcançar essas pessoas, diversas vezes não possui local para toda a procura. Já está sendo conversado entre o grupo para agendarmos uma próxima ação. Foi muito gratificante e nos deu muito aprendizado.  


Palavras-chave:  Fome. Moradores de rua. Projeto social. Desigualdade. Alimentos.

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 10 – Redução das desigualdades

Nomes: 
+ CAROLINA OTACIO DE SANTANA
+ NATHALIA IVONETE B. DE ASSUNÇÃO
+ TAMIRES DA SILVA NEVES

Proposta: A adoção é um ato jurídico no qual estabelece que uma pessoa ou casal que não possui parentesco sanguíneo ou afins, possua um vínculo de filiação, trazendo a criança a família na condição de filho. O projeto Vida Órfã tem o objetivo de ajudar uma instituição de acolhimento, onde crianças sofrem pelo abandono e pela desigualdade de crescer em um lar de adoção. Com este projeto social iremos promover uma arrecadação para levar alimentos, roupas e outras coisas para estas crianças. Com muito zelo escolhemos uma instituição para prestar nossos serviços. Segundo uma pesquisa bibliográfica, onde se aponta as características da organização de acolhimento Lar Mãos Pequenas, que foi fundada em 2005 na cidade de Diadema – SP, por um grupo de profissionais que sabiam das necessidades que algumas crianças e adolescentes enfrentam. O resultado que esperamos é alcançar nosso objetivo de contribuir com estas crianças, gerando oportunidade de igualdade e esperança de uma vida melhor. A primeira etapa do projeto que foi realizada no dia 28/05/2021, foi feita na unidade 5, porém não pudemos conhecer a casa e as crianças por motivo de Pandemia Covid/19. A segunda etapa realizada no dia 15/11/2021 contou além das entregas de doações, a visitação e atividades com as crianças. Foram realizadas as seguintes atividades – 1 manicure para pintar as unhas das meninas e fazer o cabelo delas – 2 barbeiros para cortar o cabelo dos menos – 4 pessoas para fazer brincadeiras com as crianças e auxílio aos demais executantes do grupo. Este evento durou cerca de 5 horas, sendo realizados em 24 crianças. As 20 demais crianças não estavam presentes no dia, pois moram em unidade afastada. Abaixo segue fotos deste dia memorável: também é importante para se quebrar barreiras, e que eles são capazes de aprender. 


Palavras-chave:    Projeto Social. Adoção. Vida órfã. Doação.

COORDENADOR: Prof. Me. Luiz André Alves

CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1º, 2º e 4º SEM B

ODS 10 – Redução das desigualdades

Nomes: 
+ BRUNA PARIZOTTO
+ ISABELE MATOS MORAIS
+ JAQUELINE VEIGA ALVES
+ REBECA SEGURA DEL SORDI

Proposta: Este projeto visa criar vídeos que serão divulgados nos meios de comunicação digital, através do Facebook, Instagram, WhatsApp, tendo como objetivo levar a importância da priorização da vacinação da população mais jovem, principalmente os que tem necessidade de sair para trabalhar, pois o serviço não tem como ser realizado em home office, tendo a aglomeração maior nos lugares, como por exemplo nos transportes públicos. Também conscientizar as pessoas da importância de tomar as duas doses da vacina nas datas corretas, pois somente uma dose não é o suficiente. Com a irresponsabilidade de não tomar a segunda dose na data correta faz com que haja um desperdício, tardando cada vez mais a vacinação da população mais nova em geral.


Palavras-chave: Retomada economia. Vacina. População Jovem.

Link do vídeo: https://drive.google.com/file/d/1Ev399y-TL-UGgsNUNV6YFZo5VnRkT5bl/view

COORDENADOR: PROF. DR. ADALBERTO BOTARELLI

PSICOLOGIA 6º SEM A

ODS 16 – Paz, justiça e instituições eficazes

Nomes: 
+ ADRIELE CRISTINA CRUZ BARIZAO PULCINO
+ LETÍCIA AIMI OHARA
+ MATHEUS HERNANDES JERONIMO
+ VANESSA LEMES AZEVEDO
+ ALEXANDRE RODRIGUES SILVA
+ MARCELO ALVES PINTO

Proposta:
Alienação parental é o ato de consequências penais que se caracteriza na tentativa de destruição da imagem e vínculos afetivos junto aos filhos por parte de um dos corresponsáveis pelo poder familiar. Quando ocorre se torna um grande conflito a ser enfrentado, já que costuma marcar negativamente os afetos, sob pena de suas consequências serem danosas para o desenvolvimento das crianças envolvidas. Considerando estes riscos possíveis nos casos de alienação parental, esta pesquisa buscou entender meios de amenizarmos o sofrimento do elo frágil do sistema familiar, no caso as crianças na fase da primeira infância, tendo como base os recursos teóricos e metodológicos da psicologia sistêmica. Este modelo de abordagem mostrou-se satisfatório pois procura atuar de forma preventiva sobre o agravamento das questões que envolvem a situação de alienação, além de enfatizar aspectos globais das relações e propriedades das vivências na interação entre os diferentes membros de uma família, que neste caso é abordada como um sistema fechado em si mesmo. Iniciamos nossa abordagem com um levantamento bibliográfico sobre os principais dados documentais disponíveis a respeito do fenômeno e possibilidade de abordagem preventiva dele. Em seguida organizarmos uma cartilha de cunho didático como meio de orientações aos adultos. Após promover sua circulação em meio eletrônicos, aplicamos um questionário para diferentes famílias e buscamos dados qualitativos e quantitativos a respeito do impacto do material e da tomada de conhecimento acerca do tema. Os resultados, além de permitirem a interação da bibliografia pesquisada e as respostas coletadas, também permitiram a disseminação da informação com vistas à possibilidade de redução dos casos de alienação parental.

Link:
https://drive.google.com/drive/u/0/folders/1pA87iaKB4jwwydXEc7oiUwbUkk1fZUlf

ODS 16 – Paz, justiça e instituições eficazes

Nomes: 
+ INGRID CARVALHO DINIZ
+ JÚLIA DANTAS CARVALHO SILVA
+ KARINA OLIVEIRA MARTINS
+ PEDRO HENRIQUE SALA SILVA BORDIGNON
+ VITOR MORINE KASAI

Proposta:
Tendo em vista o grande número de adolescentes que não são adotados e dados que apontam o fato de no Brasil a maioria das pessoas procurarem para adoção apenas de crianças de pouca idade, a conscientização e incentivo para a adoção de adolescentes se faz necessário. Um dos argumentos para a relevância e visibilidade do tema seria os danos psicologicos sofridos pelo indivíduo devido à falta de convivência familiar e que podem ser inrreversíveis. Uma das causas para o esquecimento de crianças em idade avançada seria a falta de divulgação e esclarecimneto acerca de detalhes técnicos sobre as etapas do processo de adoção. Com esforço de superação desta questão criamos um de material de divulgação e de incentivo à adoção como dados informativo sobre o passo a passo simplificado em um cartilha virtual e publicamos em uma página no Instagram com o título “@adocao_e_psicologia” . Ao avaliarmos o impacto da nossa abordagem, cerca setenta pessoas alcançadas afirmam que o material é explicativo e de bom conteúdo para o tema adoção

Link:
https://drive.google.com/drive/u/0/folders/1-lOjdWkYK-ePsI8yQnxPh4X3M_wmkIrL

ODS 05 – Igualdade de gênero

Nomes: 
+ BRUNA LETICIA RODRIGUES FALCAO
+ DANIELE PAN DA SILVA
+ ISADORA BIZAN FRANÇA

Proposta:
Este projeto procura apresentar as lutas sociais do movimento LGBTQIA + no Brasil. Isto é, dar visibilidade às suas lutas, às discriminações vivenciadas diariamente e as suas históricas conquistas. Espera-se com isto contribuir para um protagonismo e acesso a direitos básicos assegurados. Mesmo que tenham experimentado avanços nos últimos tempos, é necessário prosseguir com uma agenda de luta e reinvindicação sobretudo no que se refere à conscientização da população como um todo, para que a desmistificação de velhos preconceitos e hábitos sejam superados, em especial na circulação social e na promoção da equidade das políticas públicas voltadas para este grupo vulnerável, sobretudo com a presença do apoio da psicologia na promoção da saúde mental dele. Neste sentido, os métodos de abordagem para a elaborações e execução do projeto foram pesquisas exploratórias e levantamentos bibliográficos encontrados em livros e artigos. A partir destas fontes montamos uma cartilha eletrônica e buscamos uma abordagem do tema como meio de esclarecimento e forma de promover visibilidade. Nos utilizamos de uma rede social (Instagram), com o objetivo de irmos desenvolvendo semanalmente “posts” informativos para compartilhar com toda as comunidades. Os resultados revelam que, o modelo de comunicação desenvolvido alcançou um determinado público e foi possível disseminar e ensinar conteúdos referentes às pautas relacionadas ao tema tais como, preconceitos e conflitos contemporâneos presentes na trajetória do movimento LGBTQIA +.

Link:
https://www.instagram.com/movi.lgbtqia/

COORDENADOR: Prof. Me. Edir Branzoni Leal

Engenharia - 2º SEM E

ODS 02 – Fome zero e agricultura sustentável

Nomes: 
+ ALESSANDRO V. DOS SANTOS DE TORRES
+ ALINE LARROZA NERY
+ BRUNA TORRES SILVA
+ MATHEUS BARRETO GONÇALVES
+ PABLO SANTA ROSA BASSOTE
+ PEDRO HENRIQUE PIRES MILANI

Proposta:
O projeto tem por objetivo apresentar conceitos e perspectivas envolvendo reflexões a respeito da criação de uma plataforma digital para combate a fome no brasil. O contexto dessa transformação é a conscientização. A fome no Brasil é o tema n°1 em relação a ONU (ODS) dos 116,8 milhões de pessoas atualmente na situação de insegurança alimentar, 43,4 milhões não contam com alimentos em quantidade suficiente, e 19,1 milhões estão passando fome. Tendo isto em vista, buscou-se reflexão a respeito da má distribuição salarial e falta de recursos e verba para o tema Fome. Compreender, refletir e desenvolver o conceito de como a engenharia poderia contribuir para o tema, e colocar em pratica o a plataforma digital: PAMB DOE+.

 

COORDENADOR: Prof. Dr. Ednilton José Santa-Rosa

PSICOLOGIA 1º SEM B

ODS 16 – Paz, justiça e instituições fortes

Nomes: 
+ GUILHERME PAULA DOS PASSOS
+ JOÃO VICTOR MARCACIO DE CAMPOS
+ JÚLIA ZAMPAR DRAGO
+ LARISSA GODÊ DA SILVA
+ MARINA GRADIN

Proposta:
O tema desta ação curricular de extensão foi abordar a importância do acolhimento de crianças e adolescentes institucionalizados, com ênfase nos moradores da instituição L., partindo da problemática de que a história de vida da criança institucionalizada pode gerar angústias e inseguranças. A escolha de abordar este tema foi justificada pelo fato do estudo do desenvolvimento humano infantil ter sido discutido no primeiro ano do curso de psicologia, além de enfatizar a relevância desta profissão em um contexto social de acolhimento. O presente projeto possui os objetivos de mostrar a importância do acolhimento promovido por lares sociais, desconstruir a ideia assistencialista sobre a experiência de seus moradores e homenagear o trabalho feito pela Instituição L, que compartilhou diversas experiências para o desenvolvimento do estudo. Visando atingir este objetivo, foi realizada revisão bibliográfica para compreender o tema. A partir dessas revisão, estabeleceu-se contato com o psicólogo da instituição de acolhimento, que apresentou a organização. Em seguida, foi realizado contato com a coordenação do local para apresentação da proposta e direcionamento da ação. Realizou-se um levantamento de informações sobre o cotidiano do acolhimento. Como resultado final, desenvolveu-se um banner que contém algumas frases e situações que podem ser observadas no cotidiano e foi deixado à disponibilidade da própria instituição, no intuito de abordar e informar sobre o assunto a todos que ali visitarem, incluindo também conteúdos que despertam um olhar para a importância do acolhimento no serviço destes profissionais.

Link do drive:
https://drive.google.com/drive/folders/1sgeMR3-WcLj1KAD2FuGitWE2LfEZBVDp?usp=sharing

COORDENADOR: PROF. CELSO RAMOS DE OLIVEIRA

PSICOLOGIA 1º SEM B

ODS 01 – Erradicação da Pobreza
ODS 10 – Redução das desigualdades

Nomes: 
+ ALINE DANUBIA CINTRA TANAKA
+ GILBERTO CARLOS LOPES ALVIM
+ TAMYRES PAULINO LAZARO
+ TATIANA SILVA DE ALMEIDA SANTANA
+ VITORIA LUIZA MILITÃO

Proposta:
Este projeto terá como campo de estudo a Vila de Paranapiacaba, considerado patrimônio público desde 2002. Sabe-se que o poder público tem a tarefa de estimular, através de políticas específicas, o desenvolvimento econômico e social da região. É comum observar críticas construídas por moradores de regiões “tombadas” frente às dificuldades e ou atrasos no desenvolvimento socioeconômico. Este projeto pretende sair do conhecimento baseado no censo comum para o conhecimento científico resgatando dados e evidencias das ações implementadas que contribuem para erradicar ou pelo menos diminuir a pobreza dos moradores da Vila, assim como, sua eficácia e o nível de percepção da comunidade local. Será utilizado como fonte de dados “censo IBGE” para comparação deste aspecto na área de desenvolvimento, complementando com pesquisa a ser realizada por meio de entrevista através das plataformas digitais disponíveis.

Link:
https://drive.google.com/file/d/1_hnYeF3Hs6EMYxOCPZQytTchDJCDou9b/view?usp=sharing

COORDENADORA: PROFA. PAULA SILVIA DA COSTA LIENDO DE AZEVEDO MARQUES

DIREITO – 7° SEM B

ODS: 10 – Redução das desigualdades;
ODS: 16 – Paz, justiça e instituições eficazes.

Nomes: 
+ ALESSANDRA CARRASCO BENATTI
+ ANA BEATRIZ SANTO SOUZA
+ MAYSA ESTEVES DOS SANTOS
+ ROMULO FERNANDES BEZERRA

Proposta:
Nesse projeto será apresentado todos os pontos e fatores que levam a esse erro judicial, através de pesquisas das mais diversas fontes. Terá como foco demonstrar que em um levantamento é mostrado que 61.7% dos presos no Brasil são negros e pardos, levando em consideração que a população brasileira tem cerca de 53,63% com essas características, segundo o IBOFEN (sistema de informações estatísticas do sistema penitenciário brasileiro, desenvolvido pelo Ministério da Justiça). Diversos casos mostram como a prisão injusta dessa mesma população negra ocorre, seja por reconhecimento por foto, vídeo etc. Um dos maiores fatores que levam as pessoas negras a serem presas injustamente é o estereótipo de bandido, segundo a Advogada Criminalista Dina Alves, coordenadora do Departamento de Justiça e Segurança Pública do IBCCRIM (Instituto Brasileiro de Ciências Criminais), isso ocorre por conta de um “traço profundo do racismo e do autoritarismo”; onde será comprovado que na maioria dos casos, as prisões injustas decorrem de fatores sociais, estruturais etc. Busca-se alcançar, todos os operadores do Direito, através do artigo científico, publicado na revista eletrônica da Faculdade, e toda população, através de uma divulgação de todo conteúdo, em uma linguagem simples, via Instagram, cujo foco principal será Como o racismo estrutural se configura na sociedade e no Poder Judiciário.

Link Instagram:
https://www.instagram.com/vidanegraimporta_fsa/?utm_medium=copy_link

Link do Artigo:
https://drive.google.com/file/d/1KCVSMi1IQQOljocft6USi3PMzBErSikM/view?usp=sharing

ODS: 16 – Paz, justiça e instituições eficazes

Nomes: 
+ LARISSA GAVINELLI DA SILVA
+ NEUSA SOARES SANT”ANNA DE CAMPOS
+ THAIS NASCIMENTO JUSTINO
+ VICTOR GUSTAVO DA SILVA MACEDO

Proposta:
Nesse trabalho trataremos sobre o divórcio litigioso, o qual ocorrerá sempre em que houver discordância entre as partes e não for possível chegar a um consenso, o que leva uma delas a acionar a Justiça, para decretação do divórcio e definição dos demais direitos pertinentes à relação familiar: partilha de bens, pensão alimentícia, guarda e convivência dos filhos, dentre outros. Vale ressaltar que o divórcio litigioso é marcado por brigas e gera uma exposição da intimidade do ex-casal e de seus familiares, resultando em diversas emoções que afetam as relações sociais. O Direito de Família e a psicanálise neste quesito estão conectados. O Direito atuará perante o fato que é a consequência dos atos do ser humano e sua repercussão social. Já a Psicanálise, por sua vez, procura compreender os sentimentos, as emoções humanas, ou seja, ela procura desvendar os impulsos que precedem os atos, pois quer descobrir sua real motivação. O objetivo é trazer maior visibilidade ao tema, o trabalho abordará diversos aspectos do divórcio litigioso, tendo maior atenção aos aspectos emocionais e patrimoniais. Iremos fazer a divulgação através do Instagram para tentar mostrar todos esses aspectos e, principalmente, os dissabores causados pelo litígio. Elaboramos uma cartilha para informações mais aprofundadas no tema apresentado. Nosso público-alvo são os casais, de forma regional, principalmente aqueles com filhos, onde os desgastes emocionais podem ser piores. Para mais informações acesse os links a seguir:

Link Instagram:
https://www.instagram.com/divorciolitigioso/

Link Cartilha:
https://drive.google.com/file/d/1WmZNOnaEWLYw4YuDUcoaHr6UT9-dFZYl/view?usp=sharing

Link do Artigo:
https://drive.google.com/file/d/1JRwTiNxqNg1e2vhLbjco6FaUhZnCdfBz/view?usp=sharing

ODS03 – Saúde e bem-estar
ODS: 16 – Paz, justiça e instituições eficazes

Nomes: 
+ CARLOS MATHEUS MOREIRA RODRIGUES
+ MARIA FERNANDA SILVA FREALDO
+ NICOLE DA SILVA MARTINS
+ WILLIAN SANTOS SOUZA

Proposta:
Esta pesquisa tem por finalidade esclarecer as notícias falsas que são disseminadas sobre as vacinas destacando certas informações sobre a FAKE NEWS E VACINAS COVID-19 e suas consequências por traz de informações desconhecidas vinculadas a sites e redes sociais. Trazendo objetivos concretos da disseminação de notícias falsas levando ao público uma realidade totalmente diferente com averiguações concisas, sendo diretamente afetadas as pessoas vulneráveis e suscetíveis às doenças como: Idosos e pessoas com doenças crônicas. Para tanto serão utilizadas publicações do Ministério da Saúde e artigos científicos, trazendo os respectivos conceitos da Constituição Federal artigo 5º inciso XXXIII, Lei de Imprensa (Lei n.º 5.250, de 09/02/1967), e o Código Penal artigo 287º-A e incisos. Levando em consideração as principais notícias fakes, tais como: As vacinas irão modificar o DNA dos seres humanos; Caixões vazios em valas comuns, entre outros. Atentando-se as fakes news circuladas nas redes sociais passadas por grupos de WhatsApp, Telegram e outras plataformas de troca de mensagens, acarretando certas desconfianças. Desta maneira, expondo formas de como se precaver diante de notícias falsas, como: desconfiar de sites e redes sociais, verificar se o site é reconhecido observando a URL do site e verificar a veracidade da informação utilizando plataformas de checagem de fatos, tais como Comprova, Aos Fatos, Boatos, entre outros. Como forma de atingir o público-alvo, o grupo criou uma cartilha digital onde elucida informações sobre as Fake News e vacinas covid-19 no qual poderá ser acessado pelo link a seguir: https://drive.google.com/file/d/1-9BqCjGN6K58WBEXnMVVW8I5wskkcGjL/view

Link Pôster:
https://drive.google.com/file/d/1JmjZeQhhy_sy3UbcL1iZ3RoUZjHkAnLu/view?usp=sharing

ODS 04– Educação de qualidade
ODS: 16 – Paz, justiça e instituições eficazes

Nomes: 
+ ANNA CAROLINA FERREIRA ROSSI
+ EVELLYN LETÍCIA DE LIMA
+ MATHEUS HENRIQUE GONÇALVES DOS SANTOS
+ PEDRO GUIMARÃES ROMERO

Proposta:
A política educacional preventiva da delinquência infantojuvenil, apresenta como problemática a falta de estruturação básica das famílias na formação dos menores, o tema segue em crescente discussão sem que haja uma melhor solução. Deste modo, a figura do Estado se tornaria o único pilar para a defesa da preservação e da educação do menor, visando seu pleno desenvolvimento para o exercício da cidadania e qualificação para o trabalho, conforme o artigo 205 da Constituição Federal. Porém, muitas vezes, o Estado é passivo no cumprimento de seu papel e, o único meio de “correção” do menor é lhe aplicando uma medida coercitiva para o ato infracional cometido. Sendo assim, o objetivo da pesquisa é demonstrar que não é função somente do Estado ser o pilar do menor, mas sim, um dever com absoluta prioridade da família. A provocação direta dos responsáveis legais pelos menores de idade é realizada por meio de folder, aberto ao público por plataforma online explicando melhor sobre a política educacional preventiva da delinquência infantojuvenil, que se encontra disponibilizado no link:
https://drive.google.com/file/d/1D7KPADM_RNsqBXlwFRSRtZiGtRgR7CWQ/view?usp=sharing

Link Pôster:
https://drive.google.com/file/d/1-w32wcSWnkOb2jTMdP2ykftTJfm_V86x/view?usp=sharing

ODS 03 – Saúde e Bem-Estar
ODS: 16 – Paz, justiça e instituições eficazes

Nomes: 
+ ALMIR CORREIA DE ARAÚJO
+ ARTHUR DIRCEU DA SILVA CARRARA
+ GEORGE JABRA JUNIOR
+ GUILHERME GONÇALVES DE LIMA

Proposta:
O trabalho “Suicídio entre policiais militares” tem como objetivo, expor a triste realidade vivida entre nossos policiais, especificamente, policiais militares, que segundo a Ouvidoria da PM, a cada 10 dias, um policial militar ceifa a própria vida. O propósito deste trabalho é conscientizar sobre esse fato que a cada dia vem aumentando nas instituições policiais e, com isso, incentivar para que os próprios agentes, incluindo seus familiares, busquem identificar possíveis sinais de que sua saúde mental esteja abalada e que a procura por um profissional especialista (dentro ou fora da corporação) é imprescindível para realização de um tratamento e acompanhamento, sendo apresentados no decorrer do trabalho, programas de auxílio a saúde mental oferecidos pela Polícia Militar, como: SISMEN – Sistema de Saúde Mental, composto pela Divisão de Psiquiatria do Centro Médico e pelo CAPS – Centro de Atenção Psicológica e Social. O CAPS disponibiliza atendimento psicológicos e desenvolvem programas com PPAD – Programa de Prevenção de álcool e drogas, PAAPM – Programa de Acompanhamento e Apoio ao Policial Militar e o PPMS – Programa de Prevenção em manifestação suicida. O desenvolvimento desta atividade será feito através de análises de dados e pesquisas já realizadas em âmbito estadual e nacional que versam sobre o assunto e a partir deste ponto foi realizada uma entrevista com os Cadetes Rodrigo Paneghine e Laura Rull, onde foi exposto o tema sobre a ótica do público interno, com o objetivo de encorajar os agentes de segurança pública a procurar ajuda profissional; sendo a entrevista realizada por meio de um questionário disponibilizada através do link: https://drive.google.com/file/d/1P8aoT_zNK-3PyMMenX8NWqr9OlsKBT8D/view

Também disponibilizamos um Folder onde consta alguns sinais de alerta, link:
https://drive.google.com/file/d/1xfGXTpiR2LJeOHosYO9vsWJd3VMD5XwU/view

Link Pôster:
https://drive.google.com/file/d/1LjG5KRGDukKq5iaBgm–TT_8JI1jaOJq/view?usp=sharing

COORDENADOR: Prof. Me. Luiz Carlos Barbosa de Lima

Gestão Financeira 4º SEM B

Gestão de Recursos Humanos 4º SEM B

ODS 08 – Emprego digno e crescimento econômico
ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ BEATRIZ BRUZATI 
+ GEOVANNA TOMAZELLI
+ LETICIA MIQUELIN DA SILVA
+ MARIE NATALI SOUZA

Proposta: Devido o mercado de recursos humanos estar muito aquecido, muitas pessoas têm sentido dificuldades de conseguir uma colocação ou até mesmo se recolocar no mercado de trabalho por vários motivos, seja por ser o primeiro emprego, por causa da pandemia ou por estarem há muito tempo fora dele. O projeto consiste em oferecer algumas informações com o objetivo de facilitar ou ajudar estas pessoas com algumas informações/dicas que poderão ser de grande utilidade. Inicialmente, foram criadas informações/dicas no Instagram, por ser uma rede social com 80% visualização, e que proporcionará alcançar o público que buscamos atingir, que são jovens em busca de sua primeira oportunidade e aqueles que buscam a recolocação profissional. Acreditamos que o mercado de trabalho não se aplica a uma única regra, contudo, existem pontos fundamentais que fazem a diferença. A ideia inicial do projeto é fornecer conteúdos que possam gerar Conhecimento, Habilidade e Atitude ao nosso público-alvo, assim como motivação para enfrentar um mercado tão competitivo. As ferramentas utilizadas foram as mídias sociais, tendo como foco inicial o Instagram, e ao decorrer do progresso, pretende-se incluir outras tais como: LinkedIn e Facebook.  A página criada no Instagram com os conteúdos propostos final de setembro, encontra-se hoje com 166 seguidores. Pôsteres criados na página principal do Instagram, com o conteúdo referente a CHA, Conhecimento, Habilidade e Atitude foram resumidos e seis publicações. O grupo continua acompanhando a página para interagir com o público-alvo.


Palavras-chave: RH. Mercado de trabalho. Recolocação profissional.

Link do Instagram: https://www.instagram.com/descomplicarh__/?utm_medium=copy_link

ODS 08 – Emprego digno e crescimento econômico
ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ GUILHERME LINO SANTOS 
+ GABRIELLE V. SILVÉRIO DA SILVA
+ ROBSON LUNARDI
+ MICHELLE NASCIMENTO

Proposta: Este projeto surgiu da necessidade percebida por um dos componentes do grupo por conhecer o Lar Benvindo. O Lar Benvindo atende hoje cerca cem crianças do bairro, e com o agravamento do período de pandemia no país, as necessidades básicas começaram a se agravar com o passar do tempo cada vez mais. Tendo em vista esse problema, o grupo resolveu contribuir com um projeto já existente da Instituição, o Bazar Lar Benvindo. Sendo assim o projeto tem como objetivo a arrecadação de roupas e brinquedos para serem vendido e transformados em recursos. Os membros da equipe de projeto divulgaram a campanha de arrecadação em suas redes sociais pessoais, entre familiares e amigos. Coleta: inicia-se no mês de abril, cada aluno é responsável pela divulgação e retirada das suas doações arrecadadas. A arrecadação é finalizada (data não estipulada), nesse período cada aluno é responsável por organizar e acondicionar as doações em sua residência. Cuidados: tudo o que for arrecadado pelo projeto, será feito um procedimento de triagem, seleção, lavagem e acondicionamento desse material. 


Palavras-chave:  Conscientização. Solidariedade. Roupas boas. Projeto social. Ajudar.

ODS 01 – Erradicação da pobreza
ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ CALEB VINICIUS MOREIRA 
+ CLÁUDIA KAZUMI KAKAZU
+ PRISCILA EIKO SUGAI

Proposta: Grande parte da população brasileira tem problemas financeiros que foram agravados ainda mais neste período de pandemia, onde parcela da população teve suas fontes de renda comprometidas. É necessário a conscientização das pessoas sobre a importância do equilíbrio emocional e financeiro e como a instabilidade causada por ele pode afetar negativamente a saúde mental e física. Para tornar viável este projeto foi realizado uma pesquisa qualitativa e quantitativa, para identificar o nível de endividamento e se este tem alguma relação com a situação emocional dessas pessoas.  Após a obtenção dos resultados foi elaborado um treinamento de orientação financeira, para buscar ajudar as pessoas com problemas financeiro e de saúde. Almeja-se que as pessoas possam aprender sobre finanças e que com isso consigam melhorar suas finanças e manter o bem-estar social. Por conta da pandemia, não poderá fazer uma reunião para a discussão. Porém, será ministrada uma palestra via o Aplicativo MEET, onde poderemos nos reunir, interagir e trocar ideias para como melhorar a nossa situação financeira. Os resultados das pesquisas apontam que: 93,4% da população não estão bem financeiramente; 36,1% da população não tem ou não sabe fazer um planejamento financeiro;  52,5% da população está com dívida entre: cartão de crédito, empréstimo pessoal entre outros; 34,4% da população diz que a falta de dinheiro está afetando a saúde; 14,8% da população diz que não percebeu. Segundo o resultado da pesquisa, leva-se e entender que quem está com problema de financeiros, está apresentando está apresentando algum tipo de problema de saúde: estresse, ansiedade ou dor de cabeça.


Palavras-chave:  Projeto social. Educação financeira. Desemprego.

ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ JÉSSICA LENHARES PEDROSO
+ JOÃO CÂNDIDO DO NASCIMENTO FURTADO
+ JULIA RODRIGUES RANIERI
+ LARISSA MARCELINO RAMOS
+ YASMIN DA SILVA SANTOS

Proposta: O ensino infantil foi muito prejudicado devido a chegada da pandemia do Covid 19, e por isso dificultou a adaptação do aprendizado à distância, impactando diretamente no ensino das crianças, sendo assim, o objetivo desse projeto é estabelecer um plano de estudo remoto e auxiliar na educação infantil, trazendo melhorias para o estudo a distância das crianças, e mostrando a importância da educação escolar. O projeto será implantado em uma forma descrita para os pais analisarem as possibilidades de adaptações dos alunos para se encontrarem no ensino a distância, portanto pretende-se que haja uma redução das dificuldades encontradas pelos alunos ao ensino a distância e um melhor desempenho nas aulas, onde se torna imprescindível o acompanhamento dos pais ou responsáveis pela criança. algum tipo de problema de saúde: estresse, ansiedade ou dor de cabeça.  Projeto ainda não foi finalizado, pois estamos em fase de acompanhamento, onde estamos acompanhando como as crianças se adaptam e se necessário algum ajuste ou alteração nos planners. Até o presente momento conclui-se que a participação dos pais ou responsáveis pelas crianças é muito importante, considerando a situação atual de ensino a distância ou híbrido. Observamos também que apresentar formas de se organizar torna a junção de estudos e tecnologia mais fáceis.


Palavras-chave:  Educação. Aprendizado. Ensino a distância. Crianças.

ODS 10 – Redução da desigualdade
ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ DAYANE MARCHETTI NAJAR 
+ ANA BEATRIZ RIBEIRO SILVA
+ INGRID SILVA SANTOS ROSA
+ LETÍCIA NARES DE MATOS SILVA

Proposta: A abordagem feita neste projeto tem como foco a inclusão das crianças com Síndrome de Down nesse momento de pandemia. O assunto é delicado, pois trata-se de uma realidade, que mesmo com o passar do tempo ainda é muito difícil lidar com situações como esta. Foram feitas pesquisas com pais e responsáveis que têm vivido esta situação na pandemia. Com o resultado das pesquisas, poderemos identificar como as atividades e abordagem de ensino diferenciada, podem ajudar a todos. O objetivo geral é dar uma oportunidade de melhoria na aprendizagem e no desempenho das crianças. Além das pesquisas para ter um ponto de partida, foram feitas algumas atividades de maneira relativamente atraente, atividades criativas para chamar a atenção dos alunos portadores dessa deficiência, somando-se ao aprendizado diversão fazendo com que o aluno se sinta bem e confortável por estar aprendendo de uma forma diferente.  Com tudo, os pais puderam participar das aulas, para dar o suporte necessário as crianças/adultos se envolvendo um pouco mais, Serão disponibilizadas atividades com passo a passo, em formas de vídeos e fotos, explicando na prática como devem ser realizadas estas atividades, saindo um pouco da rotina de atividades em folhas para atividades físicas. Tudo isso será disponibilizado on-line, com acesso gratuito a todos. A ideia é trazer as crianças com essa deficiência, e incluí-las no nosso cotidiano, de acordo com as suas capacidades físicas e mentais, para que assim elas possam se sentir incluídas na sociedade, a intenção é de mostrar que a dedicação também é importante para se quebrar barreiras, e que eles são capazes de aprender. 


Palavras-chave:    Projeto Social. Aprendizagem. Pandemia. Síndrome de Down.

COORDENADOR: Prof. Me. Luiz André Alves

CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1º, 2º e 4º SEM B

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ MARIA EDUARDA ANDRADE FERREIRA
+ YASMIN CAMARGO SANTOS

Proposta: Conforme Pecorari, Cardoso e Figueiredo (2005) o intuito da orientação sexual é favorecer o exercício prazeroso e responsável da sexualidade, se adequando a fases do desenvolvimento do indivíduo. A temática educação sexual nas escolas e identidade gênero exerce um papel essencial na orientação e fornecimento de informações pertinentes quanto ao desenvolvimento humano e psicossocial. O propósito deste trabalho é entender os conflitos que esta desinformação gera para os jovens, ilustrar os motivos da resistência por parte da sociedade tradicionalista a implantação destas ideias e por fim averiguar o papel do psicólogo diante a esses conflitos. Foi realizada uma pesquisa bibliográfica a fim de buscar informações por meio de artigos científicos referentes ao tema. Através da apuração efetuada, pode-se dizer que os docentes exercem um papel fundamental na transmissão destes conhecimentos, pois a falta de orientação sexual e identidade de gênero nas escolas provocam danos à saúde física e mental dos indivíduos, contribuindo para desigualdades e preconceitos. Diante disso, o psicólogo tem o papel de acolher e compreender estas pessoas. Portanto, conclui-se que o estudo da temática é indispensável considerando seus diversos benefícios que favorecem a diversidade, auxiliam no combate ao preconceito, prevenindo a saúde e abusos sexuais.

Palavras-chave: Educação sexual.  Identidade de gênero. Escolas. 

Link do vídeo publicado no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=u3Sh_8rDYPE

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 04- Educação de qualidade

Nomes: 
+ CLAÚDIA EDIVANI SOARES MARTINUCI
+ KATHARINE PEREIRA VISACHI
+ MARIANA BASSO
+ RAQUEL SOUZA TORRES FERREIRA

Proposta: Com o intuito das crianças com deficiência estarem juntas às demais, torna-se cada vez mais importante promover a socialização e evolução nas habilidades sociais que ajudarão o sujeito a lidar com diferentes situações no decorrer de sua vida. Considerando a importância da inclusão escolar em vários aspectos do desenvolvimento físico, cognitivo e emocional da criança com deficiência, torna-se necessário estudar e entender o papel do psicólogo na educação inclusiva para auxílio na promoção desta inclusão. Com isso esse trabalho teve por objetivo analisar a função do psicólogo na educação e utilizou-se de pesquisa bibliográfica. Segundo Gomes e Souza (2011), o plano de inclusão escolar, permite a revisão das práticas escolares supressivas, desta forma, ser psicólogo escolar, é entender as necessidades psicológicas dos alunos, não diferenciando-os por raça, classe social ou capacidades, e garantir os direitos ao atendimento e à promoção do desenvolvimento do indivíduo. Conclui-se então que o psicólogo é de suma importância na inclusão escolar. Então, no campo do domínio educacional, são largamente utilizadas as teorias do desenvolvimento, a fim de entender as diversas etapas da vida da criança, percebendo-se a importância de realizar mais pesquisas na área.

Palavras-chave: Educação. Inclusão. Psicólogo.

Link do vídeo: https://youtu.be/r4goG1n_B38

COORDENADORA: PROFA. DRA. LILIAN PEREIRA DE MEDEIROS GUIMARÃES

Psicologia - 6º SEM B

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ MARIA EDUARDA ANDRADE FERREIRA
+ YASMIN CAMARGO SANTOS

Proposta: Conforme Pecorari, Cardoso e Figueiredo (2005) o intuito da orientação sexual é favorecer o exercício prazeroso e responsável da sexualidade, se adequando a fases do desenvolvimento do indivíduo. A temática educação sexual nas escolas e identidade gênero exerce um papel essencial na orientação e fornecimento de informações pertinentes quanto ao desenvolvimento humano e psicossocial. O propósito deste trabalho é entender os conflitos que esta desinformação gera para os jovens, ilustrar os motivos da resistência por parte da sociedade tradicionalista a implantação destas ideias e por fim averiguar o papel do psicólogo diante a esses conflitos. Foi realizada uma pesquisa bibliográfica a fim de buscar informações por meio de artigos científicos referentes ao tema. Através da apuração efetuada, pode-se dizer que os docentes exercem um papel fundamental na transmissão destes conhecimentos, pois a falta de orientação sexual e identidade de gênero nas escolas provocam danos à saúde física e mental dos indivíduos, contribuindo para desigualdades e preconceitos. Diante disso, o psicólogo tem o papel de acolher e compreender estas pessoas. Portanto, conclui-se que o estudo da temática é indispensável considerando seus diversos benefícios que favorecem a diversidade, auxiliam no combate ao preconceito, prevenindo a saúde e abusos sexuais.

Palavras-chave: Educação sexual.  Identidade de gênero. Escolas. 

Link do vídeo publicado no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=u3Sh_8rDYPE

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 04- Educação de qualidade

Nomes: 
+ CLAÚDIA EDIVANI SOARES MARTINUCI
+ KATHARINE PEREIRA VISACHI
+ MARIANA BASSO
+ RAQUEL SOUZA TORRES FERREIRA

Proposta: Com o intuito das crianças com deficiência estarem juntas às demais, torna-se cada vez mais importante promover a socialização e evolução nas habilidades sociais que ajudarão o sujeito a lidar com diferentes situações no decorrer de sua vida. Considerando a importância da inclusão escolar em vários aspectos do desenvolvimento físico, cognitivo e emocional da criança com deficiência, torna-se necessário estudar e entender o papel do psicólogo na educação inclusiva para auxílio na promoção desta inclusão. Com isso esse trabalho teve por objetivo analisar a função do psicólogo na educação e utilizou-se de pesquisa bibliográfica. Segundo Gomes e Souza (2011), o plano de inclusão escolar, permite a revisão das práticas escolares supressivas, desta forma, ser psicólogo escolar, é entender as necessidades psicológicas dos alunos, não diferenciando-os por raça, classe social ou capacidades, e garantir os direitos ao atendimento e à promoção do desenvolvimento do indivíduo. Conclui-se então que o psicólogo é de suma importância na inclusão escolar. Então, no campo do domínio educacional, são largamente utilizadas as teorias do desenvolvimento, a fim de entender as diversas etapas da vida da criança, percebendo-se a importância de realizar mais pesquisas na área.

Palavras-chave: Educação. Inclusão. Psicólogo.

Link do vídeo: https://youtu.be/r4goG1n_B38

COORDENADORA: PROFA. MA. SUELI APARECIDA LODDI

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - 4º SEM B

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 4º SEM B

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 09 – Inovação infraestrutura

Nomes: 
+ GABRIELLA GIOLO RODRIGUES
+ FRANCISCO DAS CHAGAS DO ESPÍRITO SANTO SILVA
+ JEFFERSON LUIZ BELTRAME
+ CAROLINE DE ALENCAR RODRIGUES DE ALMEIDA

Proposta:

O presente trabalho na área de Análise e Desenvolvimento de Sistemas tem por objetivo otimizar os problemas encontrados para identificar pessoas que estão presentes em determinados eventos. Como nas salas de aula, palestras, seminários e eventos corporativos. Com a finalidade de resolver o desperdício de tempo e focar totalmente nas atividades a serem realizadas. Sendo assim, visando resolver a problemática descrita, será entregue um aplicativo de controle de presença mobile, criado e projetado através de uma plataforma de desenvolvimento web/mobile. Este à qual, irá controlar o fluxo de pessoas presentes, garantindo assim maior praticidade e agilidade no registro de presença. Para isso, a metodologia parte, em primeiro lugar, na exibição de um vídeo produzido pelos integrantes, com a finalidade de apontar caminhos para a evolução tecnológica em relação a lista de presença. Além disso, também será entregue um aplicativo para o controle de presença. Durante o ano de 2021 foi executado o levantamento de requisitos funcionais e não funcionais para o projeto, seguida da modelagem do banco de dados e programação das telas e testes globais.  Como resultado foi produzido um protótipo funcional já incluído na Google Store.  Futuramente uma versão IOS será desenvolvida. 

Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=bU0Osjn1oHk

Palavras-chave: Controle de presença.  Presença mobile.

COORDENADORA: PROFA. DRA. PÂMELA PITÁGORAS FREITAS LIMA

Psicologia – 1 SEM A

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 16 – Paz, justiça e instituições eficazes

Nomes: 
+ ALINE SILVA REIS SANTANA
+ ROSEMEIRE FRANÇA DE ASSIS R. PEREIRA
+ THYZARA CALDAS MICHELUCCI

Proposta:
Esta pesquisa de caráter quanti-qualitativo e teve como objetivo investigar o teor de motivação presente nos professores frente a todas as dificuldades enfrentadas em sua trajetória histórica com o acréscimo dos desafios e desalentos da pandemia do Coronavirus, em 2021. Para se chegar a uma reflexão mais apropriada possível, foi descrita na introdução a situação dos docentes no enfrentamento dos impasses da pós-modernidade, o que de certa maneira, compromete bastante a maneira como esses profissionais vem conduzindo seu percurso de ensinar, principalmente se for considerada a aversão à mudança que muitos deles defendem como forma segura e equilibrada de se ensinar. Participaram desse estudo 49 professores atuantes, nas redes pública e privada, dos segmentos da escola básica, a saber: Fundamental Anos Iniciais, Fundamental Anos Finais e Ensino Médio, todos no Estado de São Paulo. Em virtude das restrições impostas pela pandemia, enviamos o questionário google forms a fim de que eles o respondessem virtualmente. O questionário foi composto de 15 perguntas, sendo as primeiras relativas a dos pessoais, um segundo bloco tratou de questões sobre a atuação profissional, e um último bloco investigou a situação motivacional desses profissionais frente ao estado pandêmico. A fim de não se subverter a ética, deixamos a critério do profissional revelar seu nome ou não, por isso, não citaremos aqui nenhum nome ou referência particular a quaisquer professores respondentes, visto que o objetivo desse breve estudo parte de uma situação coletivizada. A amostragem que realizamos é suficiente pois fornece os dados necessários para uma boa reflexão sobre motivação e possibilita proposta de auxílio a esses profissionais a partir de assistência psicológica. Os dados que enriquecem esse estudo foram gerados automaticamente pelo formulário em gráfico pizza, dos quais alguns foram substituídos por colunas a fim de se apresentar melhor visualização e facilitar o entendimento dos leitores. As respostas foram analisadas a partir da porcentagem expressa nos gráficos, com essa leitura realiza-se o desvelamento da atual situação dos professores neste ano de 2021, segundo ano da pandemia do Coronavirus. Foi elaborado um vídeo para divulgação dos resultados à comunidade.

Link Vídeo:
https://drive.google.com/file/d/1LRU0ZVxwHwfasm10-i3m_SVztMKrGtOk/view?usp=sharing

COORDENADORA: Profa. Dra. Marli Vizim

Pedagogia - 4º SEM B

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 10 – Redução de desigualdades

Nomes: 
+ EMILLY VITORIA NOVAES DUARTE CORRADI
+ KAROLINE OLIVEIRA FERREIRA DA SILVA
+ SIMONE APARECIDA ALVES

Proposta:
O presente projeto tem como objetivo geral propor, desenvolver e analisar as ações que estimulam o desenvolvimento cognitivo, motor, afetivo e social das crianças, de 3 a 6 anos de idade. Os objetivos específicos são realizar contação de histórias como forma de estimular a leitura de livros infantis; propor brincadeiras, jogos, danças para estimular as áreas de desenvolvimento e incentivar a leitura e promover os recursos e serviços da Biblioteca Viva dentro e fora da comunidade escolar como um todo. Neste trabalho alguns dos teóricos utilizados foram Nakano, Marilena de 2019, Ranciere, Jacques de 2002, Monteiro, Liliane Santos de 2018 entre outros. O público-alvo foram crianças de 3 a 6 anos e foi utilizada contação de histórias. Para a realização desta contação, foi feito uma pesquisa no Instagram, cujo resultado gerou uma sequência de histórias. A partir do resultado desta enquete, elencou-se uma sequência de histórias postadas a cada 15 (quinze) dias. Devido ao ambiente atual de pandemia, buscamos com a narração atingir não somente as crianças, mas também aos pais, pois ao contar uma história, estimulamos o hábito da leitura em todos. O importante é estimular o pensamento dos nossos ouvintes, assim, permitindo a participação na leitura. Em função da pandemia, o projeto foi desenvolvido com mídias sociais, para divulgação dos conteúdos para as crianças de várias regiões e comunidades. O resultado do trabalho foi a doação de duas caixas de leitura, com bonecos que foram doados para as Instituições: Biblioteca Caminhos da Cultura e Biblioteca Jardim do Eucalipto para que possam ser utilizadas pelas crianças da região. Porém, neste ano foi realizada a entrega da caixa, na biblioteca Caminhos da Cultura e no próximo será feita no Jardim dos Eucaliptos.

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 03– Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ FERNANDA S. DE A. VENTURA
+ HENRIQUE MATHEUS CRIZZA
+ MANOELA CONTI DO NASCIMENTO

Proposta:
A proposta deste projeto é discutir o tema educação sexual na educação infantil de forma a construir um material didático que possa ser utilizado nas escolas. O projeto tem por objetivo refletir sobre a importância da educação sexual na educação infantil. Com os objetivos específicos de: mostrar que a educação sexual pode ajudar a evitar que crianças sofram ou possam sofrer abusos; ensinar a criança sobre o seu corpo: onde podem tocar e onde não podem, quem pode mexer e quem não pode; bem como falar com a criança de forma lúdica, por meio de livros educativos. O público-alvo são crianças da educação infantil, podendo inclusive ser partilhado com alunos dos primeiros anos do ensino fundamental I. Para fundamentar nosso projeto, lemos artigos Ribeiro, M.; Reis, W (2020), Furlani, Jimena.(2011), um livro chamado Sexualidade que foi montado pela Secretaria de Estado da Educação do Paraná, pela Superintendência da Educação, pelo Departamento da Diversidade e pelo Núcleo de Gênero e Diversidade Sexual (2009), entre outros. Para a realização do projeto iremos criar um perfil no Instagram, com o propósito de oferecer informações, orientações e dicas de como pode acontecer a educação sexual na educação infantil. Também utilizaremos histórias como forma de ajudar a criança se prevenir ou mesmo aquela que sofre ou vem sofrendo abuso sexual. Além disso, a proposta e informar e formar leitores trazendo materiais e livros que podem ser usados em sala de aula e que possa servir de referência para os professores. O trabalho gerou um livro de poemas disponibilizado online em formato PDF, sendo possível fazer o download pelo Google Drive e também uma página no instagram. Pelas análises dos dados e das referências citadas, a educação sexual se mostra necessária em todos os níveis de educação, com o intuito de proteger as crianças e os adolescentes de atos violentos.

Link do livro de poemas:
https://drive.google.com/file/d/1-8fWoz7SDJ-iuOF-hlQO11rENIrJJKJW/view?usp=sharing

Link da página no Instagram:
https://www.instagram.com/educasexinf/

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 10 – Redução de desigualdades

Nomes: 
+ CARMEM SILVA DANTAS
+ LUCINEIDE SIMPLÍCIO DA SILVA

Proposta:
Esse projeto teve como objetivo demonstrar a importância de estimular os cincos sentidos em crianças que estão em processo de desenvolvimento e aprendizagem durante a educação infantil. Possivelmente, entre as diversas atividades realizadas na educação infantil essa possa ser mais uma ferramenta para detectar algum tipo de deficiência ou atraso na aprendizagem. Este trabalho teve como interlocutores teóricos a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) (2017), a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) (1996) e a Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Infantil (DCNEI) (2009), entre outros. A metodologia qualitativa permitiu a execução de atividades práticas feitas com alunos em sala de aula. Foram atividades de jogos e brincadeiras, com a intenção de estimular os cinco sentidos, contribuindo com a coordenação motora e o desenvolvimento cognitivo das crianças. Na execução da proposta em sala, observou-se que todos que participaram foram muito empenhados na tarefa e ficaram envolvidos o tempo todo com o tema, e através do sentido usado, acertaram quase tudo, resultando em uma aprendizagem significativa de forma divertida. Ou seja, estimular os cinco sentidos na criança é muito importante para seu desenvolvimento, ampliando seu conhecimento.

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 10 – Redução de desigualdades

Nomes: 
+ EVILLYN FIALHO
+ GABRIELA PAIVA
+ GISELE MACEDO
+ STEPHANIE NASCIMENTO

Proposta:
Este projeto de extensão tem como tema contação de histórias de idosos, cujo objetivo é identificar, elaborar e analisar um caderno para transmitir as memórias deles. Juntamente com os objetivos específicos de identificar e analisar histórias sentimentais marcantes de suas vidas e produzir a partir disso um caderno de memórias em formato de contação de história. O projeto elaborado por quatro estudantes de pedagogia do Centro Universitário Fundação Santo André, cuja pergunta busca evidenciar “As memórias dos idosos podem revelar quais histórias?’’ Para este projeto os interlocutores teóricos Olga Moraes da Faculdade de Educação, (2003), Centro de Memória da UNICAMP, Rodrigo de Sena da Universidade Federal de Sergipe, (2003), além dos idosos os quais contribuem com o tema principal voltado para as suas lembranças e o que elas podem revelar. O trabalho consiste em um questionário com dez perguntas abertas e fechadas de caráter pessoal, como forma de conhecer as lembranças marcantes dos idosos. Em face da pandemia o trabalho foi feito com idosos acima de 60 anos, entrevistados por meio do google forms, recursos tecnológicos acessíveis destas pessoas, sobre aspectos da infância, do trabalho, de memórias relevantes as quais eles desejassem abordar. A análise das memórias depois de catalogá-las resultou em um material que será entregue para os protagonistas deste projeto. As memórias podem definir a identidade, se transformar em histórias, unir gerações e deixar uma herança.

Link Livro:
https://drive.google.com/file/d/1b01J8c3Bny4KY5ZXvEYADE7K0nA7qb0Y/view?usp=sharing

 

ODS 06 – Água limpa e saneamento
ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ KARINA MENEZES SOUZA
+ LUANA FERREIRA
+ MARIANA BRÁZ DA SILVA
+ VICTORIA M. VASCONCELOS

Proposta:
O projeto exposto basicamente é um estudo preliminar seguido de uma experiência a ser testada. Esse projeto teve como objetivo geral fazer com que a matéria orgânica descartada pelas pessoas dentro de casa volte a ser usada de forma útil. Os objetivos específicos do projeto são: contribuir para sensibilizar as pessoas de mudanças comportamentais no sentido de reciclar o lixo e na realização de atividades sustentáveis; dar orientações para melhorar a qualidade de vida das pessoas, destinando corretamente os resíduos orgânicos e evitando problemas decorrentes da má gestão destes resíduos e ampliar os conhecimentos sobre a compostagem de resíduos orgânicos e a percepção ambiental. Nosso projeto tem como base, alguns estudos que se referem a contaminação do meio ambiente causado por restos de lixo, principalmente, o orgânico. A metodologia apresentada é a elaboração de uma compostagem doméstica. Além do lixo orgânico utilizaremos também garrafa pet e outros materiais. Como o projeto tem como público-alvo crianças do ensino fundamental I, aplicamos com uma criança acima dos 8 anos de idade em função da pandemia. Para a nossa execução, tivemos a participação de um menino de 9 anos. Realizamos a montagem da composteira doméstica na garrafa pet, conforme a bibliografia e a orientação do panfleto. Seguimos o passo a passo e a montagem ficou idêntica à proposta. Na apresentação nós o orientamos sobre a importância da reciclagem de resíduos orgânicos, fazendo com que ele se familiarize e se interessasse pela ação. Foi lido o panfleto passo a passo das etapas e explicado cada parte, para não haver dúvida. Após a aplicação e execução do nosso projeto, a composteira ficou com a criança para ele acompanhar a continuação do processo. Desta forma, após algumas semanas os resíduos foram transformados em chorume.

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 10 – Redução de desigualdades

Nomes: 
+ DANILO MORGADO LIMA
+ DIONISIA VALERIA ANDRADE
+ RENATA VICTORIA RAGANHAM DA SILVA

Proposta:
Este projeto de extensão cujo tema é introdução a literatura infantil, visa criar uma cartilha para ajudar os pais a estimular seus filhos a leitura. Tendo como interlocutores teóricos Maciel (2008), Goulart (2014), Paiva (2014), entre outros, busca justificar a relevância da literatura como um direito de todas as crianças, visto que ela abre portas para o conhecimento, a imaginação, a criatividade e criticidade, entre outros aspectos. Com o objetivo geral de levantar e analisar livros de literatura infantil como forma de sugerir cantos de leitura. Tendo como objetivos específicos: Levantar e Identificar repertório infantil para a prática de leitura, e elaborar um livro que promova orientações aos pais sobre como introduzir a literatura na vida da criança, um livro de orientações para os pais sobre questões relacionadas à literatura. Será feito uma seleção de material infantil feita pelos integrantes do projeto, as quais façam os pais pensarem mais sobre as questões da importância da leitura e da interação com o livro e seus personagens, no processo de desenvolvimento e aprendizagem das crianças. Com a elaboração do livro, ele será entregue de forma virtual em algumas escolas. Para obtermos um feedback foi criado um questionário no google forms onde tivemos um retorno positivo.

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 10 – Redução de desigualdades

Nomes: 
+ IVANILI VICENTE DA SILVA
+ LUCIANA RAMOS GIMENEZ
+ MARIANA PINHEIRO MENDES
+ PAMELA DA SILVA SANTOS
+ TEREZA MIRELA BORGES GERALDES

Proposta:
Este projeto tem como objetivo geral refletir sobre o processo de inclusão de alunos surdos, na educação formal, principalmente no processo de inclusão deles em escolas comuns. Conhecer esta língua é essencial para responder com responsabilidade as reais necessidades deste público e facilitar a integração no ambiente escolar. Além disso, os objetivos específicos são: identificar e analisar algumas adaptações necessárias para o desenvolvimento e aprendizagem dos alunos surdos no ambiente escolar e analisar a importância da Língua Brasileira de Sinais (Libras) como instrumento de ensino para alunos surdos. É relevante ilustrar a importância da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e algumas adaptações para incluir os surdos na educação formal comum. Libras é essencial para o desenvolvimento e aprendizagem em ambiente educacional de alguns alunos surdos. Para que todos os envolvidos neste processo inclusivo entendam a língua brasileira de sinais além do uso da intérprete de Libras, são necessárias por vezes, algumas adaptações buscando tornar a realidade da aprendizagem significativa para os alunos surdos. Na metodologia os participantes deste projeto serão professores de redes públicas ou privadas. Será utilizado por meio de recursos visuais das plataformas google e youtube, bem como estudos teóricos e questionário com perguntas fechadas, para coletar dados sobre a inclusão de alunos surdos. A inclusão não pode ser considerada como algo imposto aos outros, mas que seja comum a pessoa surda fazer parte da sociedade sem que exista discriminação, constrangimento, seja numa sala de aula, no local de trabalho ou lazer. Para isso acontecer devemos começar com a formação de professores, que não seja utilizada apenas como treinamento inicial, mas que seja utilizada frequentemente nas escolas.

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ KAILANE MARTINS DAS NEVES
+ CAMILA MEL SILVA COELHO
+ GIOVANNA SILVA BASTAZINI

Proposta:
Trabalhamos com o tema, as causas e consequência do trabalho infantil; direcionado às aulas de Ação Curricular de Extensão (ACEX). Para o desenvolvimento das atividades o projeto ficou focado em uma escola estadual e outra uma autarquia, ambas na cidade de Santo André. Esta escola, é de ensino fundamental e médio e, permitirá trazer informações relevantes para os jovens como forma de auxiliar o ensino e complementar a formação desse estudante em áreas diferenciadas, como por exemplo desenvolver o intelecto, colocar em prática vivências dessas atividades, desenvolver o olhar crítico e de justiça dessa criança e desse jovem. Assim, sabemos que o trabalho infantil tem diversos prejuízos na formação acadêmica desse aluno, no qual as crianças deixam de frequentar o ambiente escolar, deixam de brincar com seus colegas e de ter uma infância saudável e respeitada para trabalhar em comércios e em ruas para contribuírem na renda de casa. A nossa metodologia tem como seu maior objetivo desenvolver atividades e mostrar seus direitos e deveres para essas crianças e adolescente. A partir das orientações propostas será elaborado um material de orientação a ser distribuído para os alunos dessas escolas. Infelizmente, o material não foi elaborado e o projeto deverá ter continuidade no próximo ano.

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 10 – Redução de desigualdades

Nomes: 
+ CAMILA LOPES GONÇALVES
+ GIOVANNA MAGRI DOS SANTOS

Proposta:
A principal abordagem do projeto é a prática da leitura e interpretação, ainda que focada para o público-alvo do ensino fundamental I, idade entre 6 a 8 anos de idade, a questão da leitura é uma atividade que vai para além do ambiente escolar. A proposta é oferecer informações aos alunos como forma de sensibilizá-los para perceber as consequências das Fake News. O projeto tem como objetivo: estimular a prática da leitura cuidadosa e reflexiva, desenvolvendo o hábito de questionar ‘’ interrogar’’ antes de acreditar. Quanto ao objetivo específico temos: refletir sobre o que a desinformação pode causar quando é absorvida. A metodologia a ser trabalhada no cotidiano na sala de aula é o livro Caos de Lilli L`Arronge com foco na prática da leitura e identificação de notícias Fake News. A atividade foi aplicada em uma sala de aula e o retorno registrado em depoimento e desenho, demonstrando que os alunos compreenderam e diferenciaram as fake News devendo ser orientados desde pequenos.

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ INGRID AMORIM FERNANDES DA LUZ
+ LUANA FERREIRA DE ALBUQUERQUE
+ TAIENE PIMENTA DE OLIVEIRA

Proposta:
O propósito deste projeto de extensão é destacar a importância da música no desenvolvimento da criança e como agregá-la no cotidiano escolar da educação infantil. Os objetivos específicos são: demonstrar a importância da educação musical para o desenvolvimento cognitivo, linguístico, socioafetivo e psicomotor, além de explorar os sons dos instrumentos com as crianças por meio de vídeos aulas. A metodologia empregada foi a produção de vídeos aulas postadas na plataforma do YouTube, fazendo o passo a passo de como fazer instrumentos musicais com objetos recicláveis que todos têm em casa, trabalhando assim a concentração e criatividade dos pequenos. A experiência com as vídeo aulas foram satisfatórias, contudo, seria interessante manter este canal como um meio de comunicação e de orientações para a construção de instrumentos musicais com materiais recicláveis, fácil de construção e de desenvolver atividades musicais. O resultado foi bem satisfatório, e com essa dedicação entregaremos a brinquedoteca para que assim outras crianças tenham o acesso e desperte esse interesse em criar coisas, objetos com reciclagem. Conseguimos por meio do nosso vídeo ensinar as metodologias a serem aplicadas e, a construir instrumentos feitos em casa, desenvolvendo assim todos os aspectos mencionados durante o trabalho. Finalizamos assim, com a certeza que a música tem grande potencialidade de enriquecer e dinamizar a educação em um aspecto integral. Desta forma, o projeto nos ensinou como o educador pode levar para a sala de aula a musicalização de modo que a música se torne um instrumento didático em sala de aula.

Links Vídeos:
https://youtube.com/watch?v=RiXFqlmz2Cg&feature=share
https://youtube.com/watch?v=ok0fEeKeStA&feature=share

Pedagogia - 6º SEM B

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 10 – Redução de desigualdades

Nomes: 
+ ANA CAROLINA DA C. DAMASCENA
+ THAYS RODRIGUES DOS SANTOS

Proposta:
O projeto tem como objetivo geral identificar e refletir a partir de narrativas de alunos, professores as possíveis práticas de bullying no cotidiano escolar. Essa é uma temática que ocorre em diferentes espaços, no entanto na escola é uma prática relatada por alunos e professores. Na tentativa de apresentar conteúdo teórico no ambiente escolar como forma de sensibilizar alunos, pais ou responsáveis e professores sobre o que é bullying e a importância da investigação dos fatos para identificar os autores e vítimas das escolas, aplicaremos o projeto e as pesquisas por meio das redes sociais. Pensamos nesse tema porque alguns integrantes do projeto já sofreram bullying. Por meio dessa integrante abordaremos esse tema para que possamos gerar discussão e reflexão sobre a importância desse assunto no currículo escolar. Além disso, gerar esse projeto tem como intenção divulgar o assunto como forma de diminuir as vítimas do bullying. Como objetivos específicos faremos um levantamento sobre os possíveis sinais de bullying; desenvolveremos ações contra a prática do bullying na sala de aula ou em outros ambientes e espaços e propor rodas de conversa ou reuniões online, levantando problematização para reflexão da prática da violência na sala de aula. Além disso, iremos construir um quadro ou Enquestes com proposta de aceitação do outro ser diferente com alunos e professores para criação de projetos na escola. Para a metodologia do projeto em função da pandemia serão feitos por meio do google forms um levantamento dos sinais de bullying entre os alunos da FSA e professores das redes públicas e privadas. Posteriormente, será construído um material didático informativo sobre as consequências e algumas medidas preventivas e resultados das pesquisas por redes sociais. Infelizmente, não foi possível concluir o trabalho.

ODS 05 – Igualdade de gênero
ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ ISABELLA CARVALHO PUZZI
+ MAELLY PEREIRA DOS SANTOS
+ MARIA EDUARDA CARRION

Proposta:
No contexto da Educação Sexual em todos os níveis, repensar os gêneros, as sexualidades, as políticas de identidade e o currículo escolar têm sido um exercício produtivo de articulação teórica entre os Estudos Culturais e os Estudos Feministas sob a orientação da perspectiva pós-estruturalista de análise. O objetivo deste tema é promover o debate no campo da educação em torno das desigualdades de gênero, bem como discutir e aprofundar os temas relativos à sexualidade, especialmente no que diz respeito à construção das identidades sexuais. Para a realização deste projeto, nós utilizamos de pesquisa documental e revisão da bibliografia acerca dos temas de educação sexual e igualdade de gênero e a sua influência e impacto na vida dos alunos. Estudos do Banco Interamericano de Desenvolvimento mostraram que meninos e meninas, filhos de mães vítimas de violência doméstica, têm três vezes mais chances de adoecer e 63% destas crianças repetem pelo menos um ano na escola e acabam por abandonar os estudos em média aos 9 anos de idade. Esses dados apontam para a necessidade e a urgência de discutirmos, de forma mais aprofundada, as questões de gênero e sexualidade na escola, no âmbito da formação inicial e continuada de professores/as, bem como o desenvolvimento de projetos com crianças e adolescentes, no espaço escolar de forma a sensibilizar e conscientizar os jovens sobre a igualdade de gênero.

Link Cartilha:
https://drive.google.com/file/d/1umdT3K_UwrbimNZn9KolKbbYaerVt6IX/view?usp=sharing

 

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ CAMILLA MARIA RAMOS
+ FERNANDA FIBRA MORELLATO
+ LARISSA NEVES DA SILVA
+ MAGNES ENRIQUE

Proposta:
Considerando todos os obstáculos que vêm sendo enfrentados tanto pelos educadores, gestores escolares e também pelas próprias crianças e seus familiares, é necessário estudar e avaliar o que vem sendo feito pelas instituições desde o início da pandemia e da instauração do ensino remoto na Educação Infantil. Assim, este projeto irá levantar dados a respeito de como ocorreu o ensino remoto da educação infantil de crianças de 0 a 5 anos tendo em vista a pandemia do Covid-19 e, o seu impacto no contexto educacional. O foco principal deste estudo é identificar, compilar e analisar informações referentes ao ensino remoto do ano de 2020, na Educação Infantil de 0 a 5 anos, bem como levantar e analisar a interação entre as famílias e a escola, principalmente, como as professoras reagiram a tal situação. Para a realização deste projeto a metodologia adotada é a pesquisa qualitativa a partir do levantamento bibliográfico acerca do assunto “Covid-19” e o impacto que a pandemia causou no contexto educacional. Após esse levantamento será feito uma pesquisa por meio de um questionário com professores da Educação Infantil em creches municipais da cidade de Mauá. A partir dos dados coletados e do estudo realizado será produzido um relatório. Constatou-se com a análise dos dados obtidos que a rede pública atuou na educação de forma remota, mas que tal atuação demonstrou ser insuficiente para suprir com as necessidades dos alunos, educadores e familiares. As professoras entrevistadas enfrentaram uma série de dificuldades no que diz respeito à tecnologia utilizada, à demanda de trabalho e aos obstáculos específicos do isolamento social, e algumas sentiram que o seu trabalho não foi reconhecido ou valorizado. A intenção é continuar acompanhando os resultados obtidos aprofundando-se nos estudos visto que a análise explicita que houve impactos da pandemia no processo de escolaridade das crianças pequenas.

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 10 – Redução de desigualdades

Nomes: 
+ CAMILA SILVEIRA DOS SANTOS
+ JÉSSICA LARISSA FERREIRA DE ALMEIDA
+ MARILAYNE DE JESUS SOUSA
+ TEREZA DE FATIMA AMARO

Proposta:
Porque brincar é tão importante para o desenvolvimento da criança, e quais são os objetivos do professor em trabalhar com brincadeiras na educação infantil? Estas são algumas das indagações que originaram o interesse neste projeto de extensão. Para a realização deste projeto alguns interlocutores como Tizuko Morchida Kishimoto (2008), Donald Woods Winnicott (1975), documentos legais, entre outros, visando mostrar a importância da brincadeira na Educação Infantil, e a forma como o brincar estimula e facilita o processo de aprendizagem. O presente projeto está centrado nos primeiros anos de vida da criança e, tem por objetivo geral analisar a importância da brincadeira na Educação Infantil, e a forma como o brincar estimula e facilita o processo de aprendizagem, quanto ao objetivo específico é identificar e analisar as brincadeiras propostas na educação infantil como ferramenta de ensino. A metodologia ´proposta foi realizar um questionário por meio do google forms para professores da educação infantil. O resultado da pesquisa demonstrou que os professores se utilizam de um repertório variado de músicas infantis, bem como utilizam-se deste recurso para o desenvolvimento de atividades que contribuem para o desenvolvimento e a aprendizagem da criança. Elaboramos uma cartilha com os resultados obtidos na pesquisa, que será entregue para os alunos do curso de Pedagogia do sexto semestre.

Link Cartilha:
https://drive.google.com/file/d/1PQCyw1A5tIY3HzhOxIjh7RaeV-m47CGi/view?usp=sharing

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 10 – Redução de desigualdades

Nomes: 
+ MARCIA VIANA FACI PEREIRA
+ LIVIA RAQUEL FERREIRA DE ANDRADE
+ CAMILA MARQUES
+ MILENA CAROLINE FERNANDES DE SALVO

Proposta:
Com o objetivo de trazer material dentro na nossa realidade atual, auxiliando as crianças nesse momento de isolamento, incentivando o contato com leitura dentro de suas casas, escolhemos o tema do Sítio do Pica Pau Amarelo, um clássico da literatura infantil brasileira, sendo o principal cenário das muitas histórias de Monteiro Lobato. Escolhemos esse tema por sua importância cultural, que é a obra de Monteiro Lobato na Literatura infantil e por sua infinita possibilidade de desenvolvimento a criatividade, imaginação. Um mundo mágico de personagens encantadores e com amplas possibilidades que oferecem para o desenvolvimento da literatura e do conhecimento. Para isso estabelecemos como objetivo geral pesquisar e entender sobre a importância da literatura infantil na vida das crianças, por meio de uma produção de um material didático, focado no tema do Sítio do Pica-pau Amarelo de Monteiro Lobato, construindo histórias, músicas e personagens das obras, destinados as crianças entre 6 a 9 anos em condições vulneráveis e afastadas das suas rotinas escolares. A metodologia proposta é de cunho qualitativo cujas etapas serão a criação do Kit Era Uma vez, dentro da caixa, teremos dois livros um com histórias o outro com atividades, dedoches de todos os personagens, receitas e músicas do Sitio do Pica-pau Amarelo. Também será feito um livro de histórias com apresentação de cada personagem e suas características, dedoches dos personagens para estimular a criatividade e a contação de histórias. Finalmente, um caderno de atividade pedagógicas personalizado com o tema do Sítio do Pica-pau Amarelo, com atividades: pintura, liga pontos, cruzadinha, jogo da memória, e muitos mais. Os kits prontos serão distribuídos entre as duas bibliotecas da Rede Beija Flor, uma localizada no núcleo do Sacadura Cabral e outra no Jardim dos Eucaliptos no bairro do Cata Preta.

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 10 – Redução de desigualdades

Nomes: 
+ GABRIELA BELO RAMALHO
+ JULIANNE TITO SILVA

Proposta:
Com o objetivo geral de demonstrar a importância da musicalização, durante a alfabetização dos alunos nos anos iniciais e ensino fundamental I e tendo como objetivos específicos: realizar estudos sobre a área da musicalização e sua importância; debater com os professores e pais sobre o tema musicalização dentro das escolas e criar vídeos lúdicos para os conteúdos trabalhados na área estudada, o projeto de extensão foca-se na criatividade, memorização e raciocínio lógico, das crianças de 5 a 8 anos. Dentre os autores pesquisados para a elaboração da pesquisa estão Granja (2006); Snyders (1994); Moraes e Pinheiros (2012) dentre outros. A música no ambiente escolar colabora com a alfabetização e o letramento e auxilia no desenvolvimento de atividades ofertadas pelo professor, na dinâmica da sala de aula, na adaptação e socialização de alunos em diferentes contextos. A metodologia utilizada para a realização do estudo se organizou em duas etapas, na primeira elaborou-se uma pesquisa bibliográfica contemplando autores que discorrem sobre o tema, na segunda fase realizou-se uma entrevista com duas docentes – uma de Ensino Fundamental e outra de Educação Infantil de escolas públicas. Os resultados da pesquisa evidenciaram a importância da música no processo de alfabetização, contribuindo futuramente para o projeto de criação de conteúdos lúdicos nas redes sociais, que possam contribuir para o trabalho docente, bem como orientar os pais, a fim de que tornem esta fase complexa de aprepndizado mais prazerosa e bem sucedida.

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ PRISCILA DANIELLE GOMES
+ THAYNARA L. DA SILVA
+ VITÓRIA PRETO DOS SANTOS

Proposta:
Este trabalho tem como objetivo geral levantar, identificar e analisar aspectos relevantes sobre a infância de idosos. Os objetivos específicos são: valorizar as memórias dos idosos, a partir de relatos sobre a infância deles e identificar e analisar a partir dos relatos quais eram as brincadeiras da época desses idosos. O interesse pela temática é uma forma de demonstrar a importância dessa etapa da vida das pessoas e resgatar jogos e brincadeiras vivenciadas por esses idosos. Por meio de um questionário, com perguntas abertas, eles contaram um pouco como era a infância deles, com relação as brincadeiras e jogos. As respostas do questionário foram gravadas. Os aspectos vividos durante a infância dos idosos, foco desta pesquisa são conhecidos com idade acima de 60 anos. Desta forma, percebemos que os idosos brincavam mais intensamente em jogos e brincadeiras individuais e coletivas, o que permitiam uma socialização intensa com crianças de diferentes idades, a rua era um espaço de lazer permanente. Talvez seja estas as alterações mais significativas na infância de antigamente, para a infância de hoje em dia. Os resultados dos dados coletados resultaram no caderno de memórias entregue aos protagonistas deste projeto.

Link Livro:
https://drive.google.com/file/d/18W3Rao_HN32OBALFS3B61kCIoatPWbki/view?usp=sharing

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 10 – Redução de desigualdades

Nomes: 
+ ROBERTA DARÓS ALVES

Proposta:
Esse trabalho tem como tema a inclusão social dentro do Centro Universitário Fundação Santo André, CUFSA pois há em seu campus, alunos com algum tipo de deficiência, tanto física, motora, psicológica os quais não obtém auxílio por vezes específico, diante de suas necessidades. Assim, é importante a conscientização de todos no processo de construir uma CUFSA mais inclusiva. Tendo como objetivo geral: levantar e analisar aspectos que promovam a inclusão das pessoas com algum tipo de necessidade específica, na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras do Centro Universitário Fundação Santo André, os objetivos específicos são: abordar o tema inclusão ressaltando a necessidade de construir uma Fundação Santo André (FSA) mais inclusiva e dar ideias e sugestões sobre o que pode ser realizado para que possamos ter uma FSA mais inclusiva. Buscou-se estruturar o trabalho com base nos estudos de Mantoan (2021) e documentos legais. A metodologia empregada foi uma pesquisa qualitativa feita pelo formulário do google forms, em função da pandemia. Após tabulação e análise os resultados apontaram que a Fundação Santo André, tem grande potencial, porém mal aproveitado, mas que tem tudo para dar certo, colocando funcionários especializados para cuidarem das pessoas com deficiência, rampas de acesso, elevadores, banheiros adaptados, cursos para aprimoramento sobre como lidar com deficientes, palestras sobre a importância da inclusão social.

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 10 – Redução de desigualdades

Nomes: 
+ ANGELA MARQUES DE SOUZA
+ CAMILA SILVÉRIO PEREIRA
+ FRANCELLI SALVADOR DOS SANTOS

Proposta:
A escolha do tema Psicomotricidade veio do interesse em ajudar as crianças no seu desenvolvimento motor, principalmente quando elas estão em casa. A meta é contribuir para formação corporal e incentivar a prática dos movimentos, buscando minimizar ou quiçá acabar com o sedentarismo, motivar a capacidade sensitiva através de sensações e relações entre o corpo e o exterior, organizar a capacidade dos movimentos, utilizando sinais, objetos reais e imaginários. Desta maneira o objetivo geral do projeto é: refletir e propor movimentos lúdicos direcionados para a consciência corporal das crianças na educação infantil. Os objetivos específicos são: Ampliar e valorizar a própria autoestima em grupo e trabalhar com histórias colocando-as em práticas por meio de movimentos atividades sensoriais, atividades com músicas, dança, buscando a consciência corporal da criança. A metodologia a ser desenvolvida por meio de atividades práticas, jogos e brincadeiras a ser desenvolvido com as crianças da educação infantil, proporcionando uma melhoria na compreensão, habilidade, agilidade e conhecimento da criança. Com as brincadeiras promovemos também uma melhoria na lateralidade, orientação espacial e temporal, esquema corporal e coordenação motora, ela contribui de maneira expressiva para a formação e estruturação do esquema corporal, qual dá origem as aquisições cognitivas, afetivas e orgânicas. Durante a realização do projeto conseguimos notar alguns resultados, vimos o quanto a psicomotricidade pode contribuir para o desenvolvimento da criança, observamos o quanto ela está ajudando no desenvolvimento das habilidades e no comportamento psicomotor das crianças.

COORDENADOR: PROF. DR. ADALBERTO BOTARELLI

Psicologia - 6º SEM A

ODS 10 – Redução da desigualdade

Nomes: 
+ GIOVANA MORETI LIMA
+ GUILHERME CORREA FERNANDES
+ JÉSSICA DE LOURDES SILVEIRA NOGUEIRA LÍVIA
+ AYUMI SAKIMURA
+ LUÍS EDUARDO UEDA BARBOSA
+ VINICIUS LOPES DE ALMEIDA

Proposta: Esse trabalho tem como intuito abordar o assunto da desigualdade em geral, e como isso afetará as pessoas após a atual crise da pandemia do corona vírus, serão abordados assuntos como educação financeira: começando com estudos do tema, pesquisas com a população e o desenvolvimento financeiro; a economia: com estudo da atual economia nacional e internacional, como empresários podem se alavancar e crescer no mercado de trabalho e como transforma-la em uma empresa multinacional; a desigualdade: com fatos históricos e seus contextos e por fim e conclusivamente o estudos sobre os impactos que o corona vírus causou na economia: o presente e o pós nos acontecimentos financeiros e suas variações na pandemia.

Palavras-chave: Educação Financeira. Redução da Desigualdade. Retomada pós pandemia.

Link do vídeo: https://drive.google.com/file/d/1KZq2sLojOMSUgfPChN_R__Gb6RrjB5A5/view

ODS 08 – Trabalho decente e crescimento econômico

Nomes: 
+ BRUNA RODRIGUES FERREIRA
+ FERNANDA AZARIAS DE CENA
+ LETÍCIA OLIVEIRA DOS SANTOS
+ LIZANDRA SILVA JUSTINO
+ MARCOS VINICIUS SANTOS FERREIRA
+ SAMARA AZARIAS OLIVEIRA SANTOS

Proposta: A atual queda econômica dos brasileiros introduziu uma situação financeira caótica para todas as classes sociais, principalmente as pessoas de baixa renda. Somado a isso, o aumento das possibilidades de consumo torna necessário promover a educação financeira para despertar a consciência quanto às suas decisões individuais e familiares relacionadas a seus recursos. Dessa forma, a educação financeira tem como objetivo de educar as pessoas ao consumo inteligente como sinônimo de economia induzindo as pessoas a estabelecer metas para alcançar seus propósitos, poupando e investindo suas economias.


Palavras-chave: Educação Financeira. Economia Brasileira.  Consumo inteligente.

COORDENADORA: Profa. Dra. Karem Soraia Garcia Marquez

Química - 6º SEM B

ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ CAROLINE VIUDOS DE OLIVEIRA
+ GIOVANNA NAZARIN DA SILVA
+ RICARDO LOPES SEMENEC DE ABREU

Proposta:
Nos dias de hoje, os estudantes não conseguem perceber claramente como a química está ligada à nossa vida cotidiana. Como consequência associam a química a contas complicadas, equações e leis, não identificando a sua importância em suas vidas. Por isso esse trabalho tem como objetivo mostrar que isso não é verdade. Então fizemos uma pesquisa pela plataforma Google Forms para podermos averiguar se a população, tem essa ideia sobre o mundo da química. Como resultado de nosso questionário 5% nunca ouviram falar sobre fotos reveladas e mais de 47% nunca tiveram experiência com revelação fotográfica. Sendo assim, criamos um livreto sobre a história da fotografia e a química por de trás dela onde utilizamos o tema da fotografia como ponto de partida da vida prática no mundo da química, pois surpreendentemente, quase 90% das pessoas que participaram da pesquisa demostraram curiosidade sobre a química envolvida na fotografia. Dessa forma esperamos oferecer um aprendizado científico de maneira contextualizada e interdisciplinar com a divulgação deste material.

Link Cartilha:
https://drive.google.com/file/d/1C_bIZanVu1YO7t0YJ_d_MhROxPPTvK7x/view?usp=sharing

coordenador: Prof. Dr. Ednilton José Santa-Rosa

Psicologia - 4º SEM C

ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ ANA BEATRIZ TELES DA SILVA
+ EDUARDO DO NASCIMENTO DE SOUZA
+ LETICIA SANCHEZ FRANCELINOX

Proposta:
O tema do projeto foi a Educação Inclusiva de Adolescentes no Ensino Fundamental com Transtorno Espectro Autista na região de Santo André, tendo como problema a necessidade de intensificar o diálogo entre a escola e a família, bem como a falta de políticas públicas, resultando na escola inclusiva como uma forma de cumprir a Lei, ao invés de uma inclusão efetiva. Justifica-se esse projeto em virtude de a educação inclusiva ter como princípio assegurar o direito de ensino, promovendo uma aprendizagem de qualidade para as crianças, os jovens e adultos com deficiência. O objetivo foi divulgar informações sobre o Transtorno do Espectro Autista em uma escola na região de Santo André. O público-alvo se constitui nos professores, diretores, alunos e pais, visando divulgação sobre o Transtorno do Espectro Autista e a necessidade de uma mobilização em favor do direito a educação inclusiva. Posteriormente o folder digital foi convertido em panfletos impressos e distribuídos presencialmente, nas dependências da escola regular em Santo André, no mês de novembro de 2021.

Link do drive:
https://drive.google.com/drive/folders/1sgeMR3-WcLj1KAD2FuGitWE2LfEZBVDp?usp=sharing

ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ ANDRÉ DE MATTOS FERNANDES
+ DENISE MARTA FELIX
+ GABRIELA VALENTIN
+ SAMANTA BATISTA DE JESUS
+ VANESSA DE MEDEIROS

Proposta:
O tema do projeto foi o enfrentamento à dificuldade de acesso às aulas remotas, por parte de alunos. O problema identificado foi a dificuldade de acesso às aulas, falta de preparação e estrutura e outras dificuldades cotidianas que surgiram com o ensino remoto. Justifica-se tal projeto considerando que a pandemia de COVID 19 intensificou a aprendizagem remota. Inicialmente foi realizada uma enquete que revelou as principais dificuldades enfrentadas pelos alunos em situação de ensino remoto: a falta de um espaço tranquilo para os estudos, conciliar trabalho e estudo, organizar-se para trabalhos e provas, alta demanda de atividades. Diante de tal constatação, o objetivo traçado foi contribuir para que os alunos pudessem se organizar melhor em termos do ensino remoto. Para isso, foi criada uma cartilha em formato de vídeo apresentando as dificuldades e os objetivos a serem alcançados. Essa cartilha trata-se de um manual de boas práticas, com as dicas para se organizar e se preparar para as aulas e atividades. O manual de estudos foi criado com o intuito de ajudar todos os estudantes, porém, mais voltado para alunos que não têm grande estrutura, criando assim um impacto considerável e auxiliando positivamente nos estudos destes alunos.

Link:
https://youtu.be/IPBE8zIZE5k

ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ ADRIANO DE ARAÚJO CAVALCANTI
+ LARISSA ALVARENGA FRADA
+ STEPHANY DOS SANTOS SILVA

Proposta:
O tema do projeto foi o estudo da atuação do psicologo no ambiente escolar publico, de forma que entendemos que o psicólogo pode contribuir na melhoria do ensino publico. Como problema identificamos a necessidade de se ampliar a atuação do psicólogo na escola pública. Justifica-se este projeto por verificarmos que a atuação do psicólogo é de grande importancia na busca por melhorias nos níveis do ensino público. O objetivo foi divulgar e esclarecer a importância da atuação do psicólogo na escola pública, buscando maior aceitação, e divulgando o quão amplo pode ser esta atuação e o quanto pode impactar na melhoria dos níveis de ensino. Para a realização deste projeto, utilizamos como metodologia a revisão bibliográfica a respeito das possibilidades de atuação do psicólogo, criação do vídeo para a divulgação e esclarecimento do trabalho do psicólogo nas escolas públicas.Como resultado final foi efetuada a criação e a postagem de um video informativo baseado na bibliografia utilizada, este foi postado na plataforma Youtube, com o intuito de divulgar e esclarecer as possibilidades de atuação do profissional psicólogo nas escolas públicas

Link do drive:
https://drive.google.com/drive/folders/1sgeMR3-WcLj1KAD2FuGitWE2LfEZBVDp?usp=sharing

COORDENADORA: PROFA. DRA. CARMEN BEATRIZ TAIPE LAGOS DA COSTA

Ciências Biológicas – 2 SEM B

ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ GIULIA LUCHETA
+ KEISY GABRIELLY

Proposta:
Apesar da vasta área de atuação da Biologia forense, muitos professionais e estudantes do Ensino Médio, na procura de uma profissão, desconhecem a abrângencia dessa ciência. O objetivo desse Blog é promover o conhecimento dos graduandos de Biologia e Biólogos recentemente formados, divulgando sobre o campo de atuação dessa área no mercado de trabalho. Através de dados secundários baseados em artigos científicos bem como dados primários, através de um questionário virtual, foi construído um Blog de divulgação nas redes sociais.

Link Blog:
https://giulialucheta.wixsite.com/biologiaforense

Ciências Biológicas – 4 SEM B

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 15 – Meio ambiente

Nomes: 
+ KAE REMOLI CAMPOS
+ BEATRIZ BARRETO ALONSO
+ ROBERTA GOES DA SILVA
+ GIOVANNA HANZO

Proposta:
O propósito dessa estratégia é divulgar para a comunidade a composição da fauna do Biotério da FSA, aspectos da biologia e ecologia desses animais bem como curiosidades sobre eles. Esse conhecimento irá proporcionar uma interação humana com os animais, contribuindo com a Educação Ambiental abrangente. O resultado esperado é atrair visitas monitoradas dos estudantes bem como à Comunidade Universitária e do entorno a nossa Instituição.

Link Jornal Digital:
https://drive.google.com/file/d/1yEyyDDYJdDY996JuWCQV-mjMdtk0LHC8/view?usp=sharing

COORDENADOR: Prof. Me. Luiz André Alves

CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1º, 2º e 4º SEM B

08 – Trabalho decente e crescimento econômico

Nomes: 
+ ALLAN PATRÍCIO SALES
+ ANGEL MARCELA TOMAZ DE BRITO
+ BIANCA APARECIDA CARDOSO
+ NICOLY DE JESUS SANTANA
+ WESLEY PAIVA FERREIRA

Proposta: O trabalho apresentado é um estudo para a realização de uma pesquisa sobre a importância da contabilidade em determinadas empresas. Portanto é importante ressaltar que se trata de uma pesquisa sobre a inevitabilidade da presença contábil em empresas específicas, dentro desta pesquisa estão: conscientização da inclusão da contabilidade para micro, pequenos empreendedores e profissionais informais e a aplicação da contabilidade gerencial na Micro e Pequena Empresa.


Palavras-chave: Conscientização. Inclusão de profissionais informais. Importância da contabilidade.

Link do vídeo: https://drive.google.com/file/d/1E6x2FEgORszz8quTlE65JC4NFm5nM2Bj/view

08 – Trabalho decente e crescimento econômico

Nomes: 
+ EVANDRO FINA RAMOS
+ FRANCISLENE TAMARA FONTEBASSI
+ MARCELO OLIVEIRA DE ALMEIDA
+ MAYARA TEIXEIRA GONÇALVES DA SILVA
+ MILENA ZANONI EVARISTO

Proposta: O ponto focal deste trabalho é estimular o microempreendedor em uma consultoria, analisando todo cenário atual de sua empresa, proporcionando posteriormente um caminho com opções para se reerguer no mercado ou ao menos se manter estável neste momento em que todos buscam realocação e espaço no mercado de trabalho, seja por um emprego ou trabalhando por conta. O principal objetivo é viabilizar informações e expor condições aos microempreendedores através de métodos dinâmicos e de ensinamentos financeiros, para que vejam todas as possibilidades possíveis para se manter ou iniciar atividades por conta, auxiliando assim de forma individual o crescimento econômico no país.



Palavras-chave: Conhecimento em Finanças. Consultoria. Realocação mercado de trabalho.

COORDENADORA: PROFA. DRA. LILIAN PEREIRA DE MEDEIROS GUIMARÃES

Psicologia 6º SEM B

03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ BRUNA CAROLINE FERREIRA BELO
+ ELAINE OLIVEIRA DE MEDEIROS
+ ELIANA CARDOSO
+ ISABELA DE SOUSA LIMA
+ JÉSSICA VICTÓRIA SANTOS DE SANTANA
+ KARINE FONTES RODRIGUES VITÓRIA DA CONCEIÇÃO BAMIDELE
+ YANNINE DE OLIVEIRA REIS DUARTE

Proposta: O ambiente de trabalho tem grande influência na saúde mental e física dos trabalhadores e de seus chefes, sendo assim, uma via de mão dupla, a qual pode gerar resultados positivos ou negativos na produtividade dos mesmos e da

empresa como um todo, por isso, se faz necessário a presença de um mediador entre os “dois mundos”, no caso, o Psicólogo Organizacional. O objetivo deste estudo foi analisar o papel do Psicólogo Organizacional por meio dos Recursos Humanos da empresa na gestão de pessoas em seu ambiente de trabalho, transformando-o em funcional para as duas partes. Além disso, visou coletar informações que dizem respeito ao impacto da gestão de uma empresa que tem o auxílio direto de um Psicólogo “interferindo” de maneira efetiva nas funções de seus trabalhadores. Com este intuito foi realizado pesquisas literárias, artigos científicos, e entrevistas estruturadas diretamente com psicólogos organizacionais já formados com experiência no mercado de trabalho. Para compreendermos como o trabalhador é acolhido dentro do ambiente de trabalho, foram entrevistadas quatro psicólogas da área organizacional que trabalham ou trabalharam em empresas no período de 7 a 36 anos. É possível perceber que todas já presenciaram conflitos nas instituições e que sempre ficaram no papel de mediação desses conflitos, além disso, percebe-se também que todas desenvolvem atividades para o bem-estar dos funcionários. Além disso, todas afirmaram que dão liberdade para um atendimento imediato e de qualidade quando solicitado sem necessidade de agendamento antecipado pelo funcionário, sendo esses em ambientes sigilosos, saudáveis e sem a necessidade de autorização de algum superior responsável, para que o funcionário se sinta à vontade. Com base nos estudos realizados e nas análises levantadas, foi possível perceber o quão essencial é o trabalho de um psicólogo organizacional dentro de organizações e empresas, já que ele pode contribuir de diversas maneiras no ambiente em que estiver identificando conflitos e estratégias para melhoria do bem-estar da companhia, mas principalmente dos colaboradores dela.

Palavras-chave: Saúde profissional. Saúde mental. Psicologia Organizacional. Gestão de pessoas.

Link: https://www.instagram.com/psico.etrabalho/

COORDENADOR: PROF. CELSO RAMOS DE OLIVEIRA

PSICOLOGIA 1º SEM B

08 – Trabalho decente e crescimento econômico
ODS 12 – Consumo e produção responsáveis

Nomes: 
+ ANDRÉIA VIALE ROBERTO
+ JOICE MARA POSSARLE
+ PATRÍCIA MARIA DA SILVA DE ANDRADE
+ TAMIRES CAETANO PEREIRA

Proposta:
Esse projeto visa criar ferramentas de gestão e inovação para os comerciantes e empreendedores do local com intuito de atrair a atenção de turistas com a nova forma de comercializar seus produtos através de mídias sociais e aumentar a receita. O objetivo foi divulgar o comércio no Instagram e capacitar os comerciantes e empreendedores a gerir o negócio, e foco em inovação de produtos e serviços para que tenham retorno financeiro e atraiam o interesse do público em consumir. Assim foi realizado entrevista de campo com os comerciantes local. Foram coletados dados por meio de questionários virtuais, obtendo informações e conhecimento da vila de Paranapiacaba. Por fim ocorreu a construção da rede social – Instagram com a divulgação do comércio local.

Link:
https://www.instagram.com/tudoemparanapiacaba

08 – Trabalho decente e crescimento econômico
ODS 11 – Cidades e comunidades sustentáveis

Nomes: 
+ JÉSSICA CRISTINA DA SILVA
+ KARINA SANTOS DE SOUSA
+ MÁRCIO MARAIA

Proposta:
O presente projeto propõe entender os impactos psicossociais e socioeconômicos da construção do empreendimento Centro Logístico no local. Propomos expor a visão dos moradores a respeito do projeto, trazendo a pauta para discussão na sociedade de Santo André e na Vila de Paranapiacaba como um todo. Mostrando a opinião dos moradores sejam elas favoráveis ou contra o projeto, conscientizando a população acerca do assunto. Foram analisados os resultados das pesquisas, observamos que, mesmo em cidades tão próximas, que margeiam a Vila, o tema abordado da implantação do Porto Seco, se mostrou desconhecido para a maioria dos respondentes. Foi elaborado um grupo na plataforma facebook, em modo privado, onde estávamos alimentando com resultados de pesquisas, informações compartilhadas de ONGs e notícias divulgando o andamento da questão da construção do Centro Logístico próximo à Vila de Paranapiacaba, seus possíveis impactos socioeconômicos e ambientais .Em paralelo, foi pensada a criação da hashtag #paranapiacabasustentavel, para a abordagem do tema nas redes sociais e assim promover conhecimento e curiosidades sobre a Vila, ampliando a visibilidade e gerando aumento no turismo local.

Link:
https://web.facebook.com/groups/397224328002029

08 – Trabalho decente e crescimento econômico

Nomes: 
+ ENZZO MASSA
+ JULIA ROBERTA MACHADO
+ KIMBERLY BRITO SANTOS
+ TAMARA KELLY DO NASCIMENTO

Proposta:
Analisar como a população da Vila Paranapiacaba lida com o trabalho decente e o crescimento econômico do local; como a população lida com o empreendedorismo social e como são estimulados a montar e ampliar os pequenos negócios; se a população possui algum tipo de cooperativa ou associação e como funciona; quais tipos de fonte de renda são mais encontradas e como auxiliam no crescimento da economia; como a população está lidando com a nova pandemia da Covid-19 e como a mesma está influenciando o trabalho local. Desse modo, seguimos fazendo a entrevista com os comerciantes via Google forms, no qual mandamos algumas perguntas sobre o comércio e como está o enfrentamento, devido ao período da pandemia. E com essas informações, criamos um pôster exibindo os objetivos, métodos, resultados e gráfico no qual mostramos todas nossas pesquisas e análises que foram desenvolvidas. Diante das análises e entrevistas realizadas, foi possível compreender como a Vila Paranapiacaba foi afetada durante a pandemia. A pesquisa constatou que infelizmente, muitas famílias perderam sua principal fonte de renda, e por falta de auxílio dos órgãos responsáveis não receberam o suporte necessário. Após entrevistas e diálogos com moradores, ficou evidente que grande parcela da população trabalhava exclusivamente com o turismo. No geral, podemos concluir que a Vila sofreu forte impacto com a pandemia, e tristemente não recebeu o suporte necessário para passar por esse período difícil

Link:
https://drive.google.com/file/d/1udfD88CTHzqw7QqCQEFaCBdOmN3JEvSL/view?usp=sharing

ODS 10 – Redução das desigualdades
ODS 17 – Parcerias e meios de implementação

Nomes: 
+ BEATRIZ SILVA BATISTA
+ LARYSSA RODRIGUES PEREIRA DOS SANTOS
+ TIAGO FÉLIX PIAS

Proposta:
O Festival do Cambuci surgiu com a Rota gastronômica do Cambuci que promove renda familiar com o turismo e gastronomia. O Cambuci quase foi extinto, mas está sendo preservado e reconhecido pelo aroma cítrico e adocicado e por ser um símbolo preservação da Mata Atlântica e regate a memória regional. O Cambuci   é “Patrimônio Imaterial de Santo André” e está sendo comercializado na culinária e artesanalmente por ser um aliado sustentável e que permite desenvolvimento ecologicamente equilibrado para gera renda da região. Os procedimentos realizados no trabalho, foi desenvolvido questionário para o levantamento de informações sobre o Festival do Cambuci e da região de Paranapiacaba. Também foi criado um Instagram e criação de conteúdo para o perfil.

Link:
https://www.instagram.com/festival_cambuci/

ODS 08 – Trabalho decente e crescimento econômico

Nomes: 
+ ANA CAROLINA LOPES FERNANDES
+ DANIELE DE PAULA
+ GABRIELA MIRANDA DO NASCIMENTO
+ KARINE VAZ SILVA

Proposta:
Esta pesquisa apresenta os indicadores sociais, econômicos e comunitários atuais comparando-os com dados anteriores e indica as dificuldades e as mudanças que ocorreram neste curto período, que se refletem no comportamento da população, na preservação das culturas locais, no desenvolvimento de processos de participação, na introdução e prática de novas formas de inserção social, no engajamento das pessoas no processo, no incentivo à iniciativa e na auto geração de renda e emprego na vila de Paranapiacaba.

Link:
https://www.instagram.com/paranapiacabaeconomia/

Link: cartilha digital: https://www.canva.com/design/DAEgVkf0dxg/iF6FVyDaXZemDZ5OpuvaCA/view?

COORDENADORA: PROFA. DRA. PÂMELA PITÁGORAS FREITAS LIMA

Psicologia – 1 SEM A

ODS 08 – Trabalho decente e crescimento econômico.
ODS 03 – Saúde e Bem-estar

Nomes: 
+ ALEXANDRE SILVA SANTANA
+ HELENA TORRES SANTA ROSA
+ LARISSA LIMA MUCINATO
+ ROSIMEIRE DE SENE PINTOR

Proposta:
O presente trabalho buscou apresentar o processo da elaboração e aplicação de um Sociograma em um grupo de trabalho de uma pizzaria. Tivemos como objetivo conceituar e definir o termo grupo ao longo da história e como esse se forma nas relações trabalhistas e seus impactos mediante a dinâmica grupal. Para a realização desse trabalho, contamos com a participação de 7 trabalhadores de uma pizzaria localizada em São Bernardo do Campo, através de uma entrevista semiestruturada e observação dos participantes. Após o processo da coleta de dados, foi possível observar a presença de estrelas e subestrelas no grupo de forma clara e objetiva, impactando na liderança e motivação dos mesmos e de elementos rejeitados além de elementos que se rejeitaram. Tais dados tornaram possível o aferimento de áreas de competição, centralização de poder e preferências entre eles. Logo, podemos concluir que os dados mostram que há coesão entre o grupo, porém não entre todos. Além disso, fazendo um paralelo entre as análises, apenas dois membros tiveram o maior número de rejeições, não afetando negativamente a funcionalidade do grupo. Outro ponto se diz na liderança, que ficou de forma clara a preferência dos membros pelos seus respectivos líderes. Foi elaborado a cartilha digital Sociograma com informações sobre essa técnica, a ser distribuída nas redes sociais.

Link da cartilha:
https://drive.google.com/file/d/1Y_8YztQ7ciE2C1XfYH_mOBuKPz00-nZZ/view?usp=sharing

COORDENADOR: Prof. Me. Luiz André Alvez

CIÊNCIAS CONTÁBEIS 1º, 2º e 4º SEM B

11 – Cidades e comunidades sustentáveis

Nomes: 
+ ARTHUR FOGGI DOS SANTOS
+ GIOVANNA CRUZ DE MELO
+ LARA SOUZA MOLINA
+ LUCAS DA SILVA GAZITO
+ TIFANY RIBEIRO DANTAS

Proposta: Com os assuntos e os problemas ambientais em crescimento, a participação da contabilidade e da gestão na classe empresarial, vem se tornando cada minuto mais necessária já que quanto mais “verde” a entidade é, mais destaque ela tem. Sendo assim, no presente artigo serão apresentados dados sobre o Banco do Brasil SA, oitava colaboração mais sustentável do mundo no ano de 2020.


Palavras-chave: Crescimento populacional. Políticas públicas. Impactos. Comunidades sustentáveis.

Link do vídeo: https://drive.google.com/file/d/10Sl72JvejeY_QufIn4NNNiyupNgGRl6r/view

02 – Fome Zero e Agricultura Sustentável

Nomes: 
+ MATHEUS FELIPE DE SOUZA
+ EDUARDO LUCIANO OLIVEIRA TAIS TAVARES LIMA
+ ADRIANO CONDE DE OLIVEIRA
+ PEDRO PINHEIRO MELIM PAMELA SAMPAIO BARROSO

Proposta: A agricultura sustentável é uma boa solução para fome, tem como foco uma produção de alimentos continua utilizando a mesma área de cultivo, essa prática é muito antiga e importante na sociedade, a agricultura sustentável não foca somente no lucro, mas também na preservação do meio ambiente, essa prática é muito útil no agronegócio e é utilizada há diversos anos. Dessa forma, esse trabalho visa propor um projeto que recolha alimentos que estão bons para consumo, mas que não atingem o padrão de qualidade da empresa e distribuí-los para pessoas em situação de vulnerabilidade.


Palavras-chave: Fome. Distribuição de Alimentos. Desperdício de alimentos.

Link do vídeo: https://drive.google.com/file/d/11OmhKNAHqtvANTKo6I-z3xv9zd3-7uhe/view

11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis

Nomes: 
+ ALICE MASCHIO DE ALMEIDA
+ APOLIANA DE MELO TEIXEIRA ELVIS FIORI SPACOV
+ LARISSA DE SOUZA FERREIRA
+ LUANA DO NASCIMENTO DAVID

Proposta: O trabalho é feito com base no estudo e observação das comunidades, onde todos possam ter uma melhor condição de vida, incluindo educação, saneamento básico, lazer, cultura, rampas e visando também o bem-estar para PCD’s, onde todas as pessoas tenham condições de viver em ambientes agradáveis e dignos, tendo um padrão de vida confortável, desde as classes mais altas até a mais baixa, a comunidade e a família são o foco desse trabalho, pois visamos melhorar a qualidade de vida dessas pessoas.

Palavras-chave: Comunidades. Qualidade de vida. Cotidiano.

Link do vídeo: https://drive.google.com/file/d/1DoJWGZQTkwskqVJ-fueabqLBZ4dAciHM/view

07 – Energia limpa e acessível

Nomes: 
+ HENRIQUE DE LIRA FREIRE
+ JESSICA KAROLINE DE ALMEIDA
+ LARA DE NÉ CHRISTINO DA SILVA
+ MARCOS RIBEIRO MENDES
+ THAIANE VITÓRIA DE MELO

Proposta:

Apresentar para as pessoas o quão importante é uma energia limpa e renovável, por costumes atuais as pessoas consomem os dois tipos de energia, entretanto o ideal é acabar de vez com a energia não renovável, pois ela causa um grande desequilíbrio no planeta, como um aquecimento global, portanto a prioridade é as fontes renováveis. O procedimento utilizado para trazer as respostas desse projeto foi através de pesquisa utilizando a ferramenta de Google Forms, pois como estamos no momento de pandemia foi a ferramenta mais adequada, foi através dela que chegamos aos resultados demonstrados.


Palavras-chave: Energia limpa. Consumo consciente. Economia.

COORDENADORa: Profa. Ma. Sueli Aparecida Loddi

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - 4º SEM B

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 4º SEM B

11 – Cidades e comunidades sustentáveis
12 – Consumo e produção responsáveis

Nomes: 
+ BRENO OLIVEIRA SANTOS
+ EDUARDO OYAKAWA DA SILVA
+ SAMARA DE SOUZA SANTOS

Proposta:

A globalização e a formação de uma sociedade consumista, desencadeou o aumento da produção de lixo, por isso, a demanda por lixeiras em vias públicas, limpeza e coleta de resíduos, também cresceu. Consequentemente, isso acarretou conflitos na distribuição, tamanho e qualidade das lixeiras, bem como, a demora na coleta e manutenção, ocasionando acúmulo de lixo nas vias públicas, e causando impactos negativos às pessoas e ao meio ambiente, como entupimento de bueiros, enchentes, contaminação de rios, e doenças trazidas por ratos e baratas. Com isso, este projeto visa expor uma versão de lixeira inteligente, usando energia renovável e conceitos de cidades inteligentes, com o uso de sensores, na qual trabalha em conjunto com um sistema, que consiste em criar rotas de viagem para a coleta do lixo. Pretende-se que, a lixeira seja capaz de identificar quando está no seu nível máximo de capacidade, e avisar para o sistema que, com base nessa informação, criará o melhor percurso para a recolha, a fim de otimizar a coleta do lixo nas vias públicas, deixar as cidades mais inteligentes e automatizadas, e diminuir os danos causados ao meio ambiente.  Durante o ano de 2021  foram executadas pesquisas referentes aos temas  envolvidos (Saneamento Básico, hardwares  e Tecnologias para  o protótipo).  Como resultado foi elaborado o projeto-conceito da lixeira inteligente exposto em site institucional. O projeto será retomado futuramente. 

Vídeo do Projeto: https://drive.google.com/file/d/1HLn1WvAMGbAeSmPZKIp6y2NakytzZo4l/view

Palavras-chave:  Lixeira inteligente.  Saneamento básico. Coleta de Lixo.

06 – Água limpa e saneamento
14 – Vida na água

Nomes: 
+ ALTAIR DO BONFIM
+ LEONOR PAULO

Proposta: Este projeto visa criar um site informativo, que promove os eventos e publicações que abordam assuntos sobre as mudanças climáticas, divulgar avaliação dos impactos ambientais e seus perigos, demonstrar a importância de conservar os recursos ambientais, tais como os mananciais, rios, lagos, nascentes e aquíferos, que são fontes de água que podem ser utilizadas para atendimentos de demandas para diferentes usos, abastecimento para cidade, as áreas rurais e as atividades produtivas. No Brasil, 35 milhões de pessoas não têm acesso à água potável. A proteção dos ecossistemas dos recursos hídricos é vital para garantir qualidade da vida e desenvolvimento futuro das atividades antrópicas, incluindo a própria garantia de condição de habitabilidade e produção de bens, quer na cidade ou no campo. Portanto, a Organização das Nações Unidas assegura até 2030 aumentar substancialmente a eficiência do uso da água. Este projeto teve como objetivo criar um site informativo, que promove os eventos e publicações que abordam assuntos sobre as mudanças climáticas, desvendar os softwares desconhecidos, que são apontados como indicadores com benefícios e soluções para prestar serviços de qualidade. Divulgar avaliação dos impactos ambientais e seus perigos, e sensibilizações a respeito de conservação do meio ambiente face ao enorme desafio, saneamento, vida na água, e água de qualidade em quantidade adequada. Durante o projeto foram pesquisados conteúdos e fontes relevantes para alimentar o site, bem como o levantamento de requisitos para elaboração do site.  Como resultado, foi elaborado um site funcional. 

Palavras-chave:   Conservação meio ambiente. Recursos hídricos.

07 – Energia limpa e acessível
11 – Cidades e comunidades sustentáveis

Nomes: 
+ GUILHERME HENCHS
+ MARCOS VINICIUS J. SOUZA
+ LUAN DIZERO

Proposta: Com advento da covid, muitas pessoas tiveram que trabalhar em “home office” desenvolvendo alguns problemas de postura, com afastamento acabam se sentindo sozinhas e deprimidas. Este projeto tem como objetivo propor uma solução de coworking sustentável em uma das praças mais movimentadas da cidade de São Caetano Do Sul. O intuito é abastecer com energia solar provenientes de placas que recebem e armazenam essa energia, fornecendo internet e criando um ambiente de trabalho amplamente sustentável.  O projeto inclui a instalação dos painéis solares em postes solares com intenção de revitalizar o espaço e tornar mais moderno. Os equipamentos consistem em: painéis fotovoltaicos, inversor, dispositivos de proteção, como fusíveis e disjuntores, e cabos, respeitando medidas e normas internacionais e nacionais previstas na legislação brasileira, especialmente para os sistemas conectados à rede elétrica.  O resultado do nosso projeto foi uma land page. As landing pages voltadas para vender são também conhecidas como páginas de produtos. Geralmente, apresentam o produto em questão, fotos, vídeos, descrição de funcionalidades e um botão para ação, um CTA. app/ com todas as informações e imagens do nosso projeto, com campo de dúvidas e preços, foi desenvolvido com HTML SASS E JS, e foi hospedado no netlify.

Palavras-chave: Coworking. Energia solar. Sustentabilidade.

12 – Consumo e produção responsáveis

Nomes: 
+ ANDERSON LIMA MOURA
+ MATHEUS FELIPE DA SILVA
+ RAEL CLEISON SOUSA
+ LUCAS RODRIGUES ARAUJO DA SILVA

Proposta: As embalagens de sementes comercializadas possuem uma grande falta de informações, ou até mesmo as que possuem essas informações são de difícil visualização e entendimento. O desinteresse do consumidor em ler essas informações contidas na embalagem gera desconforto e dúvidas sobre o plantio. Com isso, o projeto visa criar uma forma com que o consumidor através de um dispositivo com câmera e acesso à internet, obtenha as informações por meio de um QRCode, que será redirecionado para a página específica da espécie que o consumidor deseja cultivar. Será realizada uma apresentação, mostrando o site que permite as pesquisas através do QRCode impresso na embalagem. Espera-se que uma vez sendo implementado e utilizado o projeto ajude as pessoas a cultivar melhor suas sementes e as empresas fornecedoras a aumentarem suas vendas, dando maior comodidade ao cliente e aumentando a confiabilidade da empresa. Justifica-se o projeto pois muitas pessoas têm o desejo de realizar o plantio em suas residências como passatempo, mas devido à falta de conhecimento, ou a falta de informação contida nas embalagens, se torna insuficiente para suprir o que a planta demanda, pois ter os devidos cuidados, entender qual o melhor ambiente e demais assuntos, se torna uma necessidade. Com esta tecnologia através de um QRCode linkado a uma página devida sobre o assunto, a pessoa tem acesso a todas as informações necessárias para realizar o cultivo, mantendo assim o seu plantio, aprimorando seus conhecimentos e consequentemente incentivando demais pessoas a também plantarem. Foi realizada uma pesquisa sobre os materiais e equipamentos mais eficientes e baratos. Foi elaborada uma apresentação através do PowerPoint que está postada no Youtube explicando o funcionamento do projeto. Foi iniciada a construção do site institucional que será lançado posteriormente.

Palavras-chave: Sementes. Plantio. Agricultura. QRCode.

12 – Consumo e produção responsáveis

Nomes: 
+ FELIPE SÁ SOLDATI
+ JOÃO LUCAS DA SILVA
+ LARISSA SILVA CARDOSO
+ RICARDO FONTANA NUNES

Proposta: Os resíduos de equipamentos eletroeletrônicos (REEE) são aparelhos elétricos ou eletrônicos danificados e sem chances de reparo, ou seja, aqueles cujo as possibilidades de reuso ou recuperação esgotaram-se. Este tipo de resíduo quando descartado corretamente pode ser convertido em matéria-prima para a indústria ou ter partes e peças reutilizadas em outras atividades. Ao refletir sobre as possibilidades de promover a cultura da reciclagem de REEE e menos poluição, o objetivo deste projeto de extensão será propor uma solução tecnológica que indique pontos específicos espalhados pela cidade de Santo André, onde as pessoas poderão levar os seus resíduos e a coleta e reciclagem será de responsabilidade da empresa Electrash. A plataforma se comportará da seguinte forma: O cidadão que quiser descartar seus aparelhos eletrônicos de forma correta, poderá acessar o ambiente da Electrash e solicitar a retirada dos resíduos em seu local de residência ou identificar por meio de sua localização qual o ponto de coleta parceiro mais próximo. A coleta domiciliar terá custo de frete que será calculado a partir do peso dos produtos. Com essas ações espera-se conseguir aumentar significamente o percentual de resíduos eletrônicos coletados e corretamente descartados na cidade e consequente melhora ecológica, contribuindo para o combate e diminuição de futuros problemas ambientais. Durante o ano foram feitas as seguintes etapas do projeto: pesquisas bibliográficas sobre o tema;  lançado uma pesquisa formulário pesquisa para levantamento de informação de  potenciais usuários;   desenvolvimento do site; elaboração de protótipo do app;  e mapeamento de possíveis parceiros para ponto de descarte. Através da divulgação deste projeto, já foi possível coletar alguns resíduos (fotos na apresentação) e encontrar pontos comerciais que estão dispostos a participarem deste projeto como ponto de descarte.

Site: https://electrash.netlify.app/

Palavras-chave: Lixo eletrônico. Coleta. Reciclagem.

COORDENADORa: Profa. Dra. Karem Soraia Garcia Marquez

Química - 6º SEM B

11 – Cidades e comunidades sustentáveis
13 – Ação contra a mudança global do clima

Nomes: 
+ ARTHUR LUIZ LIMA
+ FERNANDO ISSAMU NAGANO MORI
+ MELISSA GONÇALVES E SILVA
+ SARA ROCHA DE SOUZA

Proposta:
O planeta nunca foi tão globalizado e tão repleto de tecnologias e desenvolvimento. Atualmente, é possível vivenciar grandes avanços tecnológicos em poucos meses, entretanto, sustentar o modo de vida atual tem um custo: uma grande utilização de recursos naturais e a poluição do meio ambiente. Infelizmente, a lista de problemas ambientais que devem ser resolvidos ao longo deste século aumenta significativamente e impacta a qualidade de vida das gerações presentes e futuras. Buscando propagar informações a respeito de um modelo de vida mais sustentável e amigável ao meio ambiente, o projeto elaborou uma página na internet para a divulgação de textos, imagens e outros recursos sobre o tema. A ideia é transmitir conteúdos a respeito de práticas de sustentabilidade simples e acessíveis, que possam ser aplicadas por todos, em diferentes níveis de complexidade e recursos. Desta forma cada participante poderá contribuir com o salvamento do planeta. Para verificar a efetividade do projeto, foi elaborado também, um quiz sobre o tema, a fim de ter um feedback dos participantes.

Link Página:
https://melissasilva2000.wixsite.com/vidasustentvel

03 – Saúde e bem-estar
12 – Consumo e produção responsáveis

Nomes: 
+ WILSON ALVES ROCHA

Proposta:
Este trabalho foi idealizado para otimizar o uso desde poderoso agente sanitizante, pois se percebe no dia a dia um despreparo da população no seu manuseio. A pesquisa foi desenvolvida através de um questionário visando conhecer o perfil do consumidor quanto ao conhecimento do produto. Uma das questões relacionou o interesse em obter material informativo e todos os entrevistados sinalizaram de modo afirmativo. A partir das respostas, foi elaborada uma cartilha informativa para orientar de forma sucinta e simples como utilizar o agente no cotidiano, ampliando o conhecimento para um consumo racional e consciente, evitando desperdícios e minimizando riscos de acidentes.

Link Cartilha:
https://drive.google.com/file/d/16pjYcFpfOevRm5nvOSkTZPvpiqqN_Nkf/view?usp=sharing

COORDENADORa: Profa. Ma. Camila Boldrini Nascimento

Engenharia Mecânica e Engenharia Civil – 8º SEM B

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 06 – Água limpa e saneamento

Nomes: 
+ ALINE CRISTINA DE SOUZA PARRA
+ ANA PAULA BUENO
+ GEOVANI SASSO DOS SANTOS
+ MATHEUS ALVES MOLGORA
+ GUILHERME PRIMON HAMASAKI
+ TIAGO BESERRA DA SILVA

Proposta:
O projeto consistiu em criar um perfil na rede social (Instagram), com publicações digitais onde foram inseridos semanalmente lembretes para a realização das ações preventivas dos sistemas de instalações hidráulicas e prediais, voltados a uma edificação residencial. As publicações podem ajudar a sociedade a se habituar com as manutenções que devem ser realizadas durante o ano.

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 06 – Água limpa e saneamento

Nomes: 
+ BEATRIZ MORAES DE FREITAS ESTEVES MANZANO
+ GABRIEL SIQUEIRA FIRMINO DA SILVA
+ JOYCE CAROLINE DA SILVA
+ KELLY CRISTHINA BARRAL
+ SIDNEY ROBERTO FLOR DA CRUZ

Proposta:
O projeto consistiu em criar um perfil na rede social (Instagram), ensinando e instruindo sobre instalações prediais de água fria, esgoto e combate a incêndio; definições, cuidados e dicas das instalações. As publicações foram de forma virtual através de posts feitos no instagram e posteriormente ao seu final, compartilhado na página de ações de extensão da FSA. A publicação em redes sociais é uma forma sustentável de levar informações sobre o tema para um grande número de pessoas, sem prejudicar o meio ambiente e de maneira a respeitar a atual época de pandemia enfrentada atualmente.

ODS 12 – Consumo e produção responsáveis.
ODS 06 – Água limpa e saneamento

Nomes: 
+ BRUNO CODEVILA GOFFI

Proposta:
Foi realizada a criação de um Instagram informativo com postagens tendo em foco a conscientização e ideias para uma boa reutilização de resíduos. Postagem de 11 posts contendo tanto os processos de reciclagem dos resíduos reciclados, como também, em paralelo, realizadas postagens de materiais derivados dos reciclados.

COORDENADOR: PROF. CELSO RAMOS DE OLIVEIRA

PSICOLOGIA 1º SEM B

ODS 06 – Água limpa e saneamento

Nomes: 
+ ALYSSON LIMA DOS ANJOS
+ IGOR BENTO SOARES
+ MIGUEL ALMENDEZ RODELA
+ YOHAN SOARES ROSA

Proposta:
Este trabalho apresenta estudo sobre o saneamento e tratamento hídrico da Vila de Paranapiacaba, localizada em Santo André, com intuito de se observar o desenvolvimento e as características do saneamento básico do local. Foi feito um levantamento embasado e uma pesquisa a partir da internet, referente à Vila de Paranapiacaba, e um levantamento de dados com base em um formulário desenvolvido pelo grupo para levantar opiniões da comunidade. Com essas informações foi produzido pôster sobre o modelo hídrico de Paranapiacaba com objetivo de conscientização e fins acadêmicos.

Link:
https://drive.google.com/file/d/105709o3e7UMvkmXACsuLuSVhe3jTlTvh/view?usp=sharing

ODS 15 – Vida terrestre
ODS 11 – Cidades e comunidades sustentáveis

Nomes: 
+ ANTÔNIO AUGUSTO PEREIRA BATISTA
+ BEATRIZ BERTOLATO RODRIGUES
+ BIANCA SCARDASI
+ PEDRO HENRIQUE PASQUALETTI

Proposta:
Nosso trabalho tem como tema principal o projeto de Construção do Porto Seco em Paranapiacaba, que foi anunciado em meados de 2018 e tem como objetivo construir um centro de logística na região. O que está gerando a movimentação contrária da população local e ambientalistas nas redes sociais, tentando alertar os riscos que esse investimento trará para a fauna e flora local e de como é uma área extremamente importante para Paranapiacaba. Nosso foco principal é analisar, estudar e entender o processo do projeto, seus pontos positivos e negativos, tentando ao final desenvolver uma comunicação em massa a fim de expor o que a construção do Porto Seco irá acarretar na questão ambiental em Paranapiacaba. Com as redes sociais mais utilizadas atualmente, dentre elas Facebook, instagram, twitter, G1 percebemos que havia um grande número de pessoas insatisfeitas com o projeto de porto seco. O levantamento de informações foi realizado principalmente das por meio das redes sociais a fim de averiguar a opinião pública, fizemos uma pesquisa no google Forms. Percebemos que as informações levantadas durante nossa pesquisa são de difícil acesso ao público em geral. Somente quem se interessa pelo assunto busca compreender sobre e se posicionar, os grupos das redes sociais são restritos e fechados para moradores das regiões locais. Por isso decidimos criar um poster e essa pesquisa, para que pudesse ser transmitido ao público informações verdadeiras com embasamento, de forma justa e neutra, sendo mais compreendida pela população em geral.

Link:
https://drive.google.com/file/d/10K3KMgD3OValKAr_kp4aHnHAZENxzPkb/view?usp=sharing

ODS 15 – Vida terrestre

Nomes: 
+ CRISTIANE ALVES DE FREITAS TEIXEIRA
+ GIOVANNA CRUZ PAMPLONA
+ KAUANE SOUSA DE MACEDO
+ STEPHANY SABRINA MARIQUITO DOS SANTOS
+ THAIS GUELERE SALARO

Proposta:

O Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba (PNMNP) foi criado em junho de 2003, localiza-se no município de Santo André, dentro da região metropolitana de São Paulo, é uma das maiores reservas de Mata Atlântica do Brasil, representando somente 3% da vegetação original, a reserva abriga mais de 1180 espécies diferentes dentre eles mamíferos, aves, anfíbios, lagartos e serpentes. Portanto o Parque representa grande relevância na conservação do bioma Atlântico. Nesta apresentação serão conferidas as ameaças a biodiversidade do PNMNP ao longo do tempo. O foco do trabalho é chamar atenção à degradação do PNMNP e refletir sobre a importância de preservação deste território. O trabalho foi realizado através de pesquisas bibliográficas, dados oficiais da prefeitura de Santo André e censos do IBGE, informações de movimentos ambientais e pesquisa de opinião com moradores da região metropolitana de São Paulo a respeito desse contexto em Paranapiacaba. Com as informações obtidas foi produzido um pôster sobre o modelo hídrico para conscientizar a população.

PROFA. DRA. CARMEN BEATRIZ TAIPE LAGOS DA COSTA

Ciências Biológicas – 2 SEM B

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 15 – Meio Ambiente

Nomes: 
+ ARTHUR FERREIRA DOS SANTOS
+ DANIELLE REIS DE TORRES
+ IZABELLE RAMALHO FONSECA
+ THAINA MENDES GOBETTI
+ GUILHERME MEDINA
+ MARYANA DE MENEZES

Proposta:
As mudanças climáticas globais vem sendo um desafio para a qualidade de vida no planeta. O intuito desse produto é sensibilizar e alertar jovens e adultos sobre as principais causas e efeitos das mudanças climáticas; contribuindo para a conscientização e um novo olhar na perspectiva de conservação da biodiversidade. A construção do Blog foi baseada em pesquisas temporais e espaciais sobre o assunto, a partir de artigos científicos.

Blog:
https://ambientesos.weebly.com/

Instagram:
https://www.instagram.com/_s.o.s_ambiente_/

Facebook:
https://www.facebook.com/SOS-Ambiente-103304818635650/

ODS 15 – Meio ambiente
ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ CÍCERA G.R.B. AZEVEDO
+ YASMIM VITORIA VIEIRA DE MORAES
+ LAYSA CRISTINA DINIZ
+ THAINÁ MARQUESANI
+ ADRIANA NEUMAN

Proposta:
Atualmente, os impactos ambientais e socioeconômicos no Pantanal são muito evidentes, decorrentes da inexistência de um planejamento ambiental que garanta a sustentabilidade dos recursos naturais desse importante bioma. Ameaças a esse ambiente significam também o comprometimento da saúde desse ecossistema, já que moram nas águas a base da cadeia alimentar pantaneira. O objetivo é sensibilizar e conscientizar à população sobre os riscos que o bioma tem enfrentado nos últimos anos e sobre sua devastação. Trata-se de um recorte dos resultados de uma série de pesquisas realizadas sobre o Pantanal Matogrossense, focando nos impactos ambientais ocasionado pela ação do homem e suas consequências e transformando-las em informações multiplicadoras que conduzam à discussões sobre um novo olhar de participação da comunidade para a conservação desse bioma. Essa estratégia está disponibilizada por meio de midia digital ou Pod cast.

Link Apresentação:
https://drive.google.com/file/d/1ICZA-rHa936Pc9JIZDe5mqCCaudGbhX7/view?usp=sharing

ODS 15 – Meio ambiente
ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ GRAZIELLE WERNER
+ KAE REMOLI CAMPOS
+ CESAR NASCIMENTO MOURA
+ BEATRIZ BARRETO ALONSO

Proposta:

A extinção de uma diversidade de espécies da mata atlântica está bem documentada e seus respectivos nós críticos ou causas precisam ser conhecidos pela comunidade. O objetivo dessa estratégia é divulgar o papel ecológico de algumas espécies da biodiversidade desse bioma que, encontra-se em extinção. O Folder digital foi construído baseado em dados secundários e dados primários através de um questionário virtual sobre o assunto.

Link Folder:
https://drive.google.com/file/d/1wopM1Y2xMW31JsONdTUj0viZ2ELexoKl/view?usp=sharing

ODS 15 – Meio ambiente
ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ ISABELA VEIGA L. GONÇALVES

Proposta:
O objetivo dessa estratégia é promover a conscientização da população de forma abrangente e interativa. Para tanto foram identificados os nós críticos a partir de um questionário virtual, respondido tanto por jovens como adultos, ambos internautas; sobre o meio ambiente, com foco no bioma mata atlântica. Dentre as respostas, houve um perfil dos questionados que disseram estarem muito “preocupado/a” com a preservação do meio ambiente. Entretanto, outro contingente se mostrou até “totalmente alheia” as consequências de seus próprios atos. Isso nos motivou a sensibilizá-los precisando rever seus hábitos urgentemente. Ao decorrer da estratégia são citados os diversos fatores ecológicos relativos à preservação do bioma, sendo eles decorrentes de maneira indireta/direta pelo homem. O Folder também sensibiliza à população sobre os efeitos das queimadas, desmatamento e erosão na biodiversidade. Finalmente, um QR-code pronto para escaneamento está disponível, com uma atividade de reflexão sobre atividades cotidianas individuais.

Link Folder:
https://drive.google.com/file/d/1AfcsK6RosFGyCt38BqVfKdc-hb954WGd/view?usp=sharing

ODS 15 – Meio ambiente
ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 12 – Consumo e produção responsáveis

Nomes: 
+ CIBELE TORRES
+ GIOVANNA PELAIS

Proposta:
O ecossistema aquático tem sofrido em decorrência do descarte de plástico nos rios e oceanos, ocasionando alterações na qualidade da água e consequentemente alterações morfológicas e no hábitat de diversos seres vivos. Assim, o objetivo desse projeto é divulgar os impactos ambientais que decorrem desse malefício para jovens e adultos. O Blog foi construído baseada na pesquisa de literatura científica sobre o assunto.

Link do Blog:
https://giovannapelais123.wixsite.com/oplasticonosoceanos

ODS 15 – Meio ambiente
ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ VANESSA LIMA
+ LIVIA CATISSI
+ LIVIA T. RODRIGUES
+ QUÉREN HAPUQUE DE CASTRO NOVELLI

Proposta:
O caramujo-gigante-africano, Achatina fulica é um molusco da classe gastropoda terrestre, de concha cônica marrom ou mosqueada de tons claros e nativo do leste-nordeste da África, foi introduzido no Brasil em 1983 visando ao cultivo e comercialização do escargot. O maior risco relacionado a este animal é relacionado a infecção causada pelo verme Angiostrongylus cantonensis, ocasionando a meningite eosinofílica ou angiostrongilíase cerebral. Esse caramujo está amplamente distribuído no Brasil. Nesse sentido, o intuito é sensibilizar e conscientizar sobre a importância das medidas preventivas, de controle e de vigilância, visando evitar impactos para a saúde pública. Trata-se de um levantamento bibliográfico sobre o assunto e a produção de um Folder digital que, vêm trazendo informações sobre educação ambiental e saúde.

Link do Folder:
https://drive.google.com/file/d/1QiVkVcPxdnjQc7RuzyjljeOWNSUHA5Yw/view?usp=sharing

ODS 15 – Meio ambiente
ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ MATHEUS SALDANHA FALCÃO

Proposta:
Diversas são as causas associadas à degradação ambiental e seus impactos. Torna-se necessária uma abordagem de assuntos pouco explorados e discutidos, com dados e informações científicas tais como; meio ambiente na grade curricular de cursos de graduação nas áreas de saúde; análise dos princípios de prevenção na abordagem da legislação ambiental brasileira; impactos ambientais, físicos, psíquicos e na saúde única, originários dos desastres de rompimento de barragens com resíduos de mineração ocorridos em Mariana, 2015 e Brumadinho em 2019; os riscos do degelo de geleiras e do permafrost quanto ao surgimento de doenças emergentes e reemergentes; o hábito do consumo de carne animal em dietas e o impacto no meio ambiente e por último como a redução da biodiversidade pode propiciar a emergência de endemias e pandemias. O objetivo é sensibilizar e incentivar jovens e adultos para o raciocínio crítico no tocante aos problemas ambientais e de saúde única. Baseada em dados secundários científicos, essa estratégia de intervenção consiste de uma mídia virtual ou Pod Cast.

Site:
https://anchor.fm/matheus-saldanha-falcao

Spotify:
https://open.spotify.com/show/3iACHT24GZHz9jPiT3ydH5

Link para o vídeo da oficina: https://drive.google.com/file/d/1vLuEqdDn_9PnfsVGCzEKZiskFNqk08tY/view?ts=611aaf29

ODS 15 – Meio ambiente
ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ JULIANA APARECIDA BEZERRA
+ LUCAS ALEXANDRE ARRAES DE ALMEIDA
+ HENRIQUE COTES
+ BRUNO VALLERIO

Proposta:
Indubitavelmente a humanidade está pagando um alto preço pela tentativa de distanciamento da natureza, associando o desenvolvimento não sustentável a ‘’ Evolução Humana’’ onde; a retirada de recursos é inesgotável e a idealização que o verdadeiro só pode ser atingido se houver grandes urbanizações. Grande Parte desta distancia humana e natureza, gerou grandes conflitos, medos e preconceitos infundados gerando de forma concomitante uma predação desenfreada de diversos animais e plantas, ocasionado desequilíbrio ecológico, também em áreas rurais. O objetivo dessa estratégia é sensibilizar à população a ter uma conscientização ecológica com efetiva modificação de hábitos. A intervenção consistiu numa oficina realizada junto às crianças e adultos visando a conscientização bem como conhecimento do manejo adequado de animais silvestres pois, também é uma parte importante no que tange a Educação ambiental e combate ao tráfico de animais.

Link para o Ebook: https://drive.google.com/file/d/1U78piJl4WdnIzK-xBtN3Bs4mhuePSrDy/view?usp=sharing

ODS 15 – Meio ambiente
ODS 04 – Educação de qualidade

Nomes: 
+ LETICIA DE OLIVEIRA CANEDO

Proposta:
Uma visão do fogo como fator ecológico precisa ser abordado junto à comunidade, salientando os efeitos decorrentes para a biodiversidade no Cerrado. De acordo com a literatura, há uma distribuição temporal e espacial dos efeitos que necessitam ser socializados. A partir de uma pesquisa descritiva no formulário do google foi possível concluir que, embora os participantes saibam que as queimadas no Cerrado têm efeitos que degradam ao ambiente e às espécies, eles não conhecem os aspectos específicos deste Bioma que se relacionam com as queimadas. Tendo em vista isso, é necessário medidas educativas, como a Educação Ambiental, que promovam à conscientização das pessoas sobre os efeitos das queimadas e seus aspectos positivos e negativos específicos e característicos no Bioma Cerrado. Assim, o objetivo desse E-book é sensibilizar à comunidade sobre as causas e efeitos das queimadas nesse bioma.

Ciências Biológicas – 4 SEM B

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 15 – Meio Ambiente

Nomes: 
+ CÍCERA G.R.B. AZEVEDO
+Y ASMIM VITORIA VIEIRA DE MORAES
+ LAYSA CRISTINA DINIZ
+ THAINÁ MARQUESANI
+ ADRIANA NEUMAN

Proposta:
O tráfico de animais silvestres, tem se tornado uma prática que vem desafiando à sobrevivência da biodiversidade. Esses animais são retirados de sus hábitats para diversas finalidades tais como; serem comercializados, utilizados em estudos científicos, vendidos para colecionadores ou pessoas comuns e muitas vezes são mortos para a retirada da pele desses animais. Nesse contexto, essa atividade ilícita vem sendo um problema para o equilíbrio ecológico e entre as causas destaca-se a falta de fiscalização no Brasil, resultando em contrabando. O folder digital irá sensibilizar à população sobre a caça, transporte e armazenamento desses animais, conscientizando-a sobre a importância de desenvolver atitudes de vigilância para o controle desse impacto ambiental e cuidados da fauna.

Link Folder:
https://drive.google.com/file/d/1iR_FKH0IQHfVCTiGUhrEen_aecrnqYm4/view?usp=sharing

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 15 – Meio Ambiente

Nomes: 
+ CIBELE SANTOS TORRES
+ GIOVANNA PELAIS
+ QUÉREN HAPUQUE DE CASTRO NOVELLI
+ ROSÁLIA ALVES DE ALMEIDA

Proposta:
O Cerrado é um bioma Brasileiro onde se encontram as maiores bacias hidrográficas da América do Sul, conhecidas como Prata, São Francisco e Tocantins-Araguaia. Esse bioma tem sofrido impactos ambientais decorrentes do desmatamento e agronegócio, queimadas e má gestão da terra. O Blog motivo dessa estratégia tem o intuito de divulgar a riqueza desse importante bioma e da necessidade da preservação.

Link Blog:
https://giovannapelais5.wixsite.com/my-site

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 13 – Ação contra a mudança global do clima

ODS 15 – Meio Ambiente

Nomes: 
+ VANESSA LIMA
+ LIVIA CATISSI
+ LIVIA T. RODRIGUES

Proposta: O aquecimento global é o aumento da temperatura média dos oceanos e da camada de ar próxima à superfície da terra que pode ser consequências de causas naturais e atividades humanas.  Entretanto, muitos ainda se questionam se o aquecimento global é real ou trata-se de um mito? Nesse sentido, foi construído o folder digital com o intuito de sensibilizar ao público-alvo de adolescentes, esclarecendo com base científica, sobre as causas e efeitos do aquecimento global. Espera-se que após sensibilização, os adolescentes mostrem mudanças de atitudes visando contribuir com a preservação do planeta.


Palavras – chave:  Aquecimento global. Saúde e meio ambiente.

Link do Folder Digital: https://drive.google.com/file/d/1PVVUmfzMSPV0vAR1STkR84lc9dMRdWrU/view?usp=sharing

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 15 – Meio Ambiente

Nomes: 
+ GIOVANNA MORETTI TASCA
+ MILENA S. ALEGRINI
+ RAPHAEL L. SILVA

Proposta:
Os problemas ocasionados pelas mudanças climáticas se tornaram mais intensos e recorrentes nos últimos vinte anos. As ondas de calor são eventos climáticos, causando grande impacto na saúde humana e no ambiente, deixando-o propício a queimadas florestais e devastação de hectares, e consequentemente acarretando outros desastres ambientais como; o derretimento das geleiras, o aumento do nível do mar e a contribuição para o efeito estufa. Dessa forma é imprescindível preservar as florestas. Esse E-book foi construído sobre o pretexto de informar e conscientizar ao público-alvo sobre as causas e efeitos das ondas de calor e de como podemos todos contribuir preventivamente.

Link E-book:
https://drive.google.com/file/d/1YbVVkGgjiSsx2A2fmXNcXv9Imk8oUPSJ/view?usp=sharing

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 15 – Meio Ambiente

Nomes: 
+ JULIANA APARECIDA BEZERRA
+ LUCAS ALEXANDRE ARRAES DE ALMEIDA
+ HENRIQUE COTES
+ BRUNO VALLERIO

Proposta:
Embora não seja novidade os eventos tais como; o ciclo de calor e frio em nosso planeta, afinal esses são efeitos naturais, levando algumas dezenas ou até mesmo milhares de anos para ocorrer entre o início, meio e fim. Contudo, tanto o frio quanto o calor deixam seus impactos e registros, porém, estamos vivendo em um dos ciclos de aquecimento, que torna o fenômeno muito mais interessante de ser estudado, sem contar as nossas interferências diretas no meio ambiente, e as dificuldades que ele pode trazer para nós. Assim, nesse Pod Cast, divulga-se a discussão sobre assuntos tais como; o aumento da temperatura no planeta e as mudanças climáticas no tempo e espaço, consequências no ecossistema do recife de corais e seus impactos. O intuito é motivar à comunidade para o conhecimento sobre as causas desses impactos e a necessidade de investir na Educação ambiental.

Links:
https://drive.google.com/file/d/1CpfzENBPGkI17kOqW77MtkP4uW5oaI3x/view?usp=sharing
https://drive.google.com/drive/folders/1odXl_kn7EyfWCIYo5nfeFxR6U_uRxuRK?usp=sharing

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 15 – Meio Ambiente

Nomes: 
+ GIULIA LUCHETA
+ KEISY GABRIELLY

Proposta:
Conduzimos uma pesquisa com o intuito de conhecer o que a população conhece sobre o Zoológico? Essa pesquisa foi baseada em dados primários, utilizando-se de um questionário virtual. Um total de 68 internautas responderam a esse instrumento. Foi possível concluir que, o Zoológico é visto como lugar de entretenimento pela população. Esses resultados nos motivaram a visitar o Zoológico e acompanhar às atividades realizadas no local. Em função das observações no Zoológico e nos resultados da pesquisa, construímos um Blog com o intuito de descortinar a imagem do Zoológico para além do entretenimento. Assim, mostramos algumas ações do Zoológico e a Educação ambiental, salientando a importância da boa relação do homem com os animais e a preservação dos mesmos e ensinar os cuidados e respeito à natureza. Essas ações poderão contribuir com o conhecimento e sensibilização da comunidade com a biodiversidade e o meio ambiente.

Link Blog:
https://giulialucheta.wixsite.com/educacaoambientalzoo

COORDENADOR: PROF. CELSO RAMOS DE OLIVEIRA

PSICOLOGIA 1º SEM B

ODS 10 – Redução das desigualdades

Nomes: 
+ ISABELLA NASCIMENTO DEBORTOLI
+ KAYLANE GIOVANI ARAUJO
+ THAIS DA SILVA GUILHERME

Proposta:
Vamos fazer um levantamento histórico sobre a interação dos moradores com pessoas de fora da Vila Histórica, na época em que era uma vila ferroviária, quanto ao gênero, naturalidade, para uma introdução ao tema. Esse projeto tem como objetivo a criação de uma página no Instagram para divulgar conteúdos sobre desigualdade social na Vila Paranapiacaba e entrevista com uma moradora da vila, formada em Psicologia. Na entrevista, será questionado qual é a visão dela sobre a desigualdade social na Vila de Paranapiacaba e como os moradores lidam com isso. Foi elaborado uma página no Instagram com a intenção de divulgar o trabalho. Com essa ferramenta tivemos a oportunidade de conhecer moradores que auxiliou o desenvolvimento do trabalho e permitiu a divulgação sobre as desigualdades sociais na vila de Paranapiacaba.

Link da entrevista: https://drive.google.com/file/d/1zqOGLC1Nb_gCpMslHtu3ktoIaQTOPA1R/view?usp=sharing

Link do Instagram: https://www.instagram.com/paranapiacaba.fsa/

ODS 08 – Trabalho decente e crescimento econômico

Nomes: 
+ CAMILA ELIZABETH GOMES DE CAMPOS JARDIM
+ ISABELE FACCINI SANTOS
+ JANAINA QUEIROZ CORREIA
+ LUANA ROCHA MOTA

Proposta:

Levantar as subdivisões que as associações da Vila Paranapiacaba possuem, e a contribuição para o conhecimento e promoção do ecoturismo, expondo ao público-alvo informações e dados através de questionários, pesquisas e plataformas digitais. O levantamento de informações detalhadas sobre as associações da Vila Paranapiacaba foi realizado em sites pertinentes e entrevistas com monitores.  As entrevistas foram feitas através de e-mail e de forma dissertativa. As associações observadas, possuem um papel de grande importância na comunidade, e atuam na promoção de demandas da comunidade. A pesquisa sobre o número de associações apontou e classificou as suas subdivisões. Sendo assim foi possível identificar que a atividade foi significativa para a comunidade, trazendo informação sobre suas atividades.

Link: https://drive.google.com/file/d/1meElCro5LmGM4AKjK0gmvYRiOQfJQtn0/view?usp=sharing

COORDENADORA: Prof. Dr. Nivaldo Luiz Palmeri

ENGENHARIA - 8º SEM B

ODS 09 – Inovação infraestrutura

Nomes: 
+ MARCELO PEREIRA DOS SANTOS
+ MICHEL LACERDA DE ALMEIDA
+ OTHÁVIO FINGOLO

Proposta: O objetivo deste trabalho é projetar uma planta industrial para fabricação de parafusos fixadores de segurança que são utilizados em diversos segmentos, como: indústria automotiva, eólica, infraestrutura, óleo e gás, mineração, agrícola, transportes e mercado de reposição. Para isso, projetou-se a construção de uma nova fábrica, com sistemas mais modernos e sustentáveis, viabilizando o aumento de produtividade, qualidade e melhorias gerais no processo, visando substituir a importação destes produtos. A metodologia utilizada baseou-se na aplicação de ferramentas e boas práticas no desenvolvimento do projeto a fim de obter o retorno esperado pelos investidores, como: Brainstorming, Análise SWOT, Canvas e Guia PMBOK para gestão do projeto. Como premissas considerou-se que o projeto será parcialmente financiado pelo governo federal, o custo do maquinário está atrelado à variação do dólar e euro, já que as máquinas são importadas da Europa e da Ásia e o cumprimento do prazo tanto na parte da construção quanto operacionalização deve ser estritamente obedecido, uma vez que, as parcelas do financiamento serão liberadas mediante a comprovação e evolução das etapas. Como restrições apurou-se o prazo de emissão do alvará de construção e funcionamento, logística de transporte das máquinas e mão de obra qualificada na região e como ricos a continuidade da pandemia COVID-19, concorrência de indústrias nacionais, transporte dos maquinários e variação cambial. 

Palavras-chave: Fábrica de parafusos. Implantação. Substituir importações, mercado interno.

ODS 09 – Inovação infraestrutura

Nomes: 
+ CAIO CÉSAR PARRUCA
+ MARCELO LUIDI CUELHO
+ RENAN CASAGRANDE DE MELLO

Proposta: No segundo semestre de setembro de 2020, a portaria nº 189 do Estado-Maior do Exército, que aprovou as Normas Reguladoras dos Processos de Avaliação de Produtos Controlados pelo Exército (PCE). Esta nova sistemática traz agilidade aos processos, além de facilitar o pleno desenvolvimento da capacidade de inovação da indústria nacional, garantindo um tratamento igual ao produto importado, estabelecendo um novo caminho para avaliação de PCE: A certificação. Agora, a certificação, será realizada por um Organismo de Avaliação de Conformidade (OAC), designado pelo Comando do Exército que seja acreditado pelo INMETRO ou por um órgão de acreditação signatário de acordos de reconhecimento mútuo de cooperações regionais ou internacionais dos quais o INMETRO seja signatário. Atualmente, não existe um Laboratório Balístico focado em homologações. Isto é, toda vez que um produto novo tem de ser lançado, necessita passar por certificação. O objetivo deste projeto é a criação e desenvolvimento de um laboratório balístico com foco em certificação e homologações de produtos novos, visando reduzir o custo e o tempo certificação de aproximadamente dois anos. Para isso, utilizou-se a aplicação de ferramentas e boas práticas, como: Brainstorming, Análise SWOT, Canvas e Guia PMBOK para gerenciamento do projeto.

Palavras-chave: Produtos Controlados pelo Exército. Certificação. Laboratório balístico.

ODS 09 – Inovação infraestrutura

Nomes: 
+ ALEX SILVA SOUSA
+ EDUARDO MANGABEIRA DE ALMEIDA
+ FELIPE SILVA LOZANO
+ HENRIQUE MARINO MOREIRA

Proposta: O objetivo deste estudo é elaborar um projeto hipotético para revitalização do estádio do Santos Futebol Clube, transformá-lo no estádio mais moderno da América Latina e atrair investidores, patrocinadores e visibilidade ao Santos FC. A metodologia aplicada baseia-se em pesquisa e aplicação de práticas relevantes para elaboração e gestão de projetos, como: Guia PMBOK, Brainstorming, Análise SWOT e Canvas. O trabalho abordou as seguintes diretrizes na elaboração do projeto: desing moderno, arena com teto retrátil, capacidade de 30 mil torcedores, gramado sintético, acústica com sensação de caldeirão, área VIP e área para imprensa, estacionamento subterrâneo, shopping e restaurantes. Destacou algumas restrições que podem influenciar no sucesso do projeto, dentre elas: situação financeira, orçamento reduzido, localizado em área residencial e área limitada. O projeto será considerado um sucesso se atender a todos os critérios de aceitação das entregas, respeitar as restrições, cumprir o cronograma de execução, manter os custos dentro do valor planejado, atender os requisitos e padrões de qualidade e principalmente as partes interessadas do projeto (stakeholders), por meio da realização de eventos e torneios, venda de produtos do clube, melhorar imagem do clube, atrair torcedores, sócio-torcedores e patrocinadores. 

Palavras-chave: Estádio do Santos Futebol Clube. Revitalização. Torcedores. Patrocinadores. Imagem do clube.

COORDENADORA: Profa. Ma. Sueli Aparecida Loddi

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - 4º SEM B

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 4º SEM B

ODS 09 – Inovação infraestrutura

Nomes: 
+ ASLAN DE LIMA PEREIRA
+ GUSTAVO SILVA DE SÁ
+ LUCAS CARNEVALI VALELONGO
+ MATHEUS SILVA BRANDÃO

Proposta: Nos anos de 2020 e 2021 a cidade de São Bernardo do Campo enfrenta a pior crise sanitária de todos os tempos. Neste contexto, o transporte público precisa ser disponibilizado para a população de maneira a suprir eventuais necessidades e demandas em horários de pico, e isso não é preciso somente em momentos de crise, mas sempre, ofertando a população soluções eficientes e seguras de mobilidade urbana. Sendo assim este projeto teve como objetivo elaborar uma proposta de aplicação e posteriormente a confecção de um aplicativo para dispositivos móveis para a empresa BR7 que se proporá a minimizar a aglomeração dentro dos transportes públicos de São Bernardo do Campo e melhorar o fluxo de ônibus através de mecanismos de tomada de decisão. Durante o ano de 2021 foi efetuada uma pesquisa de campo para levantar os requisitos funcionais e não funcionais para o projeto. Posteriormente foi desenvolvido o aplicativo Meu Ônibus BR7 através de uma plataforma de aplicações online que teve como resultado um MVP (Minimum Viable Product). 

Palavras-chave: Transporte Público.  Mobilidade Urbana.

ODS 09 – Indústria, inovação e infraestrutura
ODS 16 – Paz, justiça e instituições eficazes

Nomes: 
+ LEONARDO CHINAGLIA PEREIRA
+ GABRIEL CARVALHO ARAUJO
+ FILIPE CEZAR RODRIGO MENDES
+ DANIEL MARQUES AGUILAR

Proposta: A região metropolitana de São Paulo, é conhecida pelos seus altos índices de violência e criminalidade, furtos, roubos e homicídios são contabilizados mensalmente pela Secretário de Segurança Pública (SSP-SP), porém estas informações são superficiais e com difícil acesso a maior parte da população. Neste contexto a população acaba circulando em locais perigosos sem ter a ciência disto, considerando este problema, este projeto de extensão tem por objetivo propor uma solução tecnológica que irá permitir ao cidadão ter fácil acesso a estas informações, de acordo com o local que ele se encontra ou através de pesquisas prévias, sabendo quais regiões são perigosas e possuem mais relatos de crimes e afins, por meio de um aplicativo que irá levar estas informações a população comum, também dando espaço para que ela mesma se pronuncie com seus relatos. Será produzido primeiramente os layouts de suas interfaces e funcionalidades, posteriormente será criado um website onde será possível visualizar as marcações de pontos com relatos de periculosidade. Com uma plataforma alimentada pelas estatísticas fornecidas pela SSP-SP aliada aos relatos dos próprios usuários, é possível fazer um mapeamento de regiões com níveis de periculosidade, desenvolvendo uma solução tecnológica similar a um aplicativo de navegação, porém com índices e relatos de crimes e afins por toda a cidade. Os resultados obtidos durante o desenvolvimento desta solução tecnológica são muito positivos, apesar das dificuldades encontradas, como a falta de informação por parte da Secretaria de Segurança Pública e a própria criação do projeto. Durante a execução de todas as atividades foi possível visualizar a importância do projeto, todos os envolvidos e pessoas externas que tiveram ciência de seu desenvolvimento apoiaram a causa e demonstraram uma reação positiva ao mesmo.

Vídeo:  https://www.youtube.com/watch?v=3ecGtZYhEuY&ab

Instagram: https://instagram.com/caminhosseguros.app?utm_medium=copy_link 

SAPEX vídeo: https://drive.google.com/file/d/19V2isBuGKS9uvAWBNzg48h43F4k3Py2Q/view

Website: https://boxlip360.wixsite.com/website-1

COORDENADOR: Prof. Me. Edir Branzoni Leal

Engenharia - 2º SEM E

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 12 – Consumo e produção responsáveis

Nomes: 
+ CAIO FERREIRA GARCIA
+ GABRIEL TORRES CUSTODIO
+ JUCIANA DE SOUZA MENEZES
+ MARLON RIQUETE FAGUNDES
+ NATASHA VALESKA DE JESUS
+ OTAVIO CABRAL LEME

Proposta:
O mundo cada vez mais vem se modernizando, automatizando tudo que for necessário para poder tornar o modo de viver mais fácil e prático. Nas indústrias acontece o mesmo e é visando esse ponto que pensamos em desenvolver um sistema de monitoramento de temperatura com implementação de inteligência artificial, auxiliando nas atividades rotineiras dentro de uma empresa. Além de ajudar e facilitar o trabalho, algumas das vantagens de se ter um sistema de monitoramento de temperatura é reduzir o consumo de energia e também a diminuição dos gastos com manutenção e consequentemente um aumento vida útil do produto.

ODS 09 – Indústria, inovação e infraestrutura
ODS 12 – Consumo e produção responsáveis

Nomes: 
+ FELIPE ALVES PEREIRA
+ GUILHERME MATHEUS TEIXEIRA COSTA
+ ISIS GILIOLI FREIRE
+ KARINA KAWAMURA

Proposta:
Pensando em um mundo moderno, onde a preocupação com a saúde do meio ambiente aumenta a cada dia e com ela a busca por fontes alternativas de energia e combustíveis, nós, alunos do curso de Engenharia da FAENG pesquisamos e desenvolvemos um protótipo de motor autossuficiente, que consiste em gerar energia com a própria rotação do motor do automóvel.

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 10 – Redução das desigualdades

Nomes: 
+ GUSTAVO SIQUELI MULLER
+ JULIA MANINI DOS SANTOS
+ KAYLANE ÁVILA
+ MATHEUS CHELUCCI
+ MIGUEL MELEGARO GUERROUXO
+ PEDRO OLIVEIRA TAVARES

Proposta:
Os avanços tecnológicos têm como principal objetivo melhorar/potencializar artefatos já existentes e utilizados na sociedade. Estes devem despertar a curiosidade de pesquisadores, investidores e principalmente pessoas leigas no assunto. Com esta linha de raciocínio existe uma procura e principalmente uma necessidade em atender as pessoas com deficiência visual ou baixa visão, a bengala inteligente foi pensada/estudada no intuito de melhorar a vida e a mobilidade destas pessoas, que precisam do auxílio da bengala/guia para se locomoverem pelas ruas, lojas, mercados e transportes públicos.

ODS 07 – Energia limpa e acessível
ODS 09 – Indústria, inovação e infraestrutura
ODS 11 – Cidades e comunidades sustentáveis
ODS 12 – Consumo e produção responsável

Nomes: 
+ ELIDIA QUESADA
+ FELIPE SILVA DE BRITO
+ GUSTAVO MORAES DA SILVA
+ JOÃO VITOR MANIÇOBA FERREIRA
+ LEONARDO SANTANA SILVA

Proposta:
O projeto Smart House visa apresentar ao público todos os benefícios de adotar as smart houses no Brasil, o que traria maior segurança, acessibilidade, conforto e economia de energia para as casas. A utilização do conceito de smart house pode ser adotada a longo prazo e gradualmente sem que ocorram grandes mudanças em nosso país, visto que, atualmente cerca de 81% da população acima de 10 anos possui um aparelho celular com acesso à internet e o preço dos dispositivos que equipam as smart houses é acessível para a maior parte da população de classe média-baixa, custando de R$50,00 a R$120,00 em média.

ODS 07 – Energia limpa e acessível
ODS 11 – Cidades e comunidades sustentáveis
ODS 13 – Ação contra mudança global do clima
ODS 17 – Parcerias e meios de implementação

Nomes: 
+ DIOGO JOSÉ PEREIRA
+ JOÃO PAULO FAGNANI DOS SANTOS
+ MURILO HENRIQUE DE OLIVEIRA GALAZINI
+ NATHALIA DA SILVA TOTARELLI
+ VICTOR PAULON DA SILVA

Proposta:
O trabalho se aprofunda na geração de energia elétrica por meio da fonte de energia solar e apresenta um estudo sobre sistemas fotovoltaicos, destacando a importância do consumo consciente e sustentável, a fim de contribuir com a melhora da qualidade de vida das atuais e futuras gerações. Para tanto fez-se a construção de um produto que faz uso da energia fotovoltaica para dar a visibilidade necessária para a produção de uma energia limpa.

ODS 09 – Indústria, inovação e infraestrutura
ODS 11 – Cidades e comunidades sustentáveis
ODS 12 – Consumo e produção responsável

Nomes: 
+ GABRIEL RODRIGUES DE FARIA
+ GUSTAVO GARUCHE ROCHA
+ MATHEUS XIMENES LEITE
+ RENÊ GABRIEL GUIMARÃES FERREIRA
+ VITÓRIA RODRIGUES DE FARIA

Proposta:
O projeto desenvolvido se trata de um sistema de iluminação sustentável que visa diminuir os gastos com energia elétrica utilizando lâmpada LED e sensor de luminosidade, resultando em um protótipo feito em Arduino que apresentou ser mais eficiente que os meios convencionais.

ODS 03 – Saúde e bem-estar
ODS 07 – Energia limpa e acessível

ODS 11 – Cidades e comunidades sustentáveis

Nomes: 
+ FELIPE PRIMOLINI
+ GUSTAVO DE OLIVEIRA PARRA
+ JOZENILDA SANTANA DE JESUS
+ JÚLIO CÉSAR PEREIRA DA SILVA
+ MATHEUS DE OLIVEIRA LEMOS

Proposta:
Decidimos desenvolver um projeto capaz de gerar energia elétrica para carregar os equipamentos portáteis com a força usada para pedalar a bicicleta, chamado Bike Charger. Logo, uma volta ao parque, a ida ao trabalho ou qualquer atividade usando esse meio de transporte traria inúmeras vantagens econômicas e ambientais.

ODS 06 – Água potável e saneamento
ODS 14 – Vida na água
ODS 15 – Vida terrestre

Nomes: 
+ ARTHUR ORTOLANI SUAVE
+ JOSÉ LUIS DA COSTA JUNIOR
+ MARCOS RODRIGUES BORBA
+ NAYARA DOS SANTOS BRAGA
+ VICTOR KLUMPP

Proposta:
O sistema de irrigação da Hydro EVO tem como diferencial, um aplicativo que facilitaria a vida dos nossos clientes, tendo nele a capacidade de visualizar todo o seu sistema irrigatório a fins de evitar perdas futuras. Com este aplicativo ele pode controlar todos os pontos de água saber qual o IPH da água mostrando todos os componentes existentes para poder melhor atender a plantação, propiciando assim economia de água e evitando desperdício. A razão pela qual queremos inovar esse sistema é que queremos a confortabilidade dos nossos clientes, ou seja, queremos proporcional algo mais confortável e prático.

COORDENADORA: Profa. Ma. Camila Boldrini Nascimento

Engenharia Mecânica e Engenharia Civil – 8º SEM B

ODS 13 – Consumo e produção responsáveis

Nomes: 
+ ALEXANDRE CARVALHO PEREIRA
+ MARCELO LUIDI CUELHO
+ MARCELO PEREIRA DOS SANTOS
+ MICHEL LACERDA DE ALMEIDA
+ OTHAVIO FINGOLO
+ RENAN CASAGRANDE DE MELLO

Proposta:
Com os resultados obtidos na apresentação aos alunos do ensino médio, direcionando-os ao mercado de trabalho, novas tecnologias e experiências, foi desenvolvido a continuação dos tópicos, exemplificando um processo de industrialização e tipificando as áreas envolvidas para entender como funciona a sequência de fabricação de um produto. Foram apresentados os processos de industrialização de parafusos mostrando todas as etapas, desde a escolha da matéria prima até a satisfação/reclamação do cliente.

ODS 04 – Educação de qualidade
ODS 10 – Redução de desigualdades

Nomes: 
+ BRENNO HENRIQUE NAGAO
+ PEDRO HENRIQUE ARNOLD
+ BRUNO CALANDRIA RIBEIRO
+ ANDRÉ RIBEIRO DE SOUZA

Proposta:
O projeto teve como finalidade criar dentro da plataforma do Instagram, um perfil que contenha informações para auxiliar as pessoas com dificuldades de usar aparelhos eletrônicos, sejam eles computadores, celulares, tablets etc. De maneira simples e descomplicada foram realizadas postagens para ajudar todos aqueles, desde jovens até idosos, que tenham quaisquer tipos de problema ou falta de informação no que se refere a aparelhos digitais.

COORDENADORa: Profa. Dra. Karem Soraia Garcia Marquez

Química - 6º SEM B

ODS: 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ ANDERSON AUGUSTO BATISTA

Proposta:
O trabalho tem por objetivo fazer uma apresentação sobre a produção e as principais aplicações do Isetionato de Sódio, matéria prima de produtos para cuidado pessoal e doméstico. Foram pesquisadas as principais aplicações para o produto, quais as matérias primas e insumos são utilizados na produção e elaborado um resumo sobre o processo industrial. A etoxilação de uma solução bissulfito de sódio gera o isetionato de sódio. Esse processo deve ser controlado para evitar a formação de glicóis e também do etoxi isetionato de sódio, subprodutos da reação. O teor de sulfito, analisado no controle de qualidade, é um indicador da eficiência da reação, devendo estar num valor baixo e não podendo chegar a zero, pois, isso levaria a formação de glicol. O excesso de óxido de etileno na reação também pode gerar etoxi isetionato de sódio, uma impureza no produto final. As matérias primas são o metabissulfito de sódio e o óxido de etileno. Foi elaborada uma apresentação em Power point com áudio nos slides que foi convertida para arquivo de vídeo e enviada para o youtube.

Link Vídeo:
https://youtu.be/pcfEKmmsrU8

09 – Inovação infraestrutura
12 – Consumo e produção responsáveis

Nomes: 
+ DANIEL DOS REIS DANTAS
+ LUANA DE OLIVEIRA
+ NAIADI RANY FELIPPE DOS SANTOS
+ VICTOR HUGO GARCIA

Proposta:
A temática sobre tintas vem de encontro ao fato de que é um produto de alto consumo no mercado, de modo que a intenção de explanar um tema tão ascendente seja interessante e inovador. O trabalho abrange os tipos de tintas residenciais e suas características. Alguns exemplos das tintas mais utilizadas são: PVA, látex, acrílica, esmalte, epóxi, poliuretano e verniz. Foi utilizada a ferramenta Google Forms para aplicar um questionário sobre o assunto e, por fim, foi criado um livreto informativo, que foi disponibilizado na internet, através da plataforma Face Book.

Link Livreto:
https://drive.google.com/file/d/1Su5lGXqfIEnpDTpkGwn0zIlguW9rx12f/view?usp=sharing

COORDENADOR: Prof. Dr. Ednilton José Santa-Rosa

Psicologia - 4º SEM C

ODS 10 – Redução das desigualdades

Nomes: 
+ ANA CAROLINA FERREIRA DOS SANTOS
+ GIOVANNA MARQUES TELES DE ARAÚJO
+ JENNIFER GOMES DE LIMA
+ JÚLIA GOZZI
+ MELISSA PORTO
+ THAMYRES DOS SANTOS ARAÚJO
+ ANA CLARA DE OLIVEIRA TEIXEIRA

Proposta:
O projeto abordado possui como tema a desigualdade social e os prejuizos à população. Teve como problema a má distribuição de renda tornando-se um agravante considerável para a desigualdade social entre as classes. Justifica-se esse projeto pela Importância de se refletir sobre as dificuldades econômicas que geram as desigualdades sociais, intensificando a pobreza. A desigualdade pode ser medida por faixas de renda, em que são consideradas as médias dos mais ricos em comparação às dos mais pobres, A desigualdade social é o fruto da concentração de renda e poder a uma parte muito pequena da população. Esta desigualdade é favorecida com a falta de oportunidade, pela ausência de atenção dos governantes, e a distorção de imagem desses cidadãos. O objetivo do projeto foi divulgar informações sobre as desigualdades sociais e seus âmbitos complexos. Para a sua realização, inicialmente foi elaborado um questionário e divulgado pela plataforma Google Forms, visando verificar como os respondentes percebiam a questão da desigualdade social. Também foi elaborada uma revisão bibliográfica a respeito do tema, e, por fim, criado um canal na plataforma Youtube para futuras postagens, com o conteúdo especialmente sobre a desigualdade social e divulgação do vídeo e do canal. Ao final da execução do projeto, obteve-se como resultado a elaboração do do primeiro vídeo e postagem no canal criado na plataforma Youtube.

Link:
https://www.youtube.com/channel/UCmnEMdn299_iRLEwVD9EEfA

COORDENADORa: Profa. Ma. Camila Boldrini Nascimento

Engenharia Mecânica e Engenharia Civil – 8º SEM B

ODS: 03 – Saúde e bem-estar

Nomes: 
+ AFONSO CAETANO
+ ALEX SILVA DE SOUSA
+ ANDERSON FERNANDES DIAS
+ CAIO CÉSAR PARRUCA
+ EDUARDO MANGABEIRA DE ALMEIDA
+ HENRIQUE MARINO MOREIRA

Proposta:
Página nas redes sociais (instagram) com o objetivo de alertar e informar o usuário da importância de manter uma rotina de manutenção preventiva em seus automóveis e os riscos de sua omissão. Visando a conscientização, redução de acidentes e aumento da vida útil do veículo. Com o objetivo de ampliar os temas abordados, ampliamos as informações compartilhadas na nossa página, devido ao feedback positivo dos seguidores agregamos aos temas informações de mercado, curiosidades e dicas sobre automóveis e suas documentações.

(11) 4979-3300

fale com nossa equipe

(11) 4979-3333

entre em contato por WhatsApp

  • Opens in a new tab
  • Opens in a new tab
  • Opens in a new tab
  • Opens in a new tab

© 2021 | Fundação Santo André