...
Breves elucidações sobre o “temido” processo de seleção de pessoas

Breves elucidações sobre o “temido” processo de seleção de pessoas

Professor Marcio de Cassio Juliano

Os professores de Recursos Humanos (RH), frequentemente se deparam com estudantes ávidos por informações sobre o processo de seleção. Principalmente porque é nesta fase, da graduação, que os discentes mais se engajam na procura de uma colocação na área profissional do seu curso. As principais perguntas são:

  • Porque ninguém nos informa os motivos pelos quais somos preteridos à determinada vaga?
  • Qual é a melhor maneira de nos comportarmos em um processo de seleção?
  • O que eu tenho que fazer para agradar ou impressionar os selecionadores?
  • Porque somos submetidos a dinâmicas que nos expõem perante pessoas desconhecidas e que, por estarem concorrendo no mesmo processo, deliciam-se com qualquer deslize?

Diante das questões acima, alguns esclarecimentos se fazem necessários para conscientizar e orientar os pretendentes a uma vaga disponível no competitivo mercado de trabalho.

Inicialmente deve ser destacado o autoconhecimento, fator primordial para qualquer indivíduo que almeja sucesso em sua vida. Temos que nos conhecer muito bem para não cometermos a injustiça de culpar indevidamente outrem por nossas deficiências. Reconhecer deficiências significa identificar oportunidades de aprendizado, visando um aprimoramento contínuo.

Portanto o primeiro passo para uma boa participação em um processo de seleção e para o aprimoramento pessoal e profissional é se conhecer bem. O candidato deve ter consciência de suas ações, do seu comportamento verbal e não verbal, devendo frequentemente exercitar a auto-observação.

Daqui por diante serão discutidos os questionamentos dos discentes descritos no início deste artigo.

  • Porque ninguém nos informa os motivos pelos quais somos preteridos à determinada vaga?

Não é a obrigação nem o objetivo de o contratante apontar os motivos que levaram um candidato a ser eliminado do processo seletivo, afinal, trata-se de um processo de seleção e não de uma sessão de terapia. O grande objetivo do processo de seleção é identificar um ou mais candidatos que preencham os requisitos necessários para desempenhar determinadas funções de um cargo e que seja capaz de assumir as responsabilidades inerentes a ele (cargo). Os selecionadores estão preocupados em identificar comportamentos, pré-determinados, nos candidatos. O candidato que demonstrar esses comportamentos durante o processo tem uma chance maior de ser contratado.

Cabe ao candidato realizar uma autoanálise e identificar os pontos que foram decisivos para a sua eliminação do processo seletivo.

Porém existe uma regra de etiqueta corporativa que deve ser seguida: sempre enviar uma mensagem de agradecimento ao participante do processo de seleção.

  • Qual é a melhor maneira de nos comportarmos em um processo de seleção?

Seja você mesmo da maneira mais clara e transparente possível. Não invente ou tente ser quem você não é.

Ser cordial e educado é uma condição necessária e imprescindível para qualquer profissional e pode definir a eliminação ou contratação de um candidato. Portanto, diga bom dia, boa tarde ou boa noite aos seus interlocutores (selecionadores e candidatos) não ofenda ninguém, tão pouco faça comentários preconceituosos ou jocosos sobre situações ou pessoas. Deseje boa sorte aos outros candidatos e bom trabalho aos selecionadores.

Responda apenas o que lhe foi perguntado de maneira objetiva. Evite rodeios e informações adicionais que não lhe foram solicitadas. Divagar em sua resposta pode ser entendido pelo selecionador como falta de objetividade, falta de concentração ou foco ou ainda dificuldade para entender perguntas.

Mantenha o equilíbrio emocional, a situação gerada pelo processo seletivo é de stress e você poderá ser provocado e estimulado a perder o controle, portanto vale a máxima: “Muita calma nessa hora!”

Não fale mal das empresas ou das pessoas com quem você já trabalhou, essa atitude pode prejudicar a imagem do candidato e ser entendida, como falta de ética.

Capriche no português, utilizar a língua pátria de maneira correta é uma obrigação de todo o candidato.

Não admita insultos, se, se sentir insultado, declare abertamente a sua insatisfação, aponte para o insulto e não para quem o proferiu e diga que isso não deve ser tolerado.

  • O que eu tenho que fazer para agradar ou impressionar os selecionadores?

Sorria, demonstre bom humor. Um sorriso provoca uma reação positiva na pessoa que o recebe. O bom humor, sem excessos, é uma característica que favorece a criatividade e a descontração no ambiente de trabalho.

Mostre que você conhece a empresa que está contratando, para tanto, levante informações sobre ela antes da entrevista ou dinâmica.

Seja sincero, não minta em nenhuma hipótese. Os selecionadores são verdadeiros polígrafos (nome dado ao detector de mentiras). Eles são treinados para detectar possíveis mentiras e estão constantemente testando o candidato, quase que o forçando a cair em contradição. Demonstre segurança ao se expressar, apresente consistência entre a comunicação verbal e não verbal. Se não souber sobre um assunto ou não tiver nada para falar, não tente inventar, isso só irá reduzir as suas chances de sucesso.

Resultado de imagem para mentira

Tenha iniciativa e promova a cooperação entre as pessoas. Essas são características de um profissional independente, que não fica à espera de alguém para lhe dizer o que fazer.

  • Porque somos submetidos a dinâmicas que nos expõem perante pessoas desconhecidas?

A proposta de uma dinâmica de grupo em um processo de seleção é criar uma condição onde os candidatos possam se expressar da maneira que eles realmente são, forçando com que as “máscaras” deixem de existir.

Uma dinâmica de grupo é elaborada para que os selecionadores possam observar os candidatos, identificando neles os comportamentos necessários ao desempenho do cargo em questão. Para tanto, os selecionadores preparam previamente uma lista onde constam os comportamentos esperados e os nomes dos candidatos. Ao observar um candidato emitindo um comportamento esperado, o selecionador registra esse comportamento para esse candidato quantas vezes ele for emitido por ele (candidato).

Dessa maneira, o candidato que emitir um maior número de comportamentos esperados demonstrará estar mais alinhado com o perfil desejado pela empresa e, consequentemente, aptidão para desempenhar as funções inerentes ao cargo em questão.

Caso esteja tendo dificuldades em ser aprovado nos processos de seleção que participa, sem a possibilidade de identificar o que está levando-o ao insucesso, procure a ajuda de um profissional (Psicólogo). Ele lhe ajudará a identificar possíveis comportamentos que não estão sendo observados por você e que podem estar atrapalhando o seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Outras dicas que, se forem seguidas, podem não atrapalhar o desempenho em um processo de seleção são:

Utilize trajes adequados e cuide da aparência, evite exageros nos perfumes, maquiagens e acessórios.

Prepare-se para o processo de seleção, monte uma apresentação pessoal e profissional embasada nas informações constantes em seu currículo. Esteja pronto para destacar seus pontos fortes e para falar como você lida com suas fraquezas.

Tenha seus objetivos bem definidos, procure descrevê-los antes do processo e tenha-os na ponta da língua.

O currículo é o seu cartão de visitas, é o primeiro contato com as empresas contratantes, portanto ele deve ter uma boa apresentação gráfica, não deve ter erros de português, conter informações verdadeiras, e refletir o seu perfil e a sua experiência profissional. Se tiver dificuldades para montar seu currículo procure ajuda. Existem palestras sobre empregabilidade proferidas por Instituições de Ensino, ONGs e entidades de ação social que não custam nada, orientando o candidato a montar seu currículo e a se portar em entrevistas e dinâmicas. 

Você também deve estar preparado para gravar um vídeo de apresentação pessoal e a participar de entrevistas virtuais (por computador, tablet ou celular).

Cabe neste momento uma última elucidação, um processo seletivo não onera financeiramente nenhum candidato, portanto se lhe pedirem dinheiro para participar de um processo de seleção (testes de aptidão, exames de proficiência, inventários de competências), desconfie, não participe e denuncie a empresa.

Essa é uma prática ilegal. Algumas empresas agem de má fé e vendem produtos e serviços como pré-condição para a participação em processos seletivos, isso é golpe. Essas empresas “produzem” vagas de acordo com seu currículo e oferecem benefícios e possibilidades de ganhos acima do mercado, pondo açúcar na boca do candidato. Essa é a isca. O candidato fica iludido com as condições e possibilidades e cai na armadilha. 

Esperamos que essas elucidações auxiliem os leitores a enxergarem o processo seletivo de uma maneira mais profissional, sem o temor peculiar que rodeia cada entrevista ou dinâmica de grupo, favorecendo a sua participação e desempenho nos próximos desafios de seleção.

Atenção! Só o conhecimento dessas elucidações não é suficiente, é preciso colocar esse saber em prática. Mãos à obra e boa sorte!

Notas sobre o autor:

Profissional da educação no ensino superior. Experiência em Treinamento (diagnóstico, elaboração, aplicação, avaliação), Pesquisa de Clima Organizacional e Recrutamento e Seleção. Graduação em Administração, Especialização em Gestão Empresarial e Mestrado em Psicologia Experimental: Análise do Comportamento. Experiência na área comercial em vendas técnicas e gerência de contas.

Fonte das imagens:

Fonte figura Interrogação: https://pixabay.com/pt/vectors/perguntas-ponto-de-interroga%C3%A7%C3%A3o-3409194/

Fonte figura mascaras: https://pixabay.com/pt/illustrations/auto-conhecimento-m%C3%A1scara-an%C3%B4nimo-2817857/ 

Fonte da figura quebra cabeça: https://www.publicdomainpictures.net/pt/view-image.php?image=19960&picture=maos-segurando-cabeca 

Fonte da figura Check List: https://www.needpix.com/photo/amp/32376/checklist-lists-business-form-checkbox-document-questionnaire-paper-choice 

Fonte da figura bomba vermelha: https://pixabay.com/pt/illustrations/bomba-explodir-raiva-stress-477229/ 

Fonte figura Pinocchio: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Pinocchio_3ak.jpg 

Fonte figura emoji bandido: https://pixabay.com/pt/illustrations/lanterna-predador-bandido-roubo-3838618/ 

Fonte figura Cartao CV: https://www.pexels.com/pt-br/foto/carreira-cartao-de-visitas-cartoes-de-negocios-contato-42260/b 

Fonte figura diálogo: https://pixabay.com/pt/illustrations/discuss%C3%A3o-di%C3%A1logo-c%C3%B4mico-bal%C3%B5es-341447/ 


Skip to content